Resenha Faça amor, não faça jogo

em 9 de agosto de 2016

Faça amor, não faça jogo
Ique Carvalho

ISBN-13: 9788582352076
ISBN-10: 8582352077
Ano: 2014 / Páginas: 224
Idioma: português
Editora: Gutenberg

Viver a plenitude do amor é o desejo senão de todas, ao menos da maioria das pessoas. Amar e ser amado incondicionalmente, contar com o apoio de alguém para as horas difíceis e para os momentos alegres, e saber que independentemente do que fazemos, alguém estará ao nosso lado simplesmente pelo que somos é o ideal de vida de muitos.
Viver esse amor na prática, no entanto, nem sempre é fácil. E é exatamente sobre felicidade, vida e amor que Ique Carvalho fala neste livro. O autor, que começou escrevendo em seu blog e já tocou o coração de milhares de pessoas que se envolveram e se emocionaram com suas palavras, descreve com perfeição o amor que muitos procuram e poucos realmente encontram. E ele fala do amor em todas as suas expressões: desde o romântico entre duas pessoas até o mais puro e verdadeiro dos laços familiares, que ele tem com seu pai e mentor.
Como as relações humanas são frágeis e complicadas, os relacionamentos tornam-se difíceis, o que nos faz buscar a felicidade nos lugares ou nas pessoas erradas. Mas o autor nos faz enxergar a vida de forma diferente. Faça amor, não faça jogo é um lembrete de que, no jogo do amor, não é necessário haver ganhadores ou perdedores. Basta olhar e aceitar novos paradigmas e acreditar no que diz seu coração. E vivenciar isso de verdade.

Crônicas / Não-ficção


Resenha


Conheci Faça Amor, não faça jogo por acaso, quando vi o título e a capa logo me encantei, comprei o e-book e comecei a ler.

Ique Carvalho nos fala sobre o amor, entrega, sofrimento e claro um pouco da sua vida, sua experiência. É lindo e de uma real intensidade, é como se eu estivesse ao seu lado compartilhando de todos aqueles momentos.

Faça amor, não faça jogo é um livro de crônicas, não é apenas um livro sobre o amor de um casal, mas também sobre o amor de uma família, o amor de um filho para com o pai doente, sua maneira linda de ver a vida, de querer um amor saudável, e de viver, incondicionalmente e verdadeiramente, na mais pura entrega.

"Os dois se olharam,  e as lágrimas escorriam na mesma velocidade.  Naquele momento, descobri.  Quando olhar for mais forte que tocar, é amor."

Ique fala do amor real, sua narrativa é tocante e estou encantada por este livro, quero levar os trechos que selecionei para vida inteira e como ensinamento também. Virei fã do autor e indico seu livro de olhos fechados, é um livro maravilhoso!

Alguns trechos:

"Uma mulher não se apaixona pelas vezes em que
você abre a porta do carro.
Ela vai se apaixonar pelas vezes em que,
antes de abrir a porta do carro, você a prender naquele amasso.
Sabe? De surpresa?
Você a prende na porta e ela se arrepia inteira.
Mas lembre-se: não abra a porta sempre.
O repetitivo cansa. O espontâneo encanta."

"Algumas pessoas não percebem que o amor verdadeiro não é por você, é pelo outro. Ele entende que não é preciso entender. Você precisa se libertar e fazer. Que o obstáculo do outro é o seu desafio. E assim você pode construir uma linda história de amor, que sozinho não se pode escrever. Nós estamos vivos. Você está vivo. Então faça isso: viva! Sinta tudo!"

"Se eu te encontrasse hoje, eu queria ter algo inteligente para dizer. Mas nunca dá para saber o que vai acontecer. Talvez a gente se beijasse pela primeira vez. Na varanda, na escada ou na porta da sua casa. Não sei. Talvez dentro do carro, quando você estivesse no meio de uma palavra. No fundo, isso nem é importante. Eu só queria que o beijo tivesse paixão. Uma mão na nuca e a outra no coração. Que no dia seguinte, e depois do dia seguinte, não importa o quanto nos esforçássemos, o arrepio sempre voltasse."

"E foi assim que, naquela noite doce de novembro, nós nos apaixonamos. Eu de Peixes e ela de Virgem. Alguns mundos são distintos. Mas quando se cruzam, se tornam o infinito."

