Resenha COMO VIAJAR SOZINHO EM TEMPOS DE CRISE

em 4 de julho de 2016


COMO VIAJAR SOZINHO EM TEMPOS DE CRISE
Hermes Galvão

ISBN-13: 9788501106469
ISBN-10: 8501106461
Ano: 2016 / Páginas: 112
Idioma: português
Editora: Record

Por que não viajar sozinho e na dureza? Por que deixar de ver o que acontece lá fora quando tudo no país está mais desordenado do que o aeroporto do Galeão, e a conta bancária mais magra do que modelo de calcinha?
Definido pelo autor como o (anti)guia menos prático da seção de viagens, este bem-humorado Como viajar sozinho em tempos de crise financeira é um diário de bordo para o leitor embarcar numa turbulência literária sem escalas com dicas práticas (ou não) para driblar a excursão e os turistas sem noção, de brasileiros a orientais.
Baseado em fatos reais e experiências pessoais, este livro diverte e entretém ao mesmo tempo em que traz dicas valiosas para viajantes desacompanhados – mas não necessariamente solitários.


Resenha


Como viajar sozinho em tempos de crise no mínimo é um livro inusitado, comecei a leitura achando uma coisa e terminei achando outra.

Não posso deixar de comentar que me diverti muito lendo este livro, porém também fiquei indignada com a maneira que o autor se refere aos brasileiros em geral, as famílias e as mães que necessitam amamentar seus filhos.

Claro que Hermes Galvão tem bagagens para falar sobre viagens e suas discrepâncias, mas a maneira que ele aborda diversas situações me deixaram incomodada.


"Na fila de raios X, corra das pessoas mais velhas, das famílias e das mulheres, que ainda fazem questão de viajar com brincos, anéis, pulseiras, a fivela da bota, o broche da calcinha, o DIU... Nelas tudo apita, portanto nada de ficar atrás. Elas podem levar o tempo que você levaria para tomar um banho entre um lado e outro do detector de metais. Homens em viagem de negócios, asiáticos desacompanhados, casais de jovens mochileiros costumam ser velozes e furiosos. Siga-os."

"(...) Mães acham que têm licença (poética?) para dar de mamar e deixar seu filho berrar. Não, não. Numa boa, eu estou ali, na minha, quieto, lendo ou tentando ler um livro em português de Portugal e lá vem ela de peito aberto. Aí, dona índia, numa boa?"

"Conversa fiada é um produto 100% nacional - os internacionais acreditam, e estão certos, que papo furado é perda de tempo. Ok, um passatempo. Prefira ler um livro, sei lá; se não tiver um à mão, ensaie uma dança, abra um espacate, mas não fale comigo - nem somente o indispensável."



Este livro tem um apanhado geral sobre as vantagens de viajar sozinho, algumas situações embaraçosas em aeroportos, dicas para escolher o hotel, o que levar na mala, entre outras coisas.

Como o autor mesmo expressou, este é um (anti)guia, mas eu desconhecia este fato até iniciar a leitura e acho que por isso mesmo pode causa um certo desconforto para aqueles que amam viajar, fazer novos amigos, porque a filosofia do autor é contrária ao que eu um dia poderia imaginar ao fazer viagens. Claro que algumas dicas podem ser válidas, não é um livro que vá agradar a todos, talvez uma mãe se sinta ofendia, ou uma família, ou um asiático, ao ler certas passagens.

"É óbvio, mas sempre bom reforçar: evite qualquer lugar orientado para casais em lua de mel e famílias, assim como viajar em período de férias escolares. Fuja de qualquer cidade ou praia europeia em agosto, por exemplo, época do turismo predatório e do calor de matar. Junho e julho são meses de altíssima temporada e a chance de você encontrar aquela turma que levanta a gola da camisa polo e respira Instagram é enorme. Quer gastar menos, ver mais e viver como os locais? Vá no fim de maio ou no fim de setembro, quando a temperatura já está mais amena, os preços mais realistas e os ânimos menos exaltados - e os brasileiros de que você tanto procura fugir, de volta ao lar."


Beijos




24 comentários

  1. Oi Mila,
    esta complicado neh
    Quero muito viajar nas próximas férias, mas ainda não decidimos por causa da crise.

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Mila,
    Pelos quotes o autor realmente tem opiniões fortes e não tem medo de expressá-las, e então, acho que sim, iria ficar inquieta com algumas delas, mas talvez a proposta do autor seja incomodar mesmo, causar um burburinho pra que as pessoas leiam, como diz o ditado: falem bem ou mal mas falem de mim rsr. Ainda não viajei sozinha e esse não é o tipo de livro que costumo ler, mas sua resenha tá ótima e é possível saber bem o que esperar da leitura ;)

    ResponderExcluir
  3. Não sabia que era um guia, na verdade acabo de retirar da minha lista de desejados, o livro parece ser útil em algumas ocasiões e completamente critico e incomodo em outras, tenho certeza que me sentiria incomodada como você, alem de não ser muito apta a guias

    ResponderExcluir
  4. Olá, Vanessa;

    Sabe que não curti muito a maneira irônica do autor em falar do próximo, acredito que cada um tenha seu jeito particular para fazer qualquer coisa, tipo ir comprar pão ou até mesmo viajar. o minimo que podemos fazer é respeitar o espaço alheio. Fora isso acho que não curtiria viajar sozinha rsrs

    Beijos da Camila.
    http://cabinedeleitura1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Mila!
    Desculá a usência, é que estou quase sem enxergar direito por causa da catarata. Devo operar esse mês e quando estivver boa, voltarei com tudo.

