Resenha: Chica da Silva: Romance de uma vida - Joyce Ribeiro

em 25 de abril de 2017
Chica da Silva - Romance de uma vida

Autor(a): Joyce Ribeiro
Gênero: Romance
Págs: 192
Editora: Planeta


“São muitos os motivos que tornam Chica da Silva, mulher distante de estereótipos, tão relevante até os dias de hoje. Sem nenhum talento para queixar-se ou chorar pelos cantos, fosse qual fosse a dificuldade, ela seguia em frente, altiva. Não se deixava derrubar nem demonstrava sofrimento, por mais que se sentisse massacrada ou esmagada por dentro. Sua missão foi sempre viver da melhor forma, de cabeça erguida,
enfrentando o que fosse necessário, e principalmente acreditando em si mesma. Era toda feita de autoestima.
Viver à luz de exemplos como o de Chica da Silva é a nossa missão. Lutar pelo amor, pelo respeito, pelo direito de sonhar. Lutar contra a servidão e o comodismo. Lutar pelo direito ao amor, em todas as suas nuances. Com a coragem capaz de inspirar homens e mulheres do século XXI, como eu, como você, como todas as pessoas que nos cercam.” - JOYCE RIBEIRO




Resenha


Figura emblemática do imaginário popular desde que fizeram um filme com a atriz Zezé Motta no papel principal, a escrava que virou rainha trancende o status de mito e para comemorar o aniversário de 220 anos de sua morte, a editora Planeta lança o livro Chica da Silva - Romance de uma vida da jornalista Joyce Ribeiro.

Confesso que sou fascinada por sua história, assisti ao filme, a novela foi uma das melhores que já vi e até o CD original com as canções tenho até hoje. Sonho em conhecer Diamantina e os arredores de onde essa mulher extraordinária viveu.

Afinal, quem foi realmente Chica da Silva?



Nascida escrava, filha de Maria da Costa e de um senhor seu proprietário, Chica da Silva foi vendida a um médico que mais tarde a venderia a João Fernandes, o contratador de diamantes com quem ela viveria uma paixão. Havia poucas mulheres brancas na região na época, então era normal os homens brancos fazerem algumas de suas escravas suas mulheres, nasciam filhos que não registravam mas muitos herdavam seus bens e foi assim com os de Chica com o contratador, tiveram 14 filhos e viveram muitos anos juntos ostentando sua riqueza pelo arraial, por viver como esposa do contratador, mesmo não legalmente, ela tinha seus privilégios como assistir as missas dentro da Igreja, onde os escravos não podiam adentrar e participar por exemplo.





O livro tem muitas partes que achei repetitiva, e apesar dos fatos históricos, o foco é o romance da ex-escrava com seu amado contratador. É um livro curto, simples e bem fluido. A autora poderia ter se aprofundado mais na história, porém é um livro interessante e quem gosta do tema com certeza apreciará sua leitura.

A história de Chica merece ser lembrada, contada e recontada, para aprendermos mais sobre como foi a vivência nesta época em que era normal as pessoas terem escravos, não digo somente os brancos, pois ela também teve os seus, afinal, era o mundo em que nasceu, estava inserida nele, assim como Zumbi dos Palmares, que também teve seus escravos, ambos ajudaram indiretamente a mudar a visão de que negros eram uma raça inferior. Hoje a história nos mostra quantos Zumbis e Chicas existiram, e quanto devemos a eles.



Chica da Silva foi imortalizada no filme homônimo de 1975, dirigido por Cacá Diegues e tendo a atriz Zezé Mota no papel principal, e em 1996 fez o papel de mãe da protagonista vivida desta vez por Tais Araújo, e dirigida pelo Walter Avancine na novela Xica da Silva da extinta TV Manchete.


Neste link conseguimos ver fotos de mulheres com o mesmo padrão de vida de Chica, Conheça o luxo ostentado por ex-escravas, é muito interessante e se pesquisarmos encontramos muito mais.


Exumação de seu corpo para o documentário: Rainha das Américas, realizado pela UOL vale a conferida que dá mais gostinho para ansiarmos pela sua história contada com mais veracidade, em breve veremos sua fisionomia.



