FreeBook DarkSide®

em 31 de outubro de 2016


Pessoal que gosta de ler em e-book, olha que legal o que a editora Darkside disponibiliza para download em seu site, três maravilhosas edições de autores consagrados, estão em PDF então dá para ler no computador também, se quiserem converter para Epub ou Mobi podem usar o programa Calibre que é bem simples de usar.

Mais uma opção aos que gostam de ler em plataformas digitais, eu particularmente adoro ler no meu Kindle, e já corri baixá-los.


Vamos as obras:



Augusto dos Anjos

Partes do Eu, com edição inovadora, toda ilustrada e organizada pela DarkSide®, é formado pelos poemas de Augusto dos Anjos – cujo nascimento completa 130 anos em 2014 – reunidos em seções temáticas, e baseado em seu único livro publicado em vida, Eu (1912), que ganhou uma segunda edição acrescida de outros poemas esparsos em 1920.

Além disso a edição tem textos de Carlos Drummond de Andrade, Francisco Assis Barbosa e Ricardo dos Anjos, neto do poeta, e notas explicativas e detalhadas, que ajudam a contextualizar a poética e a época de Augusto dos Anjos, leitura obrigatória para os fãs de HP Lovecraft e Edgar Allan Poe.

Augusto de Carvalho Rodrigues dos Anjos (1884-1914) nasceu na Paraíba e faleceu em Minas Gerais aos 30 anos. Um dos mais originais poetas brasileiros, é também um dos nossos mais populares e inclassificáveis artistas.

Download grátis: Partes do Eu

Dicas para ler no Halloween!

em 29 de outubro de 2016


Halloween Literário



Ano passado indiquei clássicos da literatura na minha postagem Livros para o Halloween sobre livros para lermos nesta data, neste ano, indicarei livros contemporâneos, inclusive nacionais e tem alguns muito bons heim!

Ainda mais com ótimas editoras dando ênfase a estes gêneros como a Darkside, que investe em livros com a temática horror e fantasia.



Exorcismo
Autor(a): Thomas B. Allen
Gênero: Terror
Páginas: 254
Editora: Darkside

Impossível não indicarmos algum livro da conceituada editora Darkside Books, ainda mais este que originou o filme O Exorcista, um fenômeno que atingiu o mundo em 1973. Lembro da minha tia contando em como foi quando resolveu ver o lançamento no cinema, foi de uma histeria tamanha que não conseguia sentir suas pernas ao voltar para casa.

Imagino que este livro possa trazer explicações, por contar a história real sobre o exorcismo de um adolescente de 14 anos que gostava de brincar com uma tábua Ouija que ganhou de presente, é considerado o mais completo relato de um exorcismo real desde a Idade Média.

O livro em capa dura, vem com uma reprodução da Tábua Ouija e com um marcador de páginas, para os corajosos de plantão jogarem.

Resenha: A Rainha do Sul - Arturo Pérez-Reverte

em 28 de outubro de 2016

A Rainha do Sul

Autor(a): Arturo Pérez-Reverte
Tradução: Antônio Fernando Borges
Páginas: 518
Editora: Record



Livro que inspirou a nova série do canal Space, com a brasileira Alice Braga no papel de uma das maiores traficantes de drogas da Espanha.

Teresa Mendonza nasceu em Culiacán, no México. Pobre e com pouco estudo, foi estuprada e quase morta depois de o namorado, piloto de avião que trabalhava para o cartel local, ser assassinado pelo chefe do tráfico. A jovem então se vê forçada a fugir para a Espanha, onde seu instinto criminoso vem à tona. Lá, ela não tem escolha a não ser aceitar uma realidade impiedosa, na qual não há bem ou mal, e sim o reflexo de um universo cruel, onde matar, morrer, enganar e corromper faz parte do cotidiano. Agora, a Mexicana, como é chamada no submundo do crime e pela imprensa, é a traficante mais poderosa da Espanha, dona de um império camuflado de transporte de drogas na Costa do Sou. Uma história de corrupção, amor e intriga que nos revela o melhor e o pior que existe no ser humano. Pérez-Reverte cria um retrato perfeito do submundo do tráfico na Espanha mesclando fatos e ficção, sexo, drogas e violência, numa narrativa avassaladora. A saga épica de Teresa Mendonza atravessa décadas e continentes numa história repleta de sensualidade, crueldade, amor, traição, vida e morte.



Resenha


O poder é a droga mais viciante.



Eu assisti a alguns episódios da série A Rainha do Sul e gostei bastante, achei bem dinâmica e ágil, o livro, claro, é muito mais denso e com detalhes que na série eles até tentam, mas não conseguem colocar.

Esta é a história real da vida de Teresa Mendonza, que ficou conhecida como " A Mexicana", era uma jovem de origem humilde, namorada de um traficante chamado Ruço Dávila, e quando ele é assassinado devido a enganar o dono da empresa a qual era funcionário, ela se vê num beco sem saída e corre contra o tempo para salvar sua vida.


“O telefone tocou e ela compreendeu que iam matá-la. Compreendeu com tanta certeza que ficou imóvel, com a navalha parada no ar, cabelo colado no rosto em meio ao vapor da água quente que pingava nos azulejos.”


O autor conhece bem o submundo do tráfico, prostituição e todo meio ilícito por trás do crime organizado, como envolvimento de políticos e pessoas muito poderosas.

Claro que é uma história forte, crua, violenta em muitas passagens, mas é necessária nos dias de hoje, onde cada vez mais jovens se sentem atraídos a este mundo sem regras, e de muita ostentação, o dinheiro parece fácil, mas não é. Quem se submete e se envolve com o crime, dificilmente consegue sair, costumo dizer aos meus alunos, que é um caminho sem volta, as pessoas entram e saem mortas ou acabam presas. A ilusão cega muitas pessoas, que acreditam talvez na “vida eterna” e que nunca pagarão pelos erros da juventude, uns como a jovem Tereza, desta história, entram numa “roubada” por ter se envolvido com a pessoa errada, se apaixonou e quando viu, estava tão envolvida que o jeito era continuar da melhor maneira possível, e sua vida com muita aventura e perigo, é o preço cobrado de um destino nada glamouroso.

Resenha: Loney - Andrew Michael Hurley

em 27 de outubro de 2016
Loney

Autor(a): Andrew Michael Hurley
Tradutor(a): Renato Marques de Oliveira
Gênero: Ficção
Págs: 304
Editora: Intrínseca


Quando os restos mortais de uma criança são descobertos durante uma tempestade de inverno numa extensão da sombria costa da Inglaterra conhecida como Loney, Smith é obrigado a confrontar acontecimentos terríveis e misteriosos ocorridos quarenta anos antes, quando ainda era criança e visitou o lugar.
À época, a mãe de Smith arrastou a família para aquela região numa peregrinação de Páscoa com o padre Bernard, cujo antecessor, Wilfred, morrera havia pouco tempo. Cabia ao jovem sacerdote liderar a comunidade até um antigo santuário, onde a obstinada sra. Smith crê que irá encontrar a cura para o filho mais velho, um garoto mudo e com problemas de aprendizagem.
O grupo se instala na Moorings, uma casa fria e antiga, repleta de segredos. O clima é hostil, os moradores do lugar, ameaçadores, e uma aura de mistério cerca os desconhecidos ocupantes de Coldbarrow, uma faixa de terra pouco acessível, diariamente alagada na alta da maré. A vida dos irmãos acaba se entrelaçando à dos excêntricos vizinhos com intensidade e complexidade tão imperativas quanto a fé que os levou ao Loney, e o que acontece a partir daí se torna um fardo que Smith carrega pelo resto da vida, a verdade que ele vai sustentar a qualquer preço.
Com personagens ricos e idiossincráticos, um cenário sombrio e a sensação de ameaça constante, Loney é uma leitura perturbadora e impossível de largar, que conquistou crítica e público. Uma história de suspense e horror gótico, ricamente inspirada na criação católica do autor, no folclore e na agressiva paisagem do noroeste inglês.


