Resenha: Larga quem não te agarra - Raul Minh'alma

em 27 de maio de 2017
Larga quem não te agarra
Autor(a) Raul Minh'alma


Gênero: Autoajuda
Págs: 255
Editora: Planeta do Brasil


Nem sempre têm vozes os corações que sofrem e as mentes que sonham. Em “Larga quem não te agarra”, Raul Minh’alma traz as palavras que faltam aos nossos sentimentos. São quinhentos
textos genuínos e poderosos, todos com os relacionamentos como tema central, nos quais o autor faz uma invocação ao amor e à amizade. Aqui são expostas as angústias de nossa alma, escancarando as emoções que fazem de nós o que verdadeiramente somos e mostrando um caminho possível para o amor próprio e a felicidade. Este livro não foi apenas escrito para quem lê. É um livro sobre todos nós, leitores; sobre desejos, limitações e a difícil pergunta que devemos responder a cada dia: o que vale a pena ser mantido em nossas vidas?



Resenha



"O objetivo é fazer-te agarrar quem merece estar na tua vida e largar quem nada faz por estar nela. "


De vez em quando gosto de ler romances, desses açucarados e que nos fazem pensar, refletir e sonhar, e não conhecia nada deste autor português, o mais novo queridinho Raul Minh'alma.


Este livro tem 500 textos que falam sobre o amor e os relacionamentos e falam do que todos nós passamos quando estamos apaixonados, não tem como não nos identificarmos com as histórias, aliás, na maioria pensamentos que o autor usa para expressar o sentimento.





Na página de uma rede social (deixei o link logo abaixo), o autor coloca várias citações, onde vemos que realmente os relacionamentos são todos iguais, todos temos angústias, sofremos e temos as mesmas reflexões, é um consolo para a alma.


Concordo que devemos mesmo largar quem não nos acompanha, quem não nos respeita, quem não quer envelhecer ao seu lado, largar de perder tempo e seguir em frente, sempre.





O livro é um presente aos apaixonados, eu já tenho uma lista de quem quero presentear!



Fanpage do autor: Raul Minh'alma


Sobre o autor






Nasceu a 29 de junho de 1992, é natural de Marco de Canaveses e aluno de Engenharia Mecânica na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto em Portugal. Começou a escrever poesia com dezessete anos e em 2011 lança o seu primeiro livro de poemas com o título Desculpe Mãe. Ainda no mesmo ano leva a cena uma comédia de sua autoria intitulada É Melhor Roubar Que Pedir. Na altura de dar um novo passo, começou a escrever prosa e edita em 2014 o seu primeiro romance Os Mistérios de Santiago. Aos vinte e dois anos conclui o seu terceiro livro, uma coletânea de 500 frases que intitula de Fome. Somente o livro Larga quem não te agarra foi publicado no Brasil.


14 comentários

  1. Que livro mais fofinho! O título já chama a atenção ne? Mostra que é um tema legal de se ler e conhecer os "conselhos" que o livro tem a dar.
    Acredito que seja uma ótima dica pra mim, gosto desse temas ;)

    ResponderExcluir
  2. Gostei da ideia desse livro, os textos falando de relacionamentos e amor...deve dar uma boa sensação ao ler, fazer pensar e refletir sobre o assunto. Acho que seria uma boa dica de leitura. Com certeza vai ter histórias quais as quais a gente se familiariza.

    ResponderExcluir
  3. Amo livros que falam sobre sentimentos e tbm não conhecia esse autor! Sou doida para ler algum romance português! Esse livro chama atenção!

    ResponderExcluir
  4. Nanda!
    O que mais me impressionou foi o autor ser tão jovem e já demonstrar tanta experiência diante das situações que envolvem o amor.
    Gosto de livros com citações e pensamentos porque sempre podemos estar relendo e aprendendo mais e mais.
    Bom final de semana!
    “A solidão é a mãe da sabedoria.” (Laurence Sterne)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE MAIO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  5. Oi Nanda.
    Que livro mais interessante curtir bastante essa capa e achei a premissa bem intrigante não me lembro de ter lido algum livro parecido o que me deixa ainda mais curiosa para ler e desfrutar dessa leitura.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Esse livro é diferente do que tinha imaginado, mas lendo a resenha ele acabou me conquistando ainda mais, gostei muito dos tema que o autor trás e da mensagem que o livro acaba nos passando, fiquei bem curiosa para poder ler !!

    ResponderExcluir
  7. Olá, quem procura um presente para o dia dos namorados já pode se animar pois esse livro é perfeito em sua sutileza e veracidade. Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Angústias, emoções, caminhos e conselhos para superar certas coisas.
    Não sou muito de ler livros de auto ajuda, mas esse me deixou interessada.
    Os temas abordados, amor e amizade, me chamaram bastante a atenção.
    Parece ser uma leitura bem relaxante. Adorei a dica!
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  9. E a primeira vez que vejo falar sobre esse livro, e também ainda não conhecia o trabalho do autor, e após ler as frases fiquei com vontade de acompanho pelas redes sociais, e de adquirir um exemplar da obra, pois e fácil nos identificarmos com as situações abordadas.

    ResponderExcluir
  10. Oi, Nanda
    Tenho interesse em ler esse livro, mas confesso que não sabia da fanpage. Pelo jeito devem ser textos lindos e apaixonados. Fiquei curiosa.

    Blog Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
  11. Com esse título já pensei que fosse autoajuda. Relacionamentos não são feitos só de momentos bons, mas momentos ruins quando divididos ficam mais fáceis para serem enfrentados. Quem não estão ao seu lado pra somar, tem que largar mesmo.

    ResponderExcluir
  12. Amei a ideia desse livro e a capa uma amorzinho, com certeza quero ler <3

    ResponderExcluir
  13. Gostei bastante da ideia do livro!! Frases que motivam a se amar e amar aqueles que fazem bem para a gente!!
    Bjoss

    ResponderExcluir
  14. Eu não sabia que o livro eram diversos textos relacionados ao amor. Não sou fã de livros desse gênero, mas a premissa dele realmente é interessante.

    Beijos, * Blog PS Amo Leitura *

    ResponderExcluir

Ola!
Agradeço pelo comentário!
Beijinhos Carinhosos!