Resenha: O Terceiro Testamento - Christopher Galt

em 11 de maio de 2017

O terceiro testamento

Autor(a): Christopher Galt
Tradução: Gilson César Cardoso de Sousa
Gênero: Ficção Científica
Págs: 416
Editora: Jangada




O mundo parece estar enlouquecendo!
Em toda parte, as pessoas começam a ter visões. Um adolescente francês assiste Joana D'Arc ser queimada na fogueira, e até tenta tirar uma foto com o celular, e a presidente dos Estados Unidos tem visões de seus antecessores dentro da Casa Branca. Ninguém sabe se essas misteriosas aparições são uma espécie de alucinação coletiva, uma doença virótica causada por bioterrorismo ou se são sinais do Apocalipse. Ocorrem suicídios em massa em várias partes do mundo, e o psiquiatra e neurocientista John Macbeth, à frente de um projeto para criar uma inteligência artificial autônoma, busca freneticamente uma resposta antes que seja tarde demais. Ele descobre que a verdade por trás de tudo pode mudar os rumos da humanidade para sempre. E até custar a sua vida. Uma história eletrizante que o fará questionar sua perspectiva da realidade. E até mesmo a sua sanidade.



Resenha


“Poucos leitores poderão imaginar o final de cair o queixo, e os fãs de thrillers de ficção científica vão rezar para que Galt continue em atividade no gênero.” – Publishers Weekly


Não sou muito de ler sobre ficção científica mas resolvi me aventurar, afinal, é muito fácil e confortável lermos somente o que gostamos mais, não é mesmo?

Nesta história futurística, existe um projeto intitulado Projeto de Mapeamento Cognitivo de Copenhagen, onde um neurocientista John Macbeth acredita que quando uma pessoa não se identifica com o mundo em que vive, ele é capaz de criar um próprio.


"- Há algo que preciso lhes dizer antes - começou Macbeth. - Além de ter tido a experiência do terremoto como os demais, tive pelo menos duas, talvez três alucinações menores em que vi pessoas ou coisas inexistentes." 



A presidente dos EUA também esta tendo visões de ex-presidentes já falecidos, e não é a única, tem uma garota que acredita ter visto a sua heroína francesa Joana D'arc ser morta na fogueira, um rapaz que viu um ataque viking, uma mulher que acha que esteve no período Paleozóico, eles acham ou estiveram mesmo lá?

Tem muito questionamento de fundo científico e também religioso, não faz meu estilo literário, na verdade fico confusa com histórias com tantos personagens e tantos emaranhados, mistérios e suspense.


Para os apreciadores de ficção científica fica esta dica, certamente irão gostar!


Sobre o autor




Christopher Galt é o pseudônimo de Craig Russell, autor britânico best-seller, premiado e aclamado pela crítica. Seus thrillers já foram publicados em vinte e três idiomas no mundo todo. Autor das séries Lennox e Jan Fabel, adaptadas pela TV alemã, que atraíram um público de mais de seis milhões de espectadores.


Em 2007, Russell foi nomeado para o prêmio CWA Duncan Lawrie Golden Dagger, o maior prêmio literário da Alemanha do gênero policial, e em 2008 ganhou o CWA Dagger in the Library, pelos seus livros da série


Jan Fabel. Em 2013, foi nomeado para o CWA Ellis Peters Historical Dagger.


Redes sociais: FacebookTwitter


19 comentários

  1. Nunca li nada do gênero, porém preciso sair também do comodismo rs.
    Adorei a resenha!

    Beijos,
    * Blog PS Amo Leitura *

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Esse é um gênero que acho interessante, mas que para mim precisa ser bem trabalho e ter um pouco de logico mesmo que a historia sendo um pouco doida para poder me convencer, ainda não conhecia esse livro, mas achei interessante todo esse enrendo, fiquei curiosa para poder ler e ver como o autor desenvolve toda essa historia !!