Resenha


“Loney não é apenas bom, é sensacional. Uma extraordinária obra de ficção.”
Stephen King


Quando vi o lançamento deste livro nas livrarias, logo me interessei, achei a capa linda, ainda mais por ser capa dura, e de uma qualidade ímpar. Não tinha lido a sinopse até agora ao fazer esta resenha, em que a encontrei no site da editora, e então tudo faz sentido.

Uma narrativa empolgante e cheia de mistérios cerca a localidade intitulada de Loney, o autor nos transporta para um lugar sombrio, onde sentimos como se estivéssemos mesmo lá, e isso não é comum acontecer com livros lançados atualmente, pelo menos eu acho bem difícil.

“Era impossível conhecer de verdade o Loney. O lugar mudava a cada afluxo e recuo das águas, e as marés revelavam os esqueletos daqueles que pensaram que poderiam escapar das suas traiçoeiras correntes. Ninguém jamais chegava perto da água. Isto é, ninguém exceto nós”.

O autor é bem descritivo, então parece que a leitura não anda, mas não, é a lógica por trás dos fatos, é para realmente sentirmos o que os personagens em questão estão sentindo, e não para montarmos um quebra-cabeça, foi o que realmente entendi da história, e lendo outras resenhas, vejo que o pessoal não curtiu muito. Como falei, como é um livro descritivo, o autor se preocupou em nos fazer ter sensações e não nos dar uma história mirabolante e com reviravoltas, é um livro que lembra muito os clássicos de Allan Poe, na minha humilde opinião.

O fanatismo religioso, de uma comunidade católica é o início desta trama envolta em mistérios, a partir do momento que os restos mortais de uma criança são encontrados, Tonto, se vê confrontado com lembranças de sua infância há cerca de 40 anos, onde sua família costumava visitar um santuário em busca de um milagre.

Trechos de Quarta #Teaser

em 26 de outubro de 2016


Trechos de Quarta (Teaser Wednesday) #171
Qualquer um pode jogar, basta fazer o seguinte,
Pegue sua atual leitura
Escolha seu “trecho” preferido,
Compartilhe um “trecho” do livro
Compartilhe o título e o autor também...


Cicatrizes de Fogo
Andressa Andrião




"Natalie conseguiu virar meu mundo de cabeça para baixo. O que sinto por ela é completa-mente singular e até certo ponto indescritível. Explode em meu coração de uma forma dolorosa e prazerosa ao mesmo tempo. Um mar revolto que abala tudo o que eu sou nos pequenos momentos que nossos olhos se encontram."

Beijos


Crânio: O novo selo da Darkside Books

em 25 de outubro de 2016



Crânio: O novo selo da Darkside Books



A nova linha editorial de não-ficção da DarkSide® Books — estimula o leitor a entender e questionar o mundo que estamos construindo. Após desenterrar clássicos inesquecíveis e revelar novos fenômenos da literatura dark, a 1ª editora brasileira inteiramente dedicada ao terror e à fantasia amplia seus horizontes. O objetivo é trilhar novos caminhos, mostrando que ciência, inovação, história e filosofia podem ser tão surpreendentes quanto a mais criativa obra de ficção. Assuntos delicados e surpreendentes são tratados com o respeito que merecem, com uma linguagem que aproxima o leitor. Devorar um título da série CRÂNIO é aceitar um convite à reflexão do agora.

O compromisso da linha editorial Crânio é publicar material minuciosamente selecionado. Livros assinados por especialistas, acadêmicos e pensadores em diversas áreas, dispostos a dividir experiências e pontos de vista transformadores que nos ajudem a entender melhor esse estranho e admirável mundo novo.       



O primeiro título da linha CRÂNIO vai levar você em uma viagem única e sem bilhete de volta para conhecer a origem e as raízes que alimentaram a mente e o espírito dos grande gênios da humanidade, conduzidos pelo aclamado autor Eric Weiner, um inveterado andarilho, amante da estrada e apaixonado pelo mundo em que vivemos. Um livro diferente: ora um diário de viagem, ora um romance repleto de informações históricas e costurado com muito humor e um olhar único de quem conhece o mundo como a palma de sua mão.
    


De Atenas, na Grécia antiga, ao Vale do Silício dos dias de hoje, Weiner tenta compreender a conexão entre o ambiente e o surgimento dos grandes gênios que transformaram o mundo e abriram novos caminhos e possibilidades. Um verdadeiro passeio por onde as lâmpadas mais brilhantes da humanidade acenderam e iluminaram a nossa trajetória até hoje. Com uma narrativa afiada e provocativa, Onde nascem os gênios redefine o argumento sobre como uma mente brilhante floresce, se torna o fruto da cultura e do ambiente que somos condicionados e inaugura o Crânio, a nova linha editorial de não-ficção da DarkSide® Books.


Gostaram da novidade?


Até a próxima,




Resenha: O Vento da Noite - Emily Brontë

em 24 de outubro de 2016

O Vento da Noite

Autor(a): Emily Brontë
Tradução: Lúcio Cardoso
Páginas: 154
Editora: Civilização Brasileira


Único livro no país que reúne exclusivamente a poesia de Emily Brontë, autora de O morro dos ventos uivantes, este volume traz 33 poemas da escritora inglesa
Publicado no Brasil originalmente em 1944, como parte da primorosa Coleção Rubáiyát, da editora José Olympio, O vento da noite, traduzido por Lúcio Cardoso, retorna em edição bilíngue pela Civilização Brasileira. É uma bela oportunidade de reviver o encontro entre dois grandes nomes na literatura e de observar as especificidades que permeiam os processos de criação do autor e do tradutor – uma relação marcada pela sensibilidade, intimidade, escuta e delicadeza. A edição é organizada e apresentada por Ésio Macedo Ribeiro, organizador dos Diários, de Lúcio Cardoso. A prestigiada tradutora Denise Bottman assina o texto de orelha.



Resenha



Lançado em agosto, esta única edição bilíngue pelo selo Civilização Brasileira, do Grupo Editorial Record, reúne 33 poemas da inglesa autora de O morro dos ventos uivantes, eu não li este livro mas assisti algumas adaptações para o cinema e gosto muito da história.

Os poemas são traduzidos por Lúcio Cardoso e foi organizada por Ésio Macedo Ribeiro, o livro estava fora de circulação desde que sua única edição foi lançada em 1944, pelo selo José Olympio.