Sobre a autora




“Sempre sonhei escrever um livro. Queria falar de um personagem negro que servisse de inspiração para os leitores. Como adoro a vida de Chica da Silva, decidi criar um romance a respeito dela”


Joyce Ribeiro, formada em Jornalismo, com pós graduação em jornalismo econômico e político, iniciou seu trabalho na TV em 1998, foi produtora, repórter, atuou por mais de dez anos no SBT em vários segmentos jornalísticos. Ganhadora de diversos prêmios por colaborar com movimentos de luta pelos direitos dos negros e das mulheres.






13 comentários

  1. Ainda lembro da novela. Amava! Todos os perrengues, humilhações que Chica teve que passar, se impôr, pra que não fosse vista como mero objeto. Digo isso somente pelo o que acompanhei na novela.

    ResponderExcluir
  2. OI Nanda.
    Confesso que boiei legal agora, não lembro de ter lido ou ouvido falar desse livro ou novela antes.
    Mas achei a premissa bem interessante, ainda não sei se leria, normalmente fico entendidas quando leio livros assim, a capa é linda e é uma pena que achou o livro um pouco repetitivo.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Canto a musiquinha da novela até hoje (Chica da Chica da Chica da Silva ♪♫ haha). Foi um novelão!!!
    Não sabia da existência desse livro e confesso que fiquei bem curiosa.
    Curto bastante a história dessa mulher. E adoraria ler a obra.
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  4. Gente, mas adorei esse livro! Acho que seria ótimo de ler porque já tem todo aquele histórico de conhecer a figura quando era criança por ver novelas e coisas assim. Mas nunca conheci a história direitinho. Parece um bom exemplar pra fazer isso. Mesmo que possa ter alguma coisa ali repetitiva, acho que vale a pena, até porque é um livro bem curtinho e dá uma ideia melhor das questões por trás da figura e tal. Boa dica =)

    ResponderExcluir
  5. Nunca vi esse livro, mas acho que já ouvi falar nessa novela!
    Adoraria ler. Amo muito livros de época e acho que irei gostar desse!
    Beijosss

    ResponderExcluir
  6. Olá, essa vertente do período da escravidão era desconhecido por mim, assim como Chica da Silva, espero ler a obra. Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Oi Nanda!! Eu confesso que sempre me lembro da abertura da novela quando vejo qualquer coisa sobre a Chica da Silva hehehehehhe Eu não li o livro, mas sempre achei a história dela sensacional!! Que pena que teve partes repetitivas, mas com certeza é um história que precisa ser lida!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante
    Sorteio A guerra que salvou a minha vida

    ResponderExcluir
  8. Nanda!
    Deve ser interessante ver a vida da Chica da Silva pela visão de uma jornalista, porque fica mais 'científico' já que as pesquisas devem ser vasta, assim penso eu.
    Gosto também da figura emblemática que foi a Chica e gostaria de ler.
    “Preferi sempre a loucura das paixões à sabedoria da indiferença.” (Anatole France)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP COMENTARISTA ABRIL especial de aniversário, serão 6 ganhadores, não fique de fora!

    ResponderExcluir
  9. Oi, Nanda!!
    Que livro bacana!! Eu simplesmente adora assistir a novela Chica da Silva!! E fiquei bem feliz quando vi que agora tem um livro também!! Excelente indicação!!
    Bjoss

    ResponderExcluir
  10. Quando eu era criança adorava a novela, agora quero muito este livro pra saber um pouquinho mais da história da Chica e do contratador.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. O livro não me chama atenção, mas a premissa do livro é interessante. É sempre bom a gente ter conhecimento das coisas horríveis que aconteciam no passado.
    Adorei a sua resenha <3

    Beijos,
    * Blog PS Amo Leitura *

    ResponderExcluir
  12. Hey,

    Confesso que não lembro de jeito nenhum da nova e não é algo que eu leria.

    ResponderExcluir
  13. Eu ameeeei a novela!
    Adoro livros jornalísticos e esse parece muito bom, além de conhecerem mais sobre história e tal.
    Vou querer ler com certeza!
    bjo grande =)

    ResponderExcluir

Ola!
Agradeço pelo comentário!
Beijinhos Carinhosos!