Resenha De Repente Uma Noite de Paixão | Lisa Kleypas

em 9 de março de 2020
De Repente Uma Noite de Paixão
Lisa Kleypas

ISBN-13: 9788530601256
ISBN-10: 8530601254
Ano: 2020 / Páginas: 272
Idioma: português
Editora: Arqueiro

Lisa Kleypas é uma das autoras mais bem-sucedidas de romance de época, com 350 mil livros vendidos pela Arqueiro.
Não há espaço para romance na vida da escritora Amanda Briars. Reconhecida no meio literário londrino, ela realiza as próprias fantasias através das personagens que cria em suas histórias de amor. Em nome da liberdade, está satisfeita em viver na solidão.
Amanda só não quer completar 30 anos sem nunca ter experimentado o prazer, e a solução mais discreta é contratar os serviços de um profissional. Quando o homem aparece à sua porta, a atração entre os dois é evidente, mas, para frustração dela, ele interrompe a noite de paixão no meio e vai embora.
Uma semana depois, ela o reencontra em um jantar e descobre que Jack Devlin é, na verdade, seu novo editor. Amanda fica mortificada.
Porém as lembranças daquela noite permanecem vivas na mente dos dois, e basta uma centelha para que o fogo entre eles se reacenda. Só que Jack, filho rejeitado do nobre mais notório de Londres, tem o coração endurecido e não acredita no amor, enquanto Amanda resiste ao desejo crescente em nome de sua independência.
Quando o destino entrelaça suas vidas, suas convicções mais profundas entram em choque. Agora os dois precisam decidir se, depois de conhecerem a verdadeira paixão, conseguirão voltar a se satisfazer com menos que isso.



Resenha



Lisa Kleypas é uma das minhas autoras favoritas quando se trata de romance de época, quando conheci o trabalho da autora foi por intermédio da série As Quatro Estações do Amor, onde conheci Annabelle, Eve, Lillian e Daisy Bowman!




Em De Repente Uma Noite de Paixão, conhecemos Amanda Briars, gostei muito da protagonista quanto a sua personalidade e claro, sua profissão, afinal Amanda é escritora e das boas, só não é tão reconhecida assim, porém, Jack Devlin, seu novo editor chegou para mudar isso, com uma proposta inusitada, lançar um antigo livro em folhetim, para os menos favorecidos entre a sociedade! Trazendo assim, maior público e inovação.


"Amanda sabia exatamente por que o homem à sua porta era um amante profissional. Desde o momento em que ela o fizera entrar às pressas, como se estivesse abrigando um prisioneiro foragido, ele a encarara em um silêncio atônito. Obviamente lhe faltava a capacidade mental necessária para almejar uma ocupação mais intelectualmente desafiadora. Mas é claro que o homem não precisava do cérebro para prestar o serviço para o qual fora contratado."


Mas, Amanda não tem uma boa primeira impressão, principalmente porque seu primeiro encontro com Jack foi um tanto quanto constrangedor, afinal estaria Amanda a frente do seu tempo ao contratar um amante de aniversário de 30 anos?! Claro que sim, porém quem aparece é Jack, a atração é mútua e a conversa e os jogos de sedução são tão intensos que deixam Amanda a ver navios quando Jack vai embora de repente sem concluir com o combinado?!


Afinal, o que será que aconteceu?! Quem é Jack?!


De Repente Uma Noite de Paixão foi uma leitura agradável, mas não ao ponto de virar favorito, leitura leve e despretensiosa, aqui conhecemos um pouco do mercado editorial de antigamente, a luta da mulher para ganhar espaço entre os trabalhos tidos como apenas para os senhores responsáveis, também encontramos muita química entre os personagens, digamos que Jack tendo suas raízes irlandesas foi um toque especial, o cara tem personalidade forte e não liga para convenções sociais, principalmente porque ele não foi criado em berço de ouro, ele batalhou para ter tudo o que tem.


O que me incomodou foi o que sempre me incomoda nos romances de época, aquela típica receita de bolo quanto a sua narrativa, aqueles velhos clichês quase ao final do livro quando acontece algo grave e algum pombinho não enxerga o que o leitor vê, aquela falta de conversa que pode reaproximar os dois mais cedo, para poupar aquele drama, mas apesar disso, a leitura é rápida, flui deliciosamente, um bom escape para aquela velha ressaca! Eu adorei tirando os clichês!!


Beijos


11 comentários

  1. Oi, Camila como vai? Que chato esse detalhe incômodo no livro não é mesmo! Romances de época geralmente tem esta receita pronta do clichê embutido na obra de uma maneira geral. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Camila.
    Que pena que o livro não conseguiu te agradar completamente! Eu só tinha lido elogios até o momento e estou mega ansiosa para receber o meu e me jogar na leitura. A Lisa também é uma das minhas preferidas em romances de época.
    Bjus

    ResponderExcluir
  3. Amei sua resenha Camila, essa enrolação faz parte desse tipo de livro, né? Incrível como a maioria dos livros do gênero são assim. Mas que bom que a leitura valeu a pena mesmo assim. ❤

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  4. Olá, Mila.
    Esse clichê que você citou infelizmente não é exclusivo de romance de época. Quase todos os romances tem. Eu comprei o livro e chegou aqui super rápido, mas não vou ler tão já porque comecei outra série dela que já estou amando, Os Hathaways.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  5. Oi Camila.
    Já li este livro, gostei e até me diverti, mas também não foi o meu favorito da autora. Aborda vários temas interessantes, todavia, faltou algo... Foi demasiado clichê, com uma falta de diálogo entre os protagonistas surreal, e no final veio todo aquele melodrama já sem necessidade.
    O que sei é que preferi os livros da série "As Quatro Estações do Amor".
    Beijo
    Mundo da Fantasia

    ResponderExcluir
  6. Também sempre me pergunto porque os personagens não seguem rumos que façam com que o drama diminuam. Mas enfim, é o que acontece de vez em quando.

    Beijos

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  7. É ruim quando sempre usam a mesma receita para as histórias. Não leio muito romance de época, mas sei o quanto isso incomoda um pouco, pois existe em todos os gêneros.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  8. Olá Camila, tudo bem?
    Eu não costumo ler romances de época, mas o fato de envolver escrita, publicação e como era difícil para as mulheres publicarem seus livros me chama a atenção. Mas eu não sei se estou no clima para, como você disse, livros que seguem receita de bolo.
    Colorful Thoughts

    ResponderExcluir
  9. Eu não costumo ler romances de época, mas amei a capa que é lindíssima e achei o enredo bem interessante.
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Oi Mila,
    Eu não me incomodo tanto com os clichês nos romances de época, na verdade, acho que até leio por conta desses clichês, kkkkkkkkk.
    E eu gosto bastante da Lisa, quero ler esse livro!
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Tem um bom tempo que não leio romances de época, creio que seja por causa da receitinha de bolo que acabam recorrendo. Isso me incomoda, pois não tem novidade... rs
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir

Ola!
Agradeço pelo comentário!
Beijinhos Carinhosos!