Emily Brontë(1818-1848) publicou poucos poemas em vida, sua obra completa veio a público somente em 1941 com a colaboração da irmã Charlotte, e de dois pesquisadores que tiveram acesso aos seus cadernos.

Novo Autor Parceiro | Fabio Baptista

em 21 de outubro de 2016


Ola meus amores, atrasei nesta postagem, mas a vida anda corrida por aqui.

Venho apresentar um novo autor parceiro e seu primeiro livro, que terá resenha em breve.



Fabio Baptista




O autor nasceu e cresceu (bom... crescer é modo de falar, porque parou nos 1,67) em São Paulo, cidade que odeia nos dias úteis por causa do trânsito e nos fins de semana por causa da ciclofaixa, mas de onde, num tipo de síndrome de Estocolmo Edipiana, sente saudade já no segundo dia das férias. Estudou para ser desenhista, tentou ser roteirista, acabou virando Analista de Sistemas (e tem consciência que isso não faz o menor sentido). Começou a escrever meio que por acaso e acabou pegando gosto pela coisa (na verdade, foi uma maneira que encontrou de economizar com terapia). Participou de algumas antologias, foi finalista do Prêmio SESC 2012, categoria contos, e finalista do Prêmio SESC 2016, com o romance “A Redenção do Anjo Caído”. Detesta falar sobre si mesmo (principalmente em terceira pessoa) e procura escrever coisas que despertem emoções, lágrimas e sorrisos, prezando sempre pela qualidade literária.

Vem falhando miseravelmente até aqui, mas continua tentando.


Seu mais novo Lançamento, que teremos resenha é A Redenção do Anjo Caído.


A Redenção do Anjo Caído
Fabio Baptista

ISBN: B01LKQOSXM
Ano: 2016 / Páginas: 311
Idioma: português
Editora: FSB Books

Após refletir sobre a Batalha da Queda dos Anjos e outros eventos ocorridos em sua longa existência, Lúcifer conclui que é inútil continuar lutando contra a onipotência, onisciência e onipresença do Altíssimo. Decide então se render e, com esse intuito, vai ao Paraíso, onde Deus lhe faz uma proposta: para ter chances de ser perdoado, ele deverá vir a Terra, na condição de mortal, e, aqui, precisará conviver e fazer algo bom pela humanidade que tanto despreza.
No mundo dos homens, o Anjo Caído buscará sua redenção.
E conhecerá o verdadeiro inferno.

Fantasia / Literatura Brasileira / Romance

O autor ainda possui outras publicações, no Skoob vocês podem conhecer um pouco mais sobre o trabalho do autor.


Beijos




TAG: Livros ou Travessuras

em 20 de outubro de 2016





Navegando pela net, encontrei esta TAG no blog Irmãos Livreiros que achei super legal, principalmente por estarmos no mês de outubro ou seja, está chegando o Halloween, comemorado no dia 31.

Adoro essas TAGs, e neste mês procurei escolher livros nessa temática, então vamos lá responder.







Caixa de Pássaros (Editora Intrínseca) foi um dos melhores livros que li, realmente deixa a gente sem energia, envolvida pela história.

Romance de estreia de Josh Malerman, Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler.

Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.





Uma história envolvente que tem fantasmas, claro que tenho que indicar o livro que inspirou o filme O Cemitério Maldito, este livro O Cemitério (Editora Objetiva) do querido mestre do horror Stephen King, é um dos melhores do gênero.

Louis Creed, jovem médico de Chicago, acredita que encontrou seu lugar naquela pequena cidade do Maine. Uma casa boa, o trabalho na universidade, a felicidade da esposa e dos filhos. Num dos primeiros passeios para explorar a região, conhece um cemitério no bosque próximo à sua casa. Ali, gerações e gerações de crianças enterraram seus animais de estimação. Para além dos pequenos túmulos, onde letras infantis registram seu primeiro contato com a morte, há, no entanto, um outro cemitério. Uma terra maligna que atrai pessoas com promessas sedutoras. Um universo dominado por forças estranhas capazes de tornar real o que sempre pareceu impossível. A princípio, Louis se diverte com as histórias fantasmagóricas do velho vizinho Crandall. Só aos poucos começa a perceber que o poder de sua ciência tem limites. Prepare-se para páginas de puro pavor. Em uma de suas mais terríveis histórias, Stephen King mostra como a dor e a loucura, muitas vezes, dividem a mesma estrada.






Publicado originalmente em 1954, Menina Má ( Darkside Books)se transformou quase imediatamente em um estrondoso sucesso. Polêmico, violento, assustador eram alguns adjetivos comuns para descrever o último e mais conhecido romance de William March.

Rhoda, a pequena malvada do título, é uma linda garotinha de 8 anos de idade. Mas quem vê a carinha de anjo, não suspeita do que ela é capaz. Seria ela a responsável pela morte de um coleguinha da escola? A indiferença da menina faz com que sua mãe, Christine, comece a investigar sobre crimes e psicopatas. Aos poucos, Christine consegue desvendar segredos terríveis sobre sua filha, e sobre o seu próprio passado também.

MENINA MÁ é um romance que influenciou não só a literatura como o cinema e a cultura pop. A crueldade escondida na inocência da pequena Rhoda Penmark serviria de inspiração para personagens clássicos do terror, como Damien, Chucky, Annabelle, Samara, de O Chamado, e o serial killer Dexter.








O livro de contos Quatro Estações( Editora Objetiva) do mestre Stephen King, tem as histórias mais famosas que inspiraram vários filmes de sucesso como Conta Comigo e Um sonho de liberdade.

Histórias de Stephen King que se transformaram em sucessos de Hollywood. Publicado originalmente em 1983, o livro faz parte da série de relançamentos de obras esgotadas de Stephen King, reeditadas em novo formato pela Objetiva. Em Quatro Estações, o leitor tem a oportunidade de conhecer uma outra faceta do mestre do suspense, Stephen King. São quatro histórias bem diferentes do universo habitual do autor, mas com a mesma marca de excelente contador de histórias que ele conquistou ao longo de sua carreira. King constrói narrativas baseadas no dia-a-dia de personagens comuns e mostra sua habilidade em criar demônios, mas sob uma nova perspectiva: eles aparecem de modo subliminar, povoando a natureza humana. Em Quatro Estações, King, o mestre do terror americano, se distancia do sobrenatural e mergulha no dia-a-dia de personagens comuns, comprovando mais uma vez seu talento como um dos melhores ficcionistas da literatura contemporânea.






Indico Precisamos falar sobre o Kevin, devido a acreditar que a psicopatia é muito pior do que qualquer monstro de armário, vampiros, lobisomens e tal. Imaginar que crianças podem matar, é o pior dos pesadelos, principalmente para os pais.

