Resenha Rainha do Ar e da Escuridão

em 18 de abril de 2019


Rainha do Ar e da Escuridão
Edição de Colecionador com Capítulo Extra
Os Artifícios das Trevas # 3
Cassandra Clare

ISBN-13: 9788501401069
ISBN-10: 8501401064
Ano: 2019 / Páginas: 742
Idioma: português
Editora: Galera Record


Rainha do Ar e da Escuridão é a conclusão épica para outra grande trilogia do universo de Instrumentos Mortais da autora best-seller Cassandra Clare.
Sangue inocente foi derramado nos degraus do Salão do Conselho, e o mundo dos Caçadores de Sombras se encontra à beira de uma guerra civil. Parte da família Blackthorn foge para Los Angeles, em uma tentativa de descobrir a origem da doença que está acabando com os bruxos. Enquanto isso, Julian e Emma tomam medidas desesperadas e embarcam em uma perigosa missão para o Reino das Fadas a fim de recuperar o Volume Negro dos Mortos. O que encontram é um segredo capaz de destruir o Mundo das Sombras e abrir um caminho tenebroso para um futuro que nunca poderiam ter imaginado. Em uma corrida contra o tempo, Emma e Julian devem salvar o mundo dos Caçadores de Sombras antes que o poder mortal da maldição parabatai destrua tudo o que amam.


Resenha


Rainha do Ar e da Escuridão fecha com chave de ouro a trilogia Os Artifícios das Trevas, muitas respostas foram respondidas e algumas pontas soltas para a próxima trilogia da autora que no geral eu até imagino como será, o que me deixou triste e feliz ao mesmo tempo.



Só um adendo, estou cansada da Rainha Seelie ser sempre a causadora de todos os estragos, é sempre o povo das fadas que começa com as intrigas, acho que isso já deu, porém pelo visto iremos continuar no mesmo repertório. Outro ponto, pelo visto teremos mais de Jace e Clary na próxima trilogia, veja bem, eu gosto deles, só acho que a autora poderia ter outro foco!

Agora, quanto a esta trilogia, eu amei, amei os personagens secundários, não imaginava que iria gostar tanto da família Blackthorn, Mark, Cristina e Kieran deram um show a parte, o mesmo para Ty e Kit, quanto a Emma e Julian, nunca fui muito com a cara deles, eu não consegui me conectar com eles de jeito nenhum, porém reconheço a inteligencia e a perspicaz dos personagens, principalmente de Julian.

Enfim, não irei colocar um resumo do enredo aqui, porque muitos ainda não leram e quero evitar spoiler, apesar do meu breve desabafo ali em cima, o livro em si é bem longo, o meu foco era terminar a série, então li apenas ele e agora eu só penso em shadowhunters, foram 742 páginas de muita aventura, suspense e revelações, eu amei e me senti muitas vezes tentada a não parar de ler até concluir a leitura, fiquei nervosa e feliz ao mesmo tempo e por isso mesmo irei colocar alguns trechos do livro abaixo.



"— Você não compreende. — Kieran balançava a cabeça. Uma mecha de cabelo caiu sobre a testa, o prateado escurecendo ao azul. — Quando eu estava na Caçada, eu era palha flutuando com o vento ou com a água. Só me restava me agarrar a outras palhas. Eu acreditava que não tinha efeito no mundo. Que eu importava tão pouco, que não podia ajudar nem machucar ninguém. — Ele retesou os punhos. — Agora eu senti a dor de Emma, a tristeza de Mark, a dor de cada um que eu feri na Caçada, até a dor de Erec quando morreu. Mas como eu poderia ter sido a pessoa que causou tal dor se sou alguém cujas ações estão escritas na água?"


"— Parece que eu sempre termino cuidando dos seus ferimentos — disse em tom de brincadeira.
Mas Kieran não sorriu.
— Deve ser por isso que sempre desejo o toque das suas mãos toda vez que estou sofrendo."


"Ela sempre imaginara que morreria em batalha, e não esmagada até a morte por mil lâminas, sozinha e sem Cortana nas mãos.
Alguma coisa a golpeou no pescoço. Ela se contorceu, tentando se afastar da agonia; ouviu Julian chamar seu nome...
Algo então a atingiu na palma da mão. Seus dedos agarraram o objeto num reflexo, seu corpo reconheceu a textura do cabo da espada antes mesmo de a mente registrar o que ela estava segurando.
Era uma espada. Uma espada com lâmina branca, como se fosse uma fatia da lua. Ela a reconheceu imediatamente das ilustrações de livros antigos: era Durendal, a espada de Roland, lâmina-irmã de Cortana."


"— Há muito tempo, o Rei de Unseelie e a Rainha Seelie formaram uma aliança para unir as Cortes das fadas. Trouxeram mágicos de todo o Reino das Fadas para lançarem feitiços, garantindo assim que gerariam um herdeiro perfeito. Nem toda mágica foi boa. Houve uso de magia negra. O Rei sonhava com um filho que fosse unir os reinos, inspirar lealdade perfeita e amor perfeito, que seria mais corajoso do que qualquer cavaleiro fada que já tivesse existido.
De fato se parece comigo — murmurou Kit.
Tessa lançou um sorriso solidário para ele.
— Mas quando a criança nasceu, era uma menina, Auraline.
— Reviravolta na trama — falou Kit."


PS: Quem leu o livro, também se emocionou com os votos do casamento no final? Porque eu sim e muito, foi lindo!


Abaixo uma imagem dos Blackthorns e companheiros, imagem retirada do instagram da autora.

Diana, Kit, Ty, Mark, Julian, Emma, Cristina, Kieran, Diego, Drusilla, Jaime.



Beijos no coração!

3 comentários

  1. Oiii Mila

    Sério que vai er mais Jace e Clary? Eu tb gosto deles, mas acho que já deu pro casal.
    Eu ainda estou por começar essa trilogia, espero fazer isso nas próximas férias, adoro a escrita da Clare, sempre me prende.

    Beijos, Ivy

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  2. Cada vez mais eu quero ler algo da Cassandra! 💖

    ResponderExcluir
  3. Oi Mila.
    Eu ainda não peguei vontade de ler esta trilogia, principalmente que quero ler Instrumentos Mortais primeiro. Gostei muito das suas observações sobre a história.
    Bjus

    ResponderExcluir

Ola!
Agradeço pelo comentário!
Beijinhos Carinhosos!