Resenha Blackbird - A Fuga | @VREditorasBR

em 9 de fevereiro de 2016


Uma garota acorda nos trilhos do metrô de Los Angeles sem lembrar quem é. Há uma mochila a seus pés contendo uma troca de roupas, mil dólares em espécie, um número de telefone e a instrução “Não ligue para a polícia”. Perguntas rodopiam em sua cabeça: Quem é ela? Como chegou ali? O que ela fez? O que significa a tatuagem de um pássaro e o código FNV02198 em seu pulso? Ela mal tem tempo para descobrir sua identidade, e logo percebe que está sendo caçada. Precisa fugir desesperadamente. Não sabe quem são eles, não sabe em quem confiar. Só há uma coisa que sabe com certeza: estão tentando matá-la. Primeiro livro do dueto Blackbird.







Blackbird - A Fuga
Blackbird - Livro 01
Anna Carey

ISBN-13: 9788576838739
ISBN-10: 8576838737
Ano: 2015 / Páginas: 228
Idioma: português 

Editora: V & R


O que mais me chamou atenção neste livro foi a capa, é linda demais, o tom de rosa é forte e chama atenção e não é só isso, todo o miolo do livro é rosa, é uma obra prima. O segundo motivo para ler foi o desafio 16 livros para ler em 2016.


Anna Carey conseguiu me surpreender com Blackbird, o livro todo é um mistério e vai se resolvendo aos poucos, bem pouco por sinal, o motivo é que nossa protagonista não sabe nada assim como nós leitores.


Blackbird - A Fuga conta a história de uma garota que acorda nos trilhos de um trem, a poucos minutos de uma provável colisão e está garota simplesmente não consegue se mexer direito, logo não consegue fugir de seu destino trágico, mais eis que chega ajuda e o trem finalmente para, como ela não se lembra de nada e quando olha a mochila ao seu lado, ela vê um bilhete dizendo que ela não deve chamar a policia, antes ela tenha feito isso, mas não ela foge com a mochila e tenta se esconder. Aparentemente ela é uma boa corredora, foge com maestria, quando está num local afastado ela resolve olhar a mochila, lá encontra dinheiro, roupa e um número de telefone, além disso, ela vê uma tatuagem bem estranha, com números e letras, mas ela não se lembra de nada, nem de seu nome.





Com muitas reviravoltas, vamos acompanhando esta garota em todas as descobertas que consegue fazer, ela acaba caindo em uma emboscada e isso complica mais ainda a vida dela, ela também encontra um provável aliado que a ajuda da melhor forma possível, ou não, a garota é muito esperta apesar dos acontecimentos, suas lembranças chegam aos poucos, mais muito pouco é revelado. O livro em si é um total mistério que nós leitores vamos desvendando junto com a garota, o que me incomodou foi não saber seu nome e a narrativa em segunda pessoa.


Foi difícil me acostumar com a narrativa e dou graças por este estilo de narrativa não ser tão comum, foi o primeiro livro que li com narrativa em segunda pessoa, porém este detalhe não foi o suficiente para desistir da leitura, pois o mistério é tão grande e o livro é tão surpreendente que terminei de ler e fui correndo comprar o volume dois.


"O que significa isso? Por que estava deitada nos trilhos do metrô? Por que não consegue se lembrar de como foi parar lá, como chegou à estação, à cidade? Você olha para suas roupas com a sensação de que está usando uma fantasia. Os jeans não servem, a camiseta está larga nos lugares errados, os cadarços não estão apertados o bastante. Você não consegue se livrar da sensação repugnante de que não vestiu a si mesma."


Quando aos personagens foram todos muito bem construídos, muito bem retratados, adorei Izzy e gostei de Ben até certo ponto. O enredo também foi ótimo, tudo se encaixando aos poucos, dando outra visão do que realmente estava acontecendo.


Quando a edição de Blackbird - A Fuga, simplesmente linda, capa maravilhosa e bem perceptiva, quem ler o livro vai entender da capa, a diagramação tem pequenos detalhes que chamam atenção, cada capítulo tem um alvo em torno do número, algumas páginas tem um pequeno pássaro, sem dúvida a Editora V&R fez um ótimo trabalho.





Em suma, a princípio a leitura não agradou muito e o motivo foi exclusivamente da narrativa, mas fui me acostumando, aos poucos o livro foi me conquistando, o enredo é ótimo e viciante, me lembrou jogos vorazes, só que pior, tem como?



O livro é cheio de mistério e é isso que move o livro, é o mistério que te faz seguir adiante com um final para lá de surpreendente, Blackbird terminou pedindo mais e claro que já estou com o segundo volume.