Para falar de Kevin Khatchadourian, 16 anos – o autor de uma chacina que liquidou sete colegas, uma professora e um servente no ginásio de um bom colégio do subúrbio de Nova York –, Lionel Shriver não apresenta apenas mais uma história de crime, castigo e pesadelos americanos: arquiteta um romance epistolar em que Eva, a mãe do assassino, escreve cartas ao marido ausente. Nelas, ao procurar porquês, constrói uma reflexão sobre a maldade e discute um tabu: a ambivalência de certas mulheres diante da maternidade e sua influência e responsabilidade na criação de um pequeno monstro. Precisamos falar sobre o Kevin discute casamento e carreira; maternidade e família; sinceridade e alienação. Denuncia o que há de errado com culturas e sociedades contemporâneas que produzem assassinos mirins em série e pitboys. Um thriller psicanalítico no qual não se indaga quem matou, mas o que morreu.


Enquanto tenta encontrar respostas para o tradicional onde foi que eu errei? a narradora desnuda, assombrada, uma outra interdição atávica: é possível odiarmos nossos filhos?




Convido a responderem a TAG: Livros e Travessuras os blogs:





E quem mais quiser responder, não esqueçam de marcar os #IrmãosLivreiros que criaram esta TAG!


Happy Halooween!


Até a próxima,


Trechos de Quarta #Teaser

em 19 de outubro de 2016


Trechos de Quarta (Teaser Wednesday) #170
Qualquer um pode jogar, basta fazer o seguinte,
Pegue sua atual leitura
Escolha seu “trecho” preferido,
Compartilhe um “trecho” do livro
Compartilhe o título e o autor também...



A Redenção do Anjo Caído





“Lúcifer não sabia ao certo porque estava fazendo aquilo, mas sentiu uma vontade estranha de desabafar com a menina que acabara de conhecer. Percebia esse comportamento quando observava os humanos: alguns eram capazes de contar a vida toda e expor terríveis medos e anseios a completos desconhecidos com quem esbarravam nos ônibus, trens ou filas e permanecer no mais sepulcral dos silêncios quando estavam na presença de maridos, esposas, familiares e amigos de longa data. A intimidade e o tempo de convivência pareciam tirar das pessoas o gosto pela conversa, enquanto um rosto novo sempre fazia reacender a chama que aquecia o espírito e gerava uma comichão nas cordas vocais. Era essa vontade de falar e revelar segredos que Lúcifer sentia agora.”


Beijos




Resenha: Onde cantam os pássaros - Evie Wyld

em 18 de outubro de 2016
Onde cantam os pássaros
Autor(a): Evie Wyld
Tradutor(a): Leandro Durazzo
Págs: 256
Editora: Darkside


No premiado romance de Evie Wyld, a fazendeira Jake White leva uma vida simples numa ilha inglesa. Suas únicas companhias são rochedos, a chuva incessante, suas ovelhas e um cachorro, que atende pelo nome de Cão. Tendo escolhido a solidão por vontade própria, Jake precisa lidar com acontecimentos recentes que põem em dúvida o quanto ela realmente está sozinha – e o quanto estará segura. De tempos em tempos, uma de suas ovelhas aparece morta, o que pode ser muito bem obra das raposas que habitam a floresta próxima à sua fazenda. Ou de algo pior. Um menino perdido, um homem estranho, rumores sobre uma fera e fantasmas do seu próprio passado atormentam a vida de uma mulher que sonha com a redenção.
Aos poucos, vamos descobrindo mais sobre as suas habilidades em tosquiar e cuidar de ovelhas, aprendidas ainda quando jovem, em sua terra natal, na Austrália. E vamos aprendendo também o que aconteceu lá, que acabou por conduzir White à uma vida de reclusão e isolamento. E sobre as contradições e diferenças entre um passado (sempre narrado no tempo verbal presente) cheio de vida e calor, e o presente (narrado por sua vez no passado) repleto de lama, frio e um ritmo mais desacelerado, paira uma atmosfera absolutamente brutal.
Com uma prosa verdadeiramente excepcional, o estilo da autora reúne tanto clareza como substância e apresenta uma personagem inesquecível, enigmática, trágica, assombrada por um passado inescapável. Uma mulher forte, ainda que tão passível de falhas, erros e equívocos como todos nós. É uma história de solidão e sobrevivência, culpa, perda e o poder do perdão. Uma escrita visceral onde sentimos a presença de tudo, os odores, o vento, o tempo. Nada passa desapercebido.

Resenha






Ganhei este belo livro do grupo Clube do Livro que participo numa rede social, como todos os livros da editora Darkside são lindos, bem elaborados, com capas caprichadas e páginas cheias de encanto.

Eu tinha lido somente Menina Má desta editora e confesso que foi uma boa surpresa, gosto de livros no estilo gótico e como a editora lança sempre livros nessa temática, agora quero quase todos, vou colecionar, pois são livros tão bem feitos que além de boas histórias são para enfeitar nossas estantes.

Porém, achei esta história confusa, mal escrita e com tradução ruim...é uma pena, acho a editora primorosa em suas publicações.

Particularmente gosto de histórias lineares, neste livro os capítulos ímpares contam sobre o momento presente da protagonista Jake Whyte que mora numa floresta, e os capítulos pares falam sobre o seu passado, pelo que entendi, ou não, como afirmei, não curto esse estilo, prefiro a história direta e objetiva.



“Estive acordada desde cedo, antes do sol sair, falando sozinha, contando ao cachorro das coisas que precisava fazer, quando os melros no espinheiro começaram a cantar. Como uma mulher maluca, ouvindo a própria voz, o vento enfiando-a de volta por minha garganta adentro, ecoando em minha boca aberta, do jeito que acontecia toda manhã desde que me mudara para a ilha. Com as árvores se agitando sobre o cadáver e as ovelhas balindo atrás de mim, as mesmas árvores, o mesmo vento e as mesmas ovelhas.”


Eu também não gosto de linguagem chula e tem muito no livro, não sabia disso e na verdade, escolhi o livro pela capa linda, e na sinopse e indicações nada remetia a ser um livro com vulgaridades e que fosse tão cansativo e confuso, com tantos prêmios que ganhou e elogios da crítica especializada me decepcionei.

Entre outras personalidades, temos seu companheiro intitulado de Cão, que é um cachorro mesmo, as ovelhas que são peças importantes na trama e a fera que ninguém sabe o que é mas é a assassina das ovelhas. Não é terror, achei mais pra drama psicológico até do que um bom suspense.

Onde cantam os pássaros é o segundo romance da escritora e o primeiro lançado no Brasil, infelizmente foi uma das decepções do ano, achei bem fora do padrão, mas não se desestimulem a ler, pode ser que li num mau momento, às vezes não estava na vibe da história, e vocês já leram? Deixem seus comentários!



Até a próxima,


Lançamentos Outubro - Editora Arqueiro e Sextante

em 17 de outubro de 2016


Ola meus amores, mês de Outubro chegou e com ele a promessa de um verão quente e gostoso, vamos conhecer as novidades literárias da Editora Arqueiro e Sextante.


Editora Arqueiro




O Código Da Vinci
Edição especial para jovens
Dan Brown

Um assassinato dentro do Museu do Louvre traz à tona uma sinistra conspiração para revelar um segredo protegido por uma sociedade secreta desde os tempos de Jesus Cristo.
Com a ajuda da criptógrafa Sophie Neveu, o professor de Simbologia Robert Langdon segue pistas ocultas nas obras de Leonardo Da Vinci e se debruça sobre alguns dos maiores mistérios da cultura ocidental – do sorriso da Mona Lisa ao significado do Santo Graal.
Mesclando os ingredientes de um envolvente suspense com informações sobre obras de arte, documentos e rituais secretos, O Código Da Vinci consagrou Dan Brown como um dos autores mais brilhantes da atualidade e agora chega em nova versão, especialmente preparada para o público jovem, com fotos coloridas que enriquecem ainda mais o livro.

