Resenha: Contos de Hans Christian Andersen

em 23 de maio de 2017
Contos de Hans Christian Andersen

Coleção: Contos da Fonte
Tradução: Silva Duarte
Págs: 786
Editora: Paulinas


As histórias e os contos escritos por Andersen refletem em sua maioria os contrastes sociais da época. Ao confrontar os padrões de comportamento dos poderosos e dos desprotegidos, Andersen defendeu seu ideal de igualdade entre os homens. Curiosamente, a infância pobre do grande escritor foi matéria-prima para suas histórias. Um paradoxo, pois essas histórias que lhe renderam fama entre os aristocratas, retrataram justamente os contrastes da sociedade dinamarquesa entre o forte e o fraco. Outra parte do encanto que há nos contos de Andersen está na sua capacidade de falar dos sentimentos e emoções em linguagem simples, sem afetações, muito próxima da linguagem coloquial de sua época.




Resenha



"O maior poeta da Dinamarca - não tem igual no mundo. Ninguém alguma vez será capaz de escrever tão bem para as crianças como ele o fez." (James Joyce)

Um livro simplesmente fantástico, uma edição primorosa que todos os amantes da boa literatura deveriam ter em suas estantes.


Em capa dura, em tradução direta do original dinamarquês, o livro conta com 80 contos de Andersen, selecionados pela professora Nelly Novaes Coelho, sendo os mais conhecidos como A sereiazinha, O patinho feio, Sapatinhos Vermelhos, A polegarzinha, O firme soldadinho de chumbo entre tantos outros que foram modificados com o tempo, tornando-se mais delicados tanto pela indústria Disney quanto outras.




O mais legal é vermos os contrastes sociais da época, maior parte contando sobre infância e pobreza, falando sobre sentimentos e emoções em linguagem popular, talvez devido a isso, tornou-se um dos escritores mais importantes do mundo.

O livro não conta com imagens e figuras, nada colorido em suas páginas, mas contém as mais belas histórias já escritas para o público infantojuvenil, acredito que todos deveriam ler até para maior conhecimento partindo da obra original, que deu origem a lindos desenhos como A pequena sereia, A rainha da neve, O soldadinho de chumbo e até mesmo o recente sucesso Frozen.





Particularmente tenho um apreço pela história A pequena vendedora de fósforos, o curta sempre passava na época do Natal quando eu era criança, até tenho gravado e assisto nesta época, é triste como a maioria de seus contos, sobre uma menina órfã e pobre, moradora de rua que sobrevive vendendo fósforos debaixo de neve e frio, é tocante e de uma sensibilidade espetacular.




Sites consultados:
Wikipédia
Portal Paulinas


Sobre o autor





Poeta e escritor, Andersen nasceu na Dinamarca em 1805 e faleceu em 1875. Filho de sapateiro e mãe lavadeira, não teve acesso à educação essencial e, ainda menino, ficou órfão de pai e tornou-se arrimo da família. Sensível, humano e com vocação para a arte literária, ele venceu e tornou-se celebridade mundialmente reconhecida, com suas peças de teatro, canções patrióticas, contos, histórias e, principalmente, contos de fadas.



17 comentários

  1. Oi, Nanda!
    Eu sou doida para ler esses contos do Hans. Com certeza vou adquirir essa edição maravilhosa.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Dois Anos de Família Hallinson

    ResponderExcluir
  2. A sinopse é bem impactante ne? Já vemos que se trata de um assunto tão importante e que chama nossa atenção.
    A pequena vendedora de fósforos é tão tocante. Lembro que eu tinha um livro com varias historias e essa se encontrava no meio delas. Era triste ver e sentir a realidade dessa pequena garota que sofria com o frio e a fome. Com certeza nos leva a uma reflexão. Abraços

    ResponderExcluir
  3. Que livro lindo, e uma pena que eu ainda não o conhecia. Fiquei encantada pela estória ainda mais pelo autor tratar de certo temas das quais questionamos como a infância e pobreza, ainda articulados com o contos infantis. Imagino por aborda uma linguagem popular o livro deve nos envolver, e fazer com ela flua.

    ResponderExcluir
  4. Que legal esse livro! Gente, adoro contos e essas coisas da infância e parece ter muito disso aí pra ver. Várias histórias conhecidas.
    É bom pra relembrar de quando era criança e poder ter uma ideia dos contrastes da época e coisas assim mesmo. Adorei essa dica e com certeza leria ^^

    ResponderExcluir
  5. Uma obra e tanto hein? Fiquei super curiosa pra ler esses contos.
    São tantas histórias conhecidas, essas da Disney ainda.
    Parece ser uma leitura bem envolvente e interessante!
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  6. Oi Nanda! Não sei como ainda não tenho esse livro, sabe? São contos clássicos, maravilhosos! Eu adoro A polegarzinha <3 Adorei vc me lembrar desse livro!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  7. Tô namorando muito esse livro, Nanda! Sou doida pra ler os originais do Hans, saber exatamente como são, sem nada dessas mudanças do "mercado". Não vejo a hora de ter o meu em mãos!

    Beijocas
    Fabi Carvalhais
    pausaparapitacos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi.
    Faz sim porque esse livro está na minha lista para futuras compras eu sou apaixonada por contos Desde que não seja românticos ouvir Maravilha sobre esse autor e essa edição parece ser incrível.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    Ainda não conhecia esse livro e o autor, mas adoro os livros de contos, ainda mais sendo tão perto do original escrito na língua do autor, acho bem interessante poder conhecer como se originou o que hoje conhecemos e parece que a edição está linda, quero muito ler !!

    ResponderExcluir
  10. OI, Nanda
    Adorei a dica desse livro. Amo contos assim, muitos já fizeram parte da nossa infância, né?
    Eu amo O soldadinho de chumbo. Gostei muito, ainda não conhecia o livro.

    ResponderExcluir
  11. Olá, é incrível como uma obra pode significar tanto, pois na época os contos serviram de denúncia aos problemas sociais. Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Eu sou muito curiosa para ler algum livro do Hans!
    Achei a sinopse bem legal e amo livros históricos!
    A edição está linda!

    ResponderExcluir
  13. Acho que todos aqui já leram ou assistiram a adaptações, sejam elas animações ou filmes, das histórias citadas. E é muito curioso mesmo as diferenças sociais já eram descritas naquela época, nada muito diferente de hj, o que é triste. Crianças órfãs ou famílias muito pobres.

    ResponderExcluir
  14. Nanda!
    Fico bem feliz em ver que estão retornando os contos que deram origens a tantos outros no decorrer dos séculos seguintes, temos de relembrar a infância e a pureza dos contos infantis.
    Deve ser uma linda obra a ser apreciada.
    Bom final de semana!
    “A solidão é a mãe da sabedoria.” (Laurence Sterne)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE MAIO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  15. Hey Nanda,

    Não sou fã de livros de contos, e esse não me chamou atenção então não é algo que eu leria.

    ResponderExcluir
  16. Oi, Fernanda!!
    Que livro mais recheado de contos incríveis!! Fiquei muito interessada em conhecer essa preciosidade pois adoro livros de contos e esses como A pequena sereia são os que mais gosto.
    Bjoss

    ResponderExcluir
  17. Não conhecia o livro e realmente me chamou atenção!
    Parece possuir contos incríveis. Adorei!

    Beijos, * Blog PS Amo Leitura *

    ResponderExcluir

Ola!
Agradeço pelo comentário!
Beijinhos Carinhosos!