Beijos





17 comentários

  1. Black Bird tem mesmo uma capa maravilhosa, ver que a edição consegue ser ainda mais bonita do que eu esperava me faz querer ter esse livro na estante, ainda mais por ser recheado de mistério e quem me conhece sabe que amo mistérios quando bem construídos.
    A narrativa é mesmo bem inusitada, é raro encontrar livros do tipo, mas creio que a intenção era fazer o leitor se ver na protagonista, viver a aventura presente na história. Isso pode não funcionar com todo mundo, mas é algo bem interessante.
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Já quero! Desde o lançamento já tinha ficado com vontade de ler essa historia, primeiro que a diagramação é linda e segundo que a trama É MUITO, mas MUITO boa, ja esta na lista ♥

    ResponderExcluir
  3. Oi Mila! Eu curto muito os livros da autora e este foi adrenalina pura, estou aqui ansiosa para conferir o próximo, já que o final deste foi uma grande surpresa.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  4. Eu gostei do livro por justamente ser em segunda pessoa. Nunca tinha lido nenhum livro assim e isso me surpreendeu bastante. Gostei dos mistérios, de aos poucos ir desvendando eles e ir descobrindo tudo. Não vejo a hora de ler a continuação.
    Beijos.
    http://recolhendopalavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Mila!
    Lembrei da série Blindsplot é bem parecida...
    E fiquei bem interessada porque parece um livro carregado de mistério.
    “Saber interpor-se constantemente entre si próprio e as coisas é o mais alto grau de sabedoria e prudência.” (Fernando Pessoa)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Top Comentarista fevereiro, 4 livros e 3 ganhadores, participe!

    ResponderExcluir
  6. Amigaaaaaaaa que enredo maravilhoso! Sério, esse é aquele tipo de livro, que eu não conseguiria parar de ler. Eu amei a capa e a sua resenha e adoraria conhecer melhor essa história.
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Realmente linda capa.
    Ainda não li esse livro, e faz bastante tempo que ele estar na minha lista de leitura, ouvir e li maravilhas sobre ele, o que me chamou muita atenção alem da capa, foi a sinopse, espero em breve poder desfrutar dessa leitura.

    ResponderExcluir
  8. Vendo a resenha deu até vontade de conferir pra saber melhor. Mas não sei se leria agora, ainda me deixa relutante conferir. Gostei da comparação com Jogos Vorazes, isso chamou atenção. Pior? Senhor, tem como?! xD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem como sim Cristiane, pelo menos eu achei, se ler, depois me fala!!

      Excluir
  9. A capa desse livro e de chamar a atenção não só pela cor, mas também pelo simbolo desenhado na capa, quando vi esse livro nos lançamentos da editora não me interessei muito, e mesmo não gostando muito de mistério, a trama do livro me chamou muito atenção por parecer ser muito envolvente.

    ResponderExcluir
  10. livros com mistério são os que mais prendem a atenção do leitor, eu mesmo estou bem curiosa para ler esse livro, além dessa capa maravilhosa, edição bem trabalhada essa.

    ResponderExcluir
  11. Realmente a diagramação desse livro está ótima, não conhecia mas lendo um pouco mais sobre a história fiquei interessada, adicionei Black Bird em minha lista de leituras e espero poder lê-lo em breve.

    ResponderExcluir
  12. Conheci este livro no encontro com a editora e fiquei morrendo de vontade de ler. Desde então tenho procurado resenhas dele e ficado ainda mais interessada.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  13. Gente, até que fim li uma resenha desse livro \o/ Quero muito lê-lo, adoro histórias com mistério e com uma narração cativante que te conquista a certo ponto. A premissa também é muito interessante, nunca li nada da autora, mas quero fazer isso o quanto antes. Abraços, a resenha está ótima.

    ResponderExcluir
  14. A premissa me lembrou demais o seriado Blindspot, mas essa narrativa em 2a pessoa me deixou confusa... não sei se conseguiria ler algo do tipo.
    Achei lindíssima a edição com este rosa, e olha que odeio rosa, mas esse detalhe na folhas quando vistas lateralmente, me ganhou.

    ResponderExcluir
  15. Oi!
    Já tinha visto esse livro mas é a primeira resenha que leio dele e gostei bastante da historia, esse mistério todo me deixou bem curiosa e mesmo quase nunca lendo em segunda pessoa e achando estranho pelo trecho, quero muito ler essa história !

    ResponderExcluir
  16. Todas as resenhas que li as pessoas pontuam a narrativa, fiquei curiosa pra ler.
    Beijos

    ResponderExcluir

Ola!
Agradeço pelo comentário!
Beijinhos Carinhosos!