Aventura / Ficção / Literatura Estrangeira / Suspense e Mistério


A Sombra do Passado
Noites em Florença # 2
Sylvain Reynard

Nesta sequência de A transformação de Raven, Sylvain Reynard combina suspense e sensualidade em uma das cidades mais belas do mundo, levando o leitor para um universo de fantasia e romance habitado por criaturas centenárias e poderosas.
A jovem e doce Raven Wood está em Florença trabalhando na restauração de O nascimento de Vênus, de Sandro Botticelli. Certa noite, ao tentar evitar que um sem-teto seja agredido, ela mesma fica em perigo, mas é salva a tempo pelo belo e poderoso William York. Depois desse encontro, eles se envolvem numa improvável e avassaladora paixão.
O príncipe vampiro jura seu amor por Raven e promete se vingar de todos os que um dia a feriram. Contudo, ela prefere não ceder à violência e, para surpresa de William, busca nele algum traço de humanidade sob a aparente frieza – alguma bondade que lhe permita entregar-se a ele sem receios.
Mas um perigo terrível pode pôr fim à felicidade do casal. Uma sombra se espalha por Florença, colocando em risco a paz que há séculos existe entre seres humanos e sobrenaturais. Enquanto tenta proteger Raven, o príncipe precisa descobrir quem o traiu e evitar uma guerra entre poderes há muito adormecidos.

Literatura Estrangeira / Romance


Ligeiramente Pecaminosos
No início era apenas uma farsa divertida, mas se tornou uma atração inegável
Os Bedwyns # 5
Mary Balogh

Em meio à Batalha de Waterloo, lorde Alleyne Bedwyn é ferido e dado como morto pela família. Ao acordar, ele se vê no quarto de um bordel sem lembrar quem é ou como foi parar ali. Sua única certeza é que deseja conquistar o coração do anjo que cuida dele todo dia.
Contudo, assim como ele, Rachel York não é quem parece. Depois de enfrentar uma situação difícil, que a levou a viver numa casa de pecados, agora a bela e inteligente jovem precisa recuperar seu dinheiro e as economias das amigas prostitutas, roubados por um falso clérigo. E o belo soldado de quem vem cuidando parece perfeito para se passar por seu marido e ajudá-la em seus planos.
Porém, apesar de ter perdido a memória, Alleyne não perdeu nada de sua sedução. De volta a Londres, os dois se envolvem em um escândalo pecaminoso e, a cada beijo, esquecem que seu relacionamento é apenas uma farsa e ficam mais perto de se entregar à paixão.
Neste quinto livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh apresenta um romance repleto de humor, com personagens carismáticos que o leitor não conseguirá abandonar ao fim da história.

Ficção / Romance


Depois Daquela Montanha
Charles Martin

O Dr. Ben Payne acordou na neve. Flocos sobre os cílios. Vento cortante na pele. Dor aguda nas costelas toda vez que respirava fundo.
Teve flashes do que havia acontecido. Luzes piscavam no painel do avião. Ele estava conversando com o piloto. O piloto. Ataque cardíaco, sem dúvida.
Mas havia uma mulher também – Ashley, ele se lembra. Encontrou-a. Ombro deslocado. Perna quebrada.
Agora eles estão sozinhos, isolados a quase 3.500 metros de altitude, numa extensa área de floresta coberta por quilômetros de neve. Como sair dali e, ainda mais complicado, como tirar Ashley daquele lugar sem agravar seu estado? À medida que os dias passam, porém, vai ficando claro que, se Ben cuida das feridas físicas de Ashley, é ela quem revigora o coração dele. Cada vez mais um se torna o grande apoio e a maior motivação do outro. E, se há dúvidas de que possam sobreviver, uma certeza eles têm: nada jamais será igual em suas vidas.
Publicado em mais de dez países, Depois Daquela Montanha chegará às telas de cinema em 2017, com Kate Winslet (de Titanic) e Idris Elba (de Mandela) escalados para os papéis principais de uma história que vai reafirmar sua crença na vida e no poder do amor.

Ficção / Romance

O Primeiro Dia do Resto da Nossa Vida
Kate Eberlen

Tess e Gus foram feitos um para o outro. Só que eles não se encontraram ainda.
E pode ser que nunca se encontrem... Tess sonha em ir para a universidade. Gus mal pode esperar para fugir do controle da família e descobrir sozinho o que realmente quer ser. Por um dia, nas férias, os caminhos desses dois jovens de 18 anos se cruzam antes que os dois retornem para casa e vejam que a vida nem sempre acontece como o planejado.
Ao longo dos dezesseis anos seguintes, traçando rumos diferentes, cada um vai descobrir os prazeres da juventude, enfrentar problemas familiares e encarar as dificuldades da vida adulta. Separados pela distância e pelo destino, tudo indica que é impossível que um dia eles se conheçam de verdade... ou será que não?
O Primeiro Dia do Resto da Nossa Vida narra duas trajetórias que se entrelaçam sem de fato se tocarem, fazendo o leitor se divertir, se emocionar e torcer o tempo todo por um encontro que pode nunca acontecer.

Ficção / Romance


Editora Sextante





O Homem mais inteligente da História
Augusto Cury

O homem mais inteligente da história é fruto de 15 anos de estudos e pesquisas. Considerado por Augusto Cury a obra mais importante de sua carreira, este é o primeiro volume de uma coleção que vai abalar nossas convicções e transformar nossa visão do personagem que julgávamos conhecer tão bem.
Psicólogo e pesquisador, Dr. Marco Polo desenvolveu uma teoria inédita sobre o funcionamento da mente e a gestão da emoção. Após sofrer uma terrível perda pessoal, ele vai a Jerusalém participar de um ciclo de conferências na ONU e é confrontado com uma pergunta surpreendente: Jesus sabia gerenciar a própria mente?
Ateu convicto, Marco Polo responde que ciência e religião não se misturam. No entanto, instigado pelo tema, decide analisar a inteligência de Cristo à luz das ciências humanas. Ele esperava encontrar um homem simplório, com poucos recursos emocionais. Mas ao mergulhar na inquietante biografia de Jesus presente no Livro de Lucas, suas crenças vão sendo pouco a pouco colocadas em xeque.
Para empreender essa incrível jornada, Marco Polo vai contar com uma mesa-redonda composta por dois brilhantes teólogos, um renomado neurocirurgião e sua assistente, a psiquiatra Sofia. Juntos, eles irão decifrar os sentidos ocultos em um dos textos mais famosos do Novo Testamento.
Os debates são transmitidos via internet e cativam espectadores em todo o mundo - mas nem todos estão preparados para ver Jesus sob uma ótica tão revolucionária. Agora os intelectuais terão que lidar com seus próprios fantasmas emocionais e encarar perigos que jamais imaginaram enfrentar.