    “A única sabedoria que uma pessoa pode esperar adquirir é a sabedoria da humildade.” (T. S. Eliot)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de julho com 3 livros 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Se os quotes retratam o livro então esta ai um livro que com certeza não vou ler. Falta de educação e grosseria disfarçado de liberdade de expressão. Dispenso!

    ResponderExcluir
  8. Oi, Mila!
    Esse livro não faz muito o meu gênero, e quando você citou que a leitura em alguns momentos de deixou incomodada... já não sei se leria. rsrs

    Beijos,
    Elidiane - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Sempre acho esse tipo de livro engraçado, mas são um pouco apelativos... puxam graça de situações que não deveriam ser tão levadas a sério.... isso também me incomoda. Mas ok. Nem sempre precisamos concordar com o que está escrito.

    xoxo
    Mila F.
    @camila_marcia
    www.delivroemlivro.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi Mila, já tinha ouvido falar desse livro e ele foge ao que estou habituada a ler. Pode ser que um dia eu acabe lendo, mas não hoje.
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  11. Oi, Mila!
    Esse livro é pra mim! Eu mochilei sozinha uma vez e achei bem legal a experiência.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da promoção de aniversário do blog Crônica sem Eira

    ResponderExcluir
  12. E esses quotes dignos de serem chamados de maravilhosos? Hahaha
    Amei muito! Só não dou uma chance pra esse livro por que não curto muito o gênero

    ResponderExcluir
  13. É aquele tipo de livro pra quando tiver passando por problemas e querer rir um pouco das besteiras do cotidiano, achei bem legal e com uma proposta inovadora, nunca li algo do tipo!

    ResponderExcluir
  14. Oi Mila, o livro não me interessou desta vez, por isso vou deixar passar.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  15. É bem interessante a temática do livro, serve muito pra se destruir e aliviar aquele estresse do dia a dia sabe? Kkk
    Mas uma pena que não faz o meu tipo de historia preferida

    ResponderExcluir
  16. Muito legal a resenha!Esse livro eu não tinha visto em outros blogs mas parece bem divertido e uma leitura relaxante. Ainda mais se tratando de viagens haha. Mas a capa deixou meio que a desejar.

    ResponderExcluir
  17. Olá, Mila.
    Não tenho muito interesse em ler esse livro. Para começar a minha ideia de viagem não é ir sozinha hehe. E não gostei da forma como ele se refere ali nos trechos que você postou. Vou deixar passar.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  18. Acho que o livro tem umas situações divertidas e coisas interessastes, mas confesso que parece ser do tipo que iria me irritar em muita coisa. Não sei se gostaria de ler. Talvez seja um desses amor/ódio, que você gosta odiando, e não curto muito isso =/

    ResponderExcluir
  19. Me desculpe, mas este eu não leria de forma alguma! Só de ler os quotes já detestei o livro! Não gostei da forma como o autor abordou os temas, muito arrogante, sei lá, não gostei mesmo!

    ResponderExcluir
  20. Que bacana, eu não conhecia este livro, mas amo viagens e dicas para tal.Parece pratico e para uma leitura rapida, já que o tema e viagem. Gostei da resenha e vou sim adicioná-lo na lista.

    ResponderExcluir
  21. Detestei a maneira irônica dele de relatar assunto: Se uma criança chora vai fazer o quê, enfiar uma meia na boca dela? Em pleno 2016, uma mãe precisa correr pro banheiro pra amamentar o filho pra não ferir a sensibilidade de tipos como ele?
    Dispenso, brigada.

    ResponderExcluir
  22. Não sei se leria esse livro, talvez eu viesse a ler só pra pegar algumas dicas que podem ser realmente boas, mas não gostei de algumas passagens que você citou. O autor parece ser uma pessoa bem arrogante.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  23. Não gostei desse quote da amamentação, já me revoltei e provavelmente não lerei.
    e também acho que viagens precisam ser vividas, sentidas, temos que aproveitar de <3, um guia pode atrapalhar até.
    bjs

    ResponderExcluir
  24. Só tinha visto a capa do livro até então e estava curiosa para saber como ele seria... Pelas primeiras frases que você selecionou provavelmente eu não leria, pois passou a impressão de ser escrito por alguém meio arrogante, para dizer o mínimo, mas tive que concordar com o ultimo parágrafo: não pelo fato de "querer fugir" de turistas brasileiros, mas porque quanto mais pessoas em um lugar menos você vê e mais tempo passa em filas... Enfim, talvez até leria, se estivesse planejando uma viagem e não tivesse nada melhor pra ler, mas por enquanto esse livro não é uma prioridade para mim :P

    ResponderExcluir

Ola!
Agradeço pelo comentário!
Beijinhos Carinhosos!