Resenha: Nada Consta - Danilo "Japa" Nuha

em 28 de março de 2017
Nada Consta
Autor(a): Danilo "Japa" Nuha
Gênero: Romance
Editora: Geração Editorial
Págs:168



Este livro – romance, memórias, aventura mágica? – de Danilo “Japa” Nuha é um livro de ladrão, pulador de muros. É a história de um vendedor de livros e discos do Beco das Garrafas, em Copacabana, Rio de Janeiro, que começa a narrar sua vida a partir da infância, quando foi largado, ainda bebê, no boteco de um casal de japoneses em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul e a partir daí não para mais.
De jornaleiro e balconista de botequim no Mato Grosso do Sul a operário de fábrica e aspirante a bandido no Japão aos 16 anos; contrabandista em Bali; jornalista em Tokyo aos 25 e, finalmente, de volta ao Brasil, onde vive encontros surpreendentes junto a grandes artistas, como Milton Nascimento, João Donato, Paulo Moura, Roberto Carlos, Emílio Santiago, Criolo, Racionais MC´s, Hermeto Pascoal, Banksy e Almir Sater, entre outros.
Ficção? Realidade?
Só lendo para entender.


Resenha














Curto muito livros biográficos e autobiográficos como este, do jornalista Danilo Nuha, que recebi em parceria com a Geração Editorial.

Muito divertido, a história do Danilo é surpreendente. Ele conta desde quando nasceu no Mato Grosso do Sul e foi deixado abandonado na porta de um bar, e adotado por um casal de japoneses, suas aventuras de quando era adolescente onde viveu no Japão, até os dias de hoje.

Confesso que não conhecia sua história e nem quem era Danilo Nuha, mas achei suas memórias algo bem interessante, eu li durante o trajeto para trabalhar e como o livro é curto, o fiz em poucos dias.




Gostei bastante da capa e contra capas, muito bonitas, dentro do livro tem várias fotos em momentos marcantes, mostrando sua família adotiva e seus encontros com músicos famosos.

Este é um livro de coletâneas de memórias, onde o Danilo nos conta sua vida enquanto trabalhou em vários setores como operário, jornaleiro, se envolveu com o tráfico de drogas no Japão e com contrabando na Indonésia, e devido ao seu ar boêmio, e com formação em Jornalismo, acabou conhecendo várias personalidades brasileiras.





O início de sua trajetória foi quando mudou-se para Copacabana no Rio de Janeiro, onde ele mesmo fala no livro que tem desconfiança de alguém que nunca quis fugir e ir morar no Rio alguma vez na vida, devido a esse ar de aventuras sem fim que talvez a cidade maravilhosa traz, mas eu mesma jamais tive essa vontade...rs

Danilo viveu no Japão a trabalho como operário onde foram três anos de exploração até conseguir voltar ao Brasil, mas na segunda viagem, já formado em Jornalismo, teve oportunidade de conhecer artistas em turnê no país do Sol Nascente como Milton Nascimento e João Donato.







Essas vivências no Japão, mostrou ao Danilo um lado obscuro também, bem longe da modernidade que vemos na TV, ele conheceu os principais redutos da prostituição e do tráfico de drogas e faz um mapa do comércio do sexo local, expondo a realidade que desconhecemos.






Nada consta, título do livro, é devido seu histórico de antecedentes criminais que nada consta realmente, apesar dele mesmo duvidar por ter se envolvido em tantas arapucas e tudo deu certo ao seu favor, chega a ser inacreditável ele se misturar com tantos bandidos e nada acontecer, é questão de sorte talvez. Fica a reflexão!




Sobre o autor



Danilo Japa Nuha nasceu no Brasil em algum momento de 1981. E ainda hoje não se sabe onde. Desde então já foi jornaleiro, balconista de bar, açougueiro, limpador de fossa, descarregador de caminhão, operário, jornalista, muambeiro, traficante, professor de história, instrutor de yôga, fiscal de concurso público, assessor de imprensa, operador de teleprompter e produtor.



Até a próxima!


19 comentários

  1. Oi Nanda.
    Fiquei muito feliz que gosta de livro biográficos e autobiográficos, entretanto que não posso dizer o mesmo, não sou lá nenhum fã de livros do gênero, o que é uma pena, achei a historia de vida do jornalista interessante e essa capa é linda.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  2. Olá, Nanda! Mesmo não tendo interesse em ler a obra é preciso confessar q a história do autor é, no mínimo, curiosa. Fiquei imaginando qta coisa uma pessoa q passa por td isso carrega dentro de si. Qtas experiências vividas e qtos ensinamentos.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Nanda!
    Legal a premissa de o livro. É o tipo de leitura que, ao fugir da ficção, também possibilita ao leitor conhecer outras vivências, como a realidade dos redutos de tráfico por você citados que o autor expôs. Realmente é intrigante pensar como ele conseguiu se envolver com tantas "aventuras", por assim dizer, e não comprometer a própria carreira, rs, deve ser sorte mesmo. Leitura interessante, mas uma vez que não curto muito não-ficção, não me chamou tanto a atenção, mas que bom que você gostou.
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional.blogspot.com.br ♥
    ♥ DandoUmadeEscritora.blogspot.com.br ♥