    ResponderExcluir
  3. Também nunca li nada do gênero, mas sempre me interesso por alguns livros de ficção científica, no entanto esse obra em especial não me despertou interesse de leitura. Como citado para quem curti esse tipo de leitura, deveria dar uma chance e se aventura, pois a premissa da estória e bastante interessante.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Nanda!
    Eu até curto ficção científica, mas acho que li poucos livros do gênero.
    Não se preocupa que eu sempre me confundo também.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  5. Vou te confessar que esse estilo não é pra mim, nada nele me chama a atenção.
    Realmente, nós achamos muito melhor ler aquilo que gostamos kkkkk eu mesma, raramente saio daquilo que mais gosto, mas ficção científica não é minha praia mesmo ;)
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Não curto ficção científica, mas fiquei curiosa pra saber sobre essa loucura que está atingindo a todos, será alucinação, doença?
    Confesso que no momento não leria o livro, mas talvez mais lá na frente.
    Achei a premissa do livro interessante!
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  7. Olá, a autora construiu uma trama grandiosa que faz jus ao gênero e ainda levanta questionamentos sobre o futuro. Espero ler em breve, beijos.

    ResponderExcluir
  8. Não costumo ler muita coisa assim, mas até que gosto. Só não é meu estilo favorito mesmo e muitas vezes não consigo ler muita coisa.
    A trama dele parece ser bem interessante, gostei da sinopse e fiquei curiosa com essas visões que as pessoas estavam tendo e os porquês disso. Parece uma boa história.

    ResponderExcluir
  9. Oi Nanda, tudo bem? eu tb às vezes fico confusa, confesso hehehehe mas a premissa é bem interessante, então talvez me arrisque!

    BJs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  10. Oi Nanda.
    Eu gostei bastante dessa premissa mas confesso que assim como você no celular nenhuma fã de ficção científica, e apesar de ter gostado muito não sei se essa é uma leitura para mim.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  11. Oi Nanda.
    Eu gostei bastante dessa premissa mas confesso que assim como você no celular nenhuma fã de ficção científica, e apesar de ter gostado muito não sei se essa é uma leitura para mim.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  12. Oi, Nanda
    Essa coisa de Religião vs Ciência é meio complicado, né?
    Por abordar isso, o livro até parece interessante. Foge também do que costumo ler, mas não descarto a possibilidade de ler um dia.


    Blog Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
  13. Oie!
    Eu gosto bastante agora de ler outros gêneros e estou amando essa coisa de realidade/ciência. Amei a sinopse e parece ser um livro bem doido e de uma narrativa eletrizante!
    Gostei. Vou ver se consigo encachar ele na minha lista de leitura!

    ResponderExcluir
  14. Nanda!
    Pois faz totalmente meu estilo, adoro ficção científica e se for um livro bem fudamentado em suas teorias, ainda melhor.
    Fiquei foi curiosa para saber o que acontece com cada um ao criar seu prórpio mundo...
    “Sê humilde para evitar o orgulho, mas voa alto para alcançar a sabedoria.” (Santo Agostinho)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE MAIO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  15. Oi Nanda!
    É bom sairmos da zona de conforto de vez em quando né. Confesso que ficção científica não é algo que estou acostumada a ler. Esse não me chamou atenção, mas para aqueles que gostam, pode ser uma boa leitura.
    Beijokas
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  16. Oi Nanda!
    De fato a gente sempre se acomoda no gênero que estamos acostumados a ler. É pra mim é meio estranho porque, apesar de nunca ter lido um livro desse tema sequer, já vi inúmeras séries e filmes e amo! Adorei essa história, fiquei com gostinho de quero mais! Beijos

    ResponderExcluir
  17. Oi, Nanda!!
    Que premissa mais bacana tem o livro!! Gostei muito da sinopse dele!! Adoro esse gênero e sem dúvida quero muito ler!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  18. Hey Mila,

    Também não sou muito fã de ler esse gênero, mas como você disse as vezes precisamos nos arriscar, quem sabe um dia não leio ele <3

    ResponderExcluir
  19. Nossa, o enredo lembra bastante FlashForward. O diferencial é que no seriado as pessoas tinham visões de seus próprios futuros, o que tornava tudo mais tenso já que alguns era péssimos.
    Gosto do gênero. fiquei curioso pra saber como e pq isso acontece, mas me desanima histórias com trocentos personagens.

    ResponderExcluir

Ola!
Agradeço pelo comentário!
Beijinhos Carinhosos!