Religião e Espiritualidade / Romance


Todo mundo tem um anjo da guarda
Pedro Siqueira

“Aonde quer que eu vá dirigir grupos de oração, os fiéis me perguntam se têm um anjo protetor. Minha resposta é sempre a mesma: todo mundo tem um anjo da guarda! Desde a concepção, Deus designa a todos um ser angélico para acompanhá-los em sua jornada neste mundo.” — Pedro Siqueira.
Os anjos da guarda são presentes de Deus para todas as pessoas, sem exceção. Essa é a verdade que Pedro Siqueira quer transmitir para nós. Muitas vezes esquecidos, ignorados ou até desacreditados, nossos protetores ainda são um mistério para a maioria dos fiéis. Em seu novo livro, Pedro abre esse universo aos leitores. Partindo de uma visão geral das criaturas celestes, ele explica que é possível ver nossos anjos da guarda e até saber seus nomes. Além disso, mostra como podemos nos comunicar com eles para estreitar os laços com Deus. Dirigindo terços para milhares de fiéis, com visões espirituais intensas, Pedro tem uma extensa bagagem de experiências próprias e relatos que lhe dão embasamento suficiente para tratar de um assunto frequentemente insondável. Por meio de diversos casos, Todo mundo tem um anjo da guarda tira as principais dúvidas sobre o tema e oferece um conhecimento fundamental para quem almeja uma vida espiritual mais profunda.

Religião e Espiritualidade


O Poder da Presença
Cuddy Amy

Qual foi a última vez que você tentou passar a melhor impressão possível mas se deixou dominar pela ansiedade e não se saiu nada bem? Em um mundo dominado por prazos, expectativas e distrações, às vezes deparamos com momentos decisivos que acabam sendo vividos de forma insatisfatória, nos deixando tensos e arrependidos.
Em uma das TED Talks mais populares – com mais de 35 milhões de visualizações –, a psicóloga e pesquisadora de Harvard Amy Cuddy explicou como tirar proveito da linguagem corporal para ganhar segurança e passar uma imagem positiva, mesmo quando não nos sentimos tão confiantes assim, e o impacto que isso pode ter em nossas chances de sucesso.
Em O poder da presença, ela revela que a transformação da mente parte de uma simples mudança de comportamento e nos ensina técnicas para superar o medo em momentos de alta pressão e melhorar nosso desempenho.
Está cientificamente comprovado que manter posturas “de poder” aumenta a autoconfiança e garante tranquilidade para se conectar com as pessoas que você quer impressionar. Nesse estado mais calmo e seguro, você consegue ser mais autêntico, marcar presença e exibir competência, mesmo em situações desafiadoras.

Bem estar e lazer / Esportes / Medicina e Saúde


O Livro da Vida - Nova Versão Transformadora
A Bíblia como você nunca leu antes
Vários Autores

A Bíblia como você nunca leu antes.
O Livro da Vida foi criado para quem nunca leu a Bíblia, para os que estão numa busca espiritual, para quem gostaria de reler as Escrituras de uma nova maneira ou para os que têm apenas um interesse intelectual nesta obra milenar.
Com um projeto gráfico moderno e diferenciado e uma linguagem acessível, O Livro da Vida é uma edição inovadora. A tradução foi feita a partir de textos em hebraico, aramaico e grego por uma equipe de especialistas de várias tradições cristãs.
Ao mergulhar nesta leitura, você vai entender a razão por que esses textos passaram no rigoroso teste do tempo, chegando ao século XXI como um verdadeiro patrimônio da humanidade. Utilizando a tradução da Nova Versão Transformadora (NVT), esta obra tem a missão de ser ao mesmo tempo fiel e acessível, comunicando a mensagem bíblica aos leitores de hoje de modo tão claro e relevante quanto os textos originais comunicaram aos leitores e ouvintes do mundo antigo.
Dividido em três volumes, sem as indicações de capítulos e versículos, permite que a Bíblia seja lida como um romance ou livro histórico.
O primeiro volume, de Gênesis a Ester, trata do nascimento da humanidade até o exílio dos israelitas. As histórias encontradas aqui são um retrato da condição humana e do relacionamento ancestral com Deus.
O segundo volume traz os capítulos de Jó a Malaquias, encerrando o Antigo Testamento. Com hinos de louvor e valiosas instruções sobre a vida prática, esses textos nos oferecem a sabedoria necessária para viver segundo a vontade de Deus.
Toda a história da Bíblia sofre uma reviravolta no terceiro volume - que vai de Mateus ao Apocalipse -, quando Jesus entra em cena. As histórias revelam a trajetória do filho de Deus e as profundas transformações que o mundo sofreu após sua vinda.
Para aqueles que já conhecem as Escrituras, esta é uma oportunidade de relê-las sob uma nova luz. Para os que se sentiam intimidados pela complexidade dos textos, é uma chance de finalmente descobrir a força de sua mensagem.

Religião e Espiritualidade

The Beatles
Todas Músicas, Todas as Letras, Todas as Histórias
Steve Turner

Este livro reúne todas as canções do grupo musical mais aclamado de todos os tempos, trazendo as letras completas e detalhes de quando, como, onde e por que cada álbum foi concebido. Grande conhecedor da banda, o jornalista Steve Turner explora as origens, as influências e os significados das músicas, identificando ainda os personagens e as histórias por trás das canções. Repleto de fotos, ilustrações, entrevistas, curiosidades e histórias de bastidor, este livro é a celebração definitiva do mais importante catálogo musical do século XX.

Biografia, Autobiografia, Memórias / Música


Selo Estação Brasil





Rogéria. Uma Mulher e Mais Um Pouco
Márcio Paschoal
Editora: Estação Brasil


“Um homem vestido de mulher está a um passo do ridículo. Mas para o artista não existe ridículo.” – Rogéria
Marcio Paschoal mergulha na alma de Astolfo e mostra como, com talento e superação, ele transformou sua maior criação, Rogéria, num sucesso absoluto.
A história de Rogéria mais parece ficção. Nascida Astolfo Barroso Pinto, teve de enfrentar grandes desafios para se afirmar como homossexual, ícone do transformismo e, acima de tudo, artista.
Movida por uma enorme paixão pela arte e pela vida, conquistou, ao longo de mais de 50 anos de carreira, seu espaço no teatro, no cinema e na televisão, consagrando-se como uma personagem irresistível, quase mítica: Rogéria, o travesti da família brasileira.
Neste livro, Marcio Paschoal reconstrói a intensa trajetória de Astolfo-Rogéria desde seus primeiros passos como maquiador das cantoras da era do rádio e das estrelas da TV Rio, passando por sua estreia nos palcos em plena época da ditadura, o sucesso internacional e o reconhecimento artístico em seu retorno ao Brasil.
Para traçar um retrato fiel de Rogéria, o autor fez uma grande pesquisa iconográfica, reunindo fotos lindíssimas. Também optou por dar voz à biografada, que conta, com toda a sua irreverência, deliciosas histórias do showbiz.
Sem citar nomes, mas dando pistas suficientes para instigar os leitores, Rogéria revela detalhes picantes de seus casos de amor com políticos, artistas, empresários, esportistas e jornalistas.
Rogéria costuma dizer que um travesti precisa de inteligência e talento para saber que não é mulher de verdade. Essas são qualidades que não faltam a Rogéria, mulher e mais um pouco.