    ResponderExcluir
  4. Nossa esse rapaz já foi e já fez de tudo nessa vida heim! Parece ser um livro muito bom, Ainda mais por ser uma auto biografia. Gostei

    ResponderExcluir
  5. Não curto do gênero e ainda sendo sobre uma pessoa da qual nunca ouvi falar, é totalmente sem atrativos pra mim. Mas não posso negar que as experiências contidas em biografias/autobiografias não sejam interessantes.

    ResponderExcluir
  6. Olá, vejo que o que não faltou na vida do autor foram aventuras! Não costume ler livros desse gênero, pois biografias tendem a ser bem sem graça, mas não é o caso aqui. Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Não curto biografias!
    Porém, a história do Danilo parece ser bem interessante.
    Esses relatos bons, mas também obscuros, nos traz uma certa curiosidade.
    Mas por enquanto não leria a obra não.
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  8. Oi Nanda! Eu jurava que esse livro tinha uma trama mais pesada! Gostei de saber que tem uma história de vida interessante, passei a ter uma visão diferente dele.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  9. Oi Nanda!
    Eu nunca havia ouvido falar de Danilo Nuha, mas ele levou um vidão, em?! Ainda que cheia de contravenções e reviravoltas. E eu também já me peguei pensando em fugir para o Rio de Janeiro, principalmente quando era adolescente. Gosto de biografias quando bem escritas e quando o biografado tem uma vida interessante, o que parece ser o caso desse livro.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Não gosto muito de livro assim e é bem raro ler algo do tipo. Não me chamou muita atenção mesmo.
    Achei foi impressionante o negócio de mexer com tanta coisa ilegal, drogas e contrabando, e ainda dar tudo certo. Sorte mesmo...

    ResponderExcluir
  11. Eu gosto de livros autobiográficos, mas esse não me interessou. Acho que eu passaria a leitura toda xingando mentalmente o tal, porque existem coisas que são inaceitáveis para mim. Cada um que faça o que bem entender, mas não sou obrigada a achar certo rs.
    Interessante a história do título, sorte mesmo de não ter acontecido nada. Se bem que depois da publicação deveria acontecer...

    ResponderExcluir
  12. Ele morou no meu estado kkkkkk
    Parece ser um livro muito interesante de se ler, ainda mais por contar a vida de uma pessoa real. Nunca ouvi falar do autor, mas ele me cativou. Espero ler este livro.

    Visitem meu blog!
    garotaeraumavez.blogspot.com.br
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  13. Hey Nanda,

    Infelizmente não gosto de livros de biografia, mas para quem gosta deve ser ótimo.

    ResponderExcluir
  14. Nanda!
    Gosto também de livros biográficos mesmo que não seja de famosos, porque também nunca tinha ouvido falar do autor, porém sua história de vida é rica e ele tem muito a contar e nós... muito a aprender.
    “Não há nada bom nem mau a não ser estas duas coisas: a sabedoria que é um bem e a ignorância que é um mal.” (Platão)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi, Nanda!!
    Não gosto muito de livros biográficos e autobiográficos. Mas mesmo assim achei bem bacana a história e a edição está linda!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  16. Nanda, eu também adoro biografias.
    Mas esse Danilo eu não conhecia.
    Que história a desse homem, hein!
    Fiquei curiosa para saber mais sobre ele, quem sabe não leio também, rs
    bjão

    ResponderExcluir
  17. Não gosto muito de livros de bibliografia então não me interessei tanto pela história. Entretanto a história de Danilo é bem interessante, cheia de reviravoltas. Ótima resenha.
    Abraço!
    A Arte de Escrever

    ResponderExcluir
  18. Oi Nanda!
    Não sou uma pessoa de ler memórias e pra eu chegar a ler eu tenho que gostar MUITO da pessoa/artista.
    Embora não seja meu tipo de leitura o Danilo parece ser uma bem divertida e que sempre tem uma história pra contar na mesa de bar HAHAHAHA

    Bjs

    ResponderExcluir
  19. Oi, Nanda
    Não curto muito livros de memórias, entretanto a história do Danilo me chamou a atenção.
    Gostei da forma como construiu a resenha.

    Sucesso com o blog!

    ResponderExcluir

Ola!
Agradeço pelo comentário!
Beijinhos Carinhosos!