Um livro rápido e gostoso de ler, se eu tivesse que indicar este livro, eu indicaria para os homens, rs, nada como uma ajudinha na hora de conquistar uma mulher, mas o livro também é perfeito para nós mulheres, pois aqui também aprendemos ou lembramos que também devemos nos valorizar, a se aceitar da maneira que é e também a aceitar o outro, do jeito que ele é, aprender a valorizar as diferenças. Eu espero que o autor escreva outros livros, com certeza vou querer ler.


Beijos

14 comentários

  1. Eu quero muito ler esse livro, só leio comentários positivos e amigos que me indicam. Eu vou comprar esse livro logo e espero gostar também.

    ResponderExcluir
  2. Oi Mila, percebi que esse livro é mesmo uma ajudinha para os homens não é? Mesmo não sendo o tipo de minhas leituras, tem algo nele que me encanta
    Talvez seja o tema tao romântico e que mexe com nosso emocional! Esses trechos estão lindos 😍

    ResponderExcluir
  3. Várias vezes já tinha visto as pessoas falando desse livro, porém nunca dei tanta importância, porém após ler sua resenha me peguei sorrindo e me identificando com as frases postas que foram retiradas do livro, principalmente com a ultima frase, pois eu e meu noivo nos conhecemos numa noite de julho, e ele e do signo de peixes e eu sou do signo de virgem, então e só modificar algumas palavras e praticamente disse tudo sobre o nosso relacionamento, esse livro vai para minha lista de desejados já.

    ResponderExcluir
  4. Oi Mila, a capa desse livro é realmente linda e apesar de não ler muitos livros de crônicas, os trechos que vc escolheu pra colocar na resenha são muito lindos e fiquei tentada a adquirir o livro, amei essa parte em especial: "O repetitivo cansa. O espontâneo encanta." ;)

    ResponderExcluir
  5. O livro parece ser muito bom. Gosto bastante de crônicas... Quando são sobre o amor então.. Melhor ainda!
    Os trechos são bem bacanas também!

    ResponderExcluir
  6. Olá.
    A capa desse livro é mesmo um amorzinho, e se fosse julgar apenas por ela, iria comprar o livro imediatamente.
    Confesso que livros de crônicas não me chamam muito a atenção, mas se tratando de uma leitura rápida, até dá pra abrir uma exceção.

    ResponderExcluir
  7. Oi Mila, não tinha muito interesse no livro, mas mudei de ideia, e caso tenha oportunidade, vou dar uma olhada sim.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  8. Sinceramente a capa e titulo do livro não chamam muita atenção e com certeza por eles não leria, mas pela sua resenha este é um livro que leria sim e poderia entrar para a lista de favoritos. Os quotes que postou mostram que o livro é comovente. Quero muito ter a oportunidade de ler.

    ResponderExcluir
  9. Eu já havia visto esse livro antes, e pelo título não tinha me interessado nem um pouco. Mas sua resenha me deixou curiosíssima, adoro crônicas e pelo que você falou eu com certeza iria adorar esse livro.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  10. Eu não curto crônicas. Como são textos curtos, sempre fico com aquela impressão de que faltou algo. Mas eu gostei do enredo que mostra essa fragilidade das relações humanas e o amor de uma forma geral, amor de casal, amor de pai e filho, amor entre amigos.

    ResponderExcluir
  11. Gosto de livro de crônicas e parece ser bom, tem uns temas bonitos e pode ser uma boa leitura. Mas confesso que não sei se leria. É interessante, só que fico encima do muro com ele. Aquele ler porque gosta do tipo, mas não ler porque tem outros na pilha, entende? Talvez alguma hora...

    ResponderExcluir
  12. Oi,
    Não conhecia o livro. Mesmo não lendo sempre crônicas não tenho nenhuma aversão à elas. Gostei do livro e de falar sobre vários tipos de amor.
    Com certeza já está na minha lista!

    ResponderExcluir
  13. Que fofura esses trechos que selecionou!!
    Faz tempo que quero esse livro, só li comentários maravilhosos, e a capa já encanta né? Só de olhar da pra ver que é muito bom!!
    E pelo que parece, tem romantismo na dose certa!
    bjss

    ResponderExcluir

Ola!
Agradeço pelo comentário!
Beijinhos Carinhosos!