Biografia, Autobiografia, Memórias


Gostaram?

Beijos




Desejado do Mês: Fábrica de Vespas - Ian Banks

em 16 de outubro de 2016


 Livro Desejado do Mês: Outubro/ 2016



Criei este post com o objetivo de em todos os meses, comentar sobre meus livros desejados dentro do mês, como todo bookaholic, mesmo tendo trocentos livros pendentes, sempre temos mais alguns desejados na lista...rsrs

Neste mês, fuçando as livrarias da cidade, me deparo com este lançamento da Darkside Books intitulado Fábrica de Vespas do autor Ian Banks.

Além da edição caprichada de sempre, me apaixonei pela sinopse e corri procurar mais sobre a obra pela internet.

Vamos ao que diz a sinopse:

Frank – um garoto de 16 anos bastante incomum – vive com seu pai em um vilarejo afastado, em uma ilha escocesa. A vida deles, para dizer o mínimo, não é nada convencional. A mãe de Frank os abandonou anos atrás; Eric, seu irmão mais velho, está confinado em um hospital psiquiátrico; e seu pai é um excêntrico sem tamanho. Para aliviar suas angústias e frustrações, Frank começa a praticar estranhos atos de violência, criando bizarros rituais diários onde encontra algum alívio e consolo. Suas únicas tentativas de contato com o mundo exterior são Jamie, seu amigo anão, com quem bebe no pub local, e os animais que persegue ao redor da ilha.

Abandonado à própria sorte para observar a natureza e inventar sua própria teologia – a maneira do Robinson Crusoé de Daniel Defoe –, Frank desconhece a escola e o serviço social, já que seu pai acredita na educação “natural”, recomendada pelo filósofo do século XVIII Jean-Jacques Rousseau e apresentada em seu romance Emílio, ou Da Educação (1762), que sugere que as crianças devem crescer entre as belezas da natureza, permitindo que elas se deleitem com a flora e a fauna. A natureza humana seria boa a princípio, mas corrompida pela civilização. Quando descobre que Eric fugiu do hospital, Frank tem que preparar o terreno para o inevitável retorno de seu irmão – um acontecimento que implode os mistérios do passado e vai mudar a vida de Frank por completo.


O livro está com avaliação de, 4,3 no Skoob e li resenhas positivas, então, estou ansiosa para adquiri-lo, ainda mais que o tema é psicopatia, quem gostou de Precisamos falar sobre Kevin também gostará deste, como está nos meus favoritos, imagina se não quero conhecer esta história?

E vocês, qual ou quais os livros desejados neste mês de Outubro/2016?

Até a próxima,


Lançamentos Darkside Books Setembro/ Outubro 2016

em 15 de outubro de 2016




Gente, confiram os lançamentos bapho da Darkside Books justamente para os meses de Setembro e Outubro de 2016.

Arrasaram nos livros para os amantes do terror, vamos comemorar o Halloween em grande estilo!


Confiram: 



Ed & Lorraine Warren

Autor: Gerald Bittle
Tradução: Giovanna Louise
Páginas: 272


Eles enfrentaram os mistérios mais sinistros dos últimos sessenta anos, sempre em busca da verdade. Agora é a sua vez de entrar em contato com o sobrenatural. Você tem coragem? Então leia “Ed & Lorraine Warren: Demonologistas”, a biografia definitiva dos mais famosos investigadores paranormais do nosso plano astral. Não é de hoje que os fãs do terror conhecem Ed Warren e sua esposa, Lorraine. O casal foi retratado em filmes de grande sucesso, como Invocação do Mal, Annabelle e Horror em Amityville. Mas basta folhear as páginas de “Ed & Lorraine Warren: Demonologistas” para constatar que, muitas vezes, a vida pode ser bem mais assustadora que o cinema. No livro, Gerald Brittle desvenda alguns dos principais casos reais vividos pelos Warren. Ed e Lorraine permitiram ao autor acesso exclusivo aos seus arquivos sobrenaturais, que incluem relatos extraordinários de poltergeists, casas mal-assombradas e possessões demoníacas. O resultado é um livro rico em detalhes como nenhum outro.


Susan Cain e O Poder dos Quietos

em 14 de outubro de 2016

Ola meus amores, alguns dias atrás minha Cunhada fez meu "tipo psicológico" e ela me falou que eu sou Pensamento Introvertido. Claro que fui pesquisar um pouco mais sobre o assunto e percebi que sou sim, várias características se encaixam. Mas onde quero chegar?!

É que com as pesquisas acabei por descobrir um vídeo muito legal de uma autora, Susan Cain escreveu O Poder dos Quietos, livro que quero muito ler depois de ver seu vídeo. Me identifiquei muito com o vídeo logo no início e acho que todo amante de livros também pode se identificar, por isso resolvi compartilhar com vocês.

Conheçam o Vídeo:





Conheçam seu livro:



O Poder dos Quietos
Como os tímidos e introvertidos podem mudar um mundo que não para de falar
Susan Cain

ISBN-13: 9788522013265
ISBN-10: 8522013268
Ano: 2012 / Páginas: 334
Idioma: português
Editora: Agir

O que Albert Einstein, Barack Obama, Chopin, Steven Spielberg, J. K. Rowling e Bill Gates têm em comum? A resposta é o sucesso, e a introversão.
Pelo menos um terço das pessoas que nós conhecemos são introvertidas. Eles são aqueles que preferem escutar a falar, ler a ir a festas; que inovam e criam, mas não gostam de autopromoção; que se beneficiam trabalhando por conta própria mais do que em grupo. Embora sejam rotulados de quietos, é aos introvertidos que devemos muitas das grandes contribuições à sociedade.
Com argumentos cativantes, uma pesquisa extensa e cheio de inesquecíveis histórias reais, O poder dos quietos mostra como os introvertidos são subvalorizados, e como todos perdem com isso. Partindo da ascensão do ideal de extroversão no século XX, Susan Cain questiona os valores dominantes no mundo empresarial de hoje, no qual a colaboração forçada pode bloquear o caminho da inovação e no qual o potencial de liderança dos introvertidos é frequentemente negligenciado.
De modo inspirador, a autora nos apresenta histórias de introvertidos de sucesso e oferece inestimáveis conselhos sobre como os tímidos podem tirar vantagem das suas características. Em O poder dos quietos, Susan Cain contempla também as crianças introvertidas em capítulo especial com dicas para pais e professores.
Um livro extraordinário, que tem o poder de mudar para sempre a maneira como os introvertidos se veem e, talvez mais importante, como as outras pessoas os veem.

Espero que tenham gostado da postagem!

