Resenha: A magia do Inverno - Tahereh Mafi

em 2 de outubro de 2019
A magia do Inverno
Autor(a): Tahereh Mafi
Série: Furthermore volume 2
Editora: Universo dos Livros
Págs: 288
Ano: 2018


Sinopse 


Embarque em uma incrível jornada pela terra de Whichwood nessa impressionante continuação do aclamado best-seller Além da Magia, de Tahereh Mafi! Nossa história começa em uma noite congelante… Laylee mal consegue se lembrar dos tempos felizes antes de sua mãe morrer. Antes de seu pai, levado pela dor, perder o juízo (e o caminho), e ela ser abandonada como a única mordeshoor restante na cidade de Whichwood, destinada a passar seus dias esfregando a pele e a alma dos defuntos nos preparativos para suas vidas após a morte. Ficou fácil esquecer e ainda mais fácil ignorar não apenas sua crescente solidão, mas a forma como suas mãos exaustas, assim como seus cabelos, estão se enrijecendo e se tornando acinzentados. No entanto, alguns estranhos conhecidos irão aparecer e o mundo de Laylee irá virar de ponta-cabeça enquanto ela redescobre a magia, a cor e o poder de cura da amizade. Exuberante e encantadora, a aclamada Tahereh Mafi tece uma nova aventura mágica neste mundo persa fantasiosamente sombrio, trazendo ao público novamente Alice Queensmeadow e Oliver Newbanks, protagonistas de Além da magia.


Resenha


"Porque uma coisa é contemplar os mortos, mas segurar a morte nos braços é outra bem diferente."

Continuamos a saga de Alice pelo mundo encantado de Furthermore, e nesta história conhecemos Laylee, uma espécie de ceifadora, chamada no livro de modershoor, responsável por encaminhar os mortos a otherwhere.




Laylee é uma menina de treze anos, cuja mãe faleceu há muito tempo e seu pai, inconformado com sua morte saiu pelo mundo procurando a Morte para tentar resgatá-la. Quando encontra-se já sem esperanças surge então, Alice e Oliver, representando assim uma nova aventura. Uma menina amargurada, sem cor, que perdeu as expectativas frente a vida devido a todo sofrimento passado, sem amigos e sem esperança, faz com que os novos amigos se envolvam de tal forma, que correm contra o tempo para tentar salvá-la.


“No fim, o tempo e a compaixão são os presentes mais valiosos para uma pessoa que está sofrendo.”


No geral, gostei mais do primeiro livro justamente por ser mais leve, divertido, e este ser mais sombrio e denso, mais difícil de compreender. Mas que para finalizar a duologia foi uma ótima história.











11 comentários

  1. Essa densidade deve ter sido por causa da quantidade de informações dadas, não é? Normalmente também sinto dificuldade de compreender alguns livros assim, mas em geral eu até gosto.

    Beijos

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bem? Eu já tinha visto essa obra pela blogosfera, mas nunca tinha prestado atenção. Deve ser uma leitura interessante, principalmente por ser duologia. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Olá..
    Adorei a sua resenha!
    Ainda não conhecia a obra em questão, mas pelos seus comentários pude perceber que com certeza é um livro que me agradaria. A premissa é bem legal e, é claro, já anotei a sua dica!
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Amei seu post, seu site é muito bom mesmo, estou toda semana visitando e lendo seus artigos.

    Parabéns!

    Beijos💋💋!!

    Meu Blog: Vida Cap

    ResponderExcluir
  5. Eu adorei a leitura dos dois livros, mas como você falou, esse realmente tem uma escrita mais sombria..

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  6. Achei este conteúdo interessante e compartilhei em meu facebook.
    Saude cap

    ResponderExcluir
  7. Olá, Nanda.
    Eu li, na verdade ouvi, o primeiro livro e não gostei tanto assim por isso optei por não ler o segundo. E pelas suas palavras acho que fiz bem em não ler.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  8. Oi, Fernanda!
    Engraçado porque eu gostei bem mais desse do que o anterior.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  9. Oii, como vai?
    Eu não me interessei tanto assim pela premissa do primeiro pelas resenhas que li, apesar de ter me parecido interessante mas é uma pena saber que esse segundo livro saiu um pouco da premissa do primeiro, se tornando um pouco menos interessante para ti. Gostei dessa coisa de ela "não ter cor". É algo diferente.

    Abraço,
    Parágrafo Cult

    ResponderExcluir
  10. Oi, Nanda, quase comprei o primeiro livro desta série numa feirinha de livros na minha cidade, mas quando voltei, tinha acabado. Interessante esta mudança no tom do primeiro mais leve pro segundo mais sombrio. Abraço, Leitora Viciada

    ResponderExcluir

Ola!
Agradeço pelo comentário!
Beijinhos Carinhosos!