Beijos


Resenha Muito Amor, Por Favor

em 13 de outubro de 2016


Muito Amor, Por Favor
Um Sentimento Em Quatro Elementos
Frederico Elboni

ISBN-13: 9788543104065
ISBN-10: 8543104068
Ano: 2016 / Páginas: 240
Idioma: português
Editora: Sextante

Este livro reúne textos que mostram o amor do ponto de vista de quatro jovens que escrevem sobre relacionamentos legítimos e atuais, que souberam se reinventar. Sem medo de expressar seus sentimentos, deixam para trás estereótipos já obsoletos – como o controlador machista ou o piegas choroso – e falam sobre viver a dois e sobre a natureza das relações em todos os seus aspectos. Assim, cada autor reflete sobre o amor representado por um elemento: Arthur Aguiar escreve que “O amor é água”, dizendo que ele é fluido, mas por vezes gelado; ora tempestade, ora profundo. Fred Elboni explica que “O amor é ar”, mostrando a leveza de se amar sem sofrer, da brisa que envolve os apaixonados, mas que por vezes torna-se furacão. Ique Carvalho se debruça sobre quando “O amor é fogo”, que arde, aquece a alma, mas que também pode incendiar até doer. E Matheus Rocha conta que “O amor é terra”, estável, tranquilo, mas que não escapa dos terremotos da vida, que tiram tudo do lugar para que a rotina não o extermine. Um livro apaixonante, para quem ama e para quem quer amar um dia... e sempre.
- O Amor É Água
Arthur Aguiar escreve sobre o amor quando ele é como a água: pode ser agradavelmente quente ou ferir se ficar gelado e rígido. Por vezes é tempestade, por vezes, calmaria. Mas quando é fluido, torna-se profundo e amolda-se a tudo.
- O Amor É Ar
Frederico Elboni fala sobre o amor ar, aquele que é leve, que eleva, faz flutuar. Mostra como é amar sem peso, sem amarras. Mesmo quando vem um vendaval, logo volta a ser a brisa, envolvendo os apaixonados com carinho e cuidado.
- O Amor É Fogo
Ique Carvalho escreve sobre o amor quando ele é fogo, que arde, arrebata, aquece a alma, mas às vezes incendeia até doer. Pode se manter como brasa por muito tempo, aguardando a chance de ser chama de novo, ou até renascer das cinzas
- O Amor É Terra
Matheus Rocha fala sobre do amor do tipo terra, aquele estável, certo, que traz segurança, mas que pode, de vez em quando, provocar terremotos que abalam estruturas, tiram tudo do lugar e viram a rotina de ponta-cabeça.


Resenha


É impressionante em como distinguimos a narrativa de cada autor, ler este livro foi prova disso, cada um com sua personalidade e seus sentimentos.

Muito Amor, por favor reúne vários contos de quatro autores, que até então eu só conhecia um, Ique Carvalho.

O livro é dividido em partes, onde cada autor reflete sobre o amor representado pelos elementos, ar, fogo, água e terra.



O Amor é fogo, por Ique Carvalho

O que falar dos textos de Ique Carvalho, sou completamente apaixonada pela forma que o autor se expressa, é tão real todo esse sentimento, sua narrativa chega a tocar a minha alma, gosto do seu ponto de vista em relação ao amor, gosto como ele trata a mulher que ele está apaixonado, gosto de como ele se relaciona com a família, seus valores e sua personalidade.


"Eu gosto de gente que chega de repente e que diz logo o que sente. Mas, ao contrário de outras pessoas, não gosto de dormir com estranhos. Gosto daquele tipo de relação em que um conhece o outro. Prefiro pessoas de verdade. Que cometem erros, fazem bobagens e seguem adiante. Se você quer se expressar, então use o olhar. Porque as palavras não podem dizer o que o amor pode fazer. Além disso, o que hoje é fácil de falar amanhã pode ser difícil de esquecer."

Trechos de Quarta #Teaser

em 12 de outubro de 2016



Trechos de Quarta (Teaser Wednesday) #169
Qualquer um pode jogar, basta fazer o seguinte,
Pegue sua atual leitura
Escolha seu “trecho” preferido,
Compartilhe um “trecho” do livro
Compartilhe o título e o autor também...




Dez Formas De Fazer Um Coração Se Derreter

Os Números Do Amor # 2
Sarah MacLean






"- Como vou convencê-lo a ficar? - Bem, é inteiramente possível que ele a considere fascinante. Isabela ergueu os olhos para a prima, a água escorrendo do rosto. - Não, é inteiramente possível que ele me considere perturbada. - Isso também é bem provável, sim."


Beijos


Livros para o Dia das Crianças!

em 11 de outubro de 2016

Dia das Crianças com muitos livros!

Chegou a data mais colorida e doce do ano, o Dia das Crianças, na verdade também é comemorado o Dia de Nossa Senhora Aparecida, a padroeira do Brasil, pelos católicos como eu e minha família.

Todo ano faço listas com as datas comemorativas, indicando livros e pedindo sugestões, este ano é muito especial, finalmente tenho uma criança em casa para encher de livros, minha sobrinha Isabela tem seis meses e adora folhear e morder seus livrinhos...rsrs

Com muito prazer tenho a honra de indicar alguns parceiros do blog também, vamos as dicas:


Coleção Cirandinha 
Autor(a): João Leles
Editora: Garcia

Composta por três livros em edição bilíngue(portugês e espanhol), são livros voltados as crianças pequenas, até seis anos de idade. 
Podem adquirir direto no site da editora Garcia a R$ 20,00 cada ou diretamente com o autor na sua página numa rede social, autografado pelo próprio João Leles
O autor tem utros livros infantis pela Chiado Editora


Menina das Estrelas
Autor(a): Ziraldo
Editora: Melhoramentos

Este livro foi uma boa surpresa, ganhei de presente de uma querida amiga da internet uma vez e me apaixonei. Enquanto dei aula para alunos do Ensino Fundamental, nas aulas como professora eventual, li e trabalhei este livro em sala de aula e fez muito sucesso, por ser voltado a crianças e pré-adolescentes, encanta pela história de uma menina enquanto esta em desenvolvimento, o autor soube explicar a menina desde o nascimento até virar adulta em belas mensagens como se fosse poesia.
Recomendo a presentearem todas as meninas com este belo livro.


O Jardim Secreto
Autor(a): Frances Hodgson Burnett
Editora: Penguin

Clássico da literatura inglesa, O jardim secreto conta a história de duas crianças solitárias que decidem restaurar um jardim proibido, cujo mistério remete a um
acidente ocorrido anos atrás.
A amizade improvável entre os dois personagens funciona como uma metáfora para a descoberta do mundo e para o autoconhecimento.
Escrito em 1911, o livro já inspirou diversas montagens no teatro e três filmes - entre eles, o longa americano homônimo de 1993, dirigido pela polonesa Agnieszka Holland, vencedor do prêmio Bafta.
Esta edição traz introdução e notas da romancista e crítica literária Alison Lurie e um posfácio de Marise Soares Hansen, mestre em literatura brasileira pela Universidade de São Paulo. Em seu texto, ela traça paralelos do romance com autores importantes de literatura de língua portuguesa, como Eça de Queiroz e Clarice Lispector.
Durante a maior parte de sua vida profissional, Frances Hodgson Burnett foi uma escritora de sucesso. Desde cedo sustentou a si mesma (e a várias outras pessoas) com seus escritos. Suas peças de teatro, contos para revistas e romances ajudaram a tirar a mãe e as irmãs da pobreza. Sua carreira também pagou pela pós-graduação em medicina do primeiro marido e garantiu ao segundo a oportunidade de estrelar uma peça em Londres.