Resenha Mar da Tranquilidade

em 29 de janeiro de 2016




Nastya Kashnikov foi privada daquilo que mais amava e perdeu sua voz e a própria identidade. Agora, dois anos e meio depois, ela se muda para outra cidade, determinada a manter seu passado em segredo e a não deixar ninguém se aproximar. Mas seus planos vão por água abaixo quando encontra um garoto que parece tão antissocial quanto ela. É como se Josh Bennett tivesse um campo de força ao seu redor. Ninguém se aproxima dele, e isso faz com que Nastya fique intrigada, inexplicavelmente atraída por ele.

A história de Josh não é segredo para ninguém. Todas as pessoas que ele amou foram arrancadas prematuramente de sua vida. Agora, aos 17 anos, não restou ninguém. Quando o seu nome é sinônimo de morte, é natural que todos o deixem em paz. Todos menos seu melhor amigo e Nastya, que aos poucos vai se introduzindo em todos os aspectos de sua vida.

À medida que a inegável atração entre os dois fica mais forte, Josh começa a questionar se algum dia descobrirá os segredos que Nastya esconde – ou se é isso mesmo que ele quer.

Eleito um dos melhores livros de 2013 pelo School Library Journal, Mar da Tranquilidade é uma história rica e intensa, construída de forma magistral. Seus personagens parecem saltar do papel e, assim como na vida, ninguém é o que aparenta à primeira vista. Um livro bonito e poético sobre companheirismo, amizade e o milagre das segundas chances.









Mar da Tranquilidade
Katja Millay

ISBN-13: 9788580413250
ISBN-10: 8580413257
Ano: 2014 / Páginas: 368
Idioma: português 
Editora: Arqueiro

Comecei a ler este livro sem muita pretensão, desde o seu lançamento que queria ler, não li muitas resenhas, mas o pouco que li me chamou atenção.

Mar da Tranquilidade é um livro misterioso e é esse mistério que embala a leitura, é o que te faz seguir em frente em busca de mais, cada vez mais, é viciante e o livro me ganhou logo nos primeiros capítulos. Foi uma leitura diferente, imagina ler um livro em que a protagonista não fala? Foram os pensamentos mais intensos e misteriosos que já li.

Nastya não fala, suas roupas são vulgares, sua maquiagem causa impacto, sua única intenção é afastar as pessoas, até sua própria família, ela quer começar de novo e por isso se muda para casa da tia Margo, com isso ela terá uma nova escola e se arma de todos os seus artifícios para afastar qualquer um que queira se aproximar, roupas coladas, salto agulha e maquiagem pesada, juntando tudo isso ao fato de Nastya não falar.


"– Vamos por eliminação. Você deve ser... – Ela faz uma pausa, seu sorriso hesita só um pouquinho e eu sei que a ficha caiu, pois ela torna a me olhar e diz: – Mil desculpas. Você deve ser Nastya.Desta vez eu faço que sim com a cabeça.
– Você não fala."


Também conhecemos Josh, o cara que tem um campo de força ao seu redor, um cara reservado e que foi se afastando de todos aos poucos, tem uma história triste, mas que ninguém comenta muito, mora sozinho e perdeu sua família aos poucos até que não restou ninguém, com isso ele se afasta, está cansado de escutar sempre as mesmas coisas.



Nastya fica curiosa em como Josh consegue ficar isolado de todos, e como a menina não fala, tudo que ela sabe é o que ela escuta dos outros e as pessoas não falam muito de Josh Bennett. Aos poucos os dois vão se aproximando, gerando um certo vínculo sem mesmo perceber.


"Meus pais me puseram para fazer terapia antes mesmo de eu sair do hospital, o que é a medida recomendada quando o diabo coloca as mãos na sua filha de 15 anos e o além a cospe de volta à vida."


Outro ponto positivo são os personagens, todos muito bem construídos, cada um com sua peculiaridade, com sua personalidade seja complexa ou não. Quem mais me chamou atenção foi o Drew, mas não posso esquecer de Clay que desenha maravilhosamente bem, sendo capaz de ver Nastya como ela é, sem aquele peso todos de suas maquiagens e roupas, Clay enxerga Nastya como ela era antes de tudo mudar e isso toca o leitor.

Eu adoraria ler um livro sobre Drew ou até mesmo o Clay, são tão complexos e apaixonantes ao mesmo tampo.

Quanto a Edição, é linda e simples, a narrativa é intercalada entre Josh e Nastya, cada capítulo conta com o nome de quem está narrando naquele momento, sendo que nem sempre um capítulo é narrado apenas por Nastya ou pelo Josh, é intenso e bem construído, envolve o leitor em toda sua trama, nada é previsível neste livro, é cheio de mistério e este mistério é desvendado gradativamente. Não encontrei nenhum erro durante a leitura, o tamanho da letra é confortável, páginas amarelas e a capa combina perfeitamente com o livro.






Resumindo, Mar da Tranquilidade é um livro emocionante, é uma história linda que conquista o leitor, fiquei encantada e saudosa por mais, agora é esperar novos lançamentos de Katja Millay, autora que conquistou meu coração.



"Muitas coisas podem nos destruir se não há nada para manter nossos pés no chão. "


Beijos



15 comentários

  1. Mar de Tranquilidade é um livro que anda me chamando muito a atenção nos últimos tempos, pois até agora todas as resenhas que vi do livro foram incrivelmente positivas, dizendo o quanto a trama e os personagens conquistam e emocionam o leitor.
    Gosto de personagens bem construídos, todo leitor gosta, apesar de eu ter uma queda maior por personagens complexos. Acho que os elogios aos personagens são um dos pontos mais fortes que me fazem querer dar uma chance ao livro, além do mistério que cerca os personagens.
    Não tenho previsão de quando lerei Mar de Tranquilidade, mas espero que seja ainda esse ano. Adorei a resenha.
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Amei a resenha, você descreve o livro maravilhosamente bem.
    Meu Deus que capa é essa? muito linda.
    Faz tempo que estou namorando ele esse livro, mas ainda não tive a oportunidade de compra-lo.
    Pelo que eu li da sinopse e da resenha, ele livro promete muitas emoções, estou ansiosa para começar essa leitura, com certeza.

    ResponderExcluir
  3. Eu amei a capa do livro e adorei o enredo amiga. É um livro que eu gostaria de ler sim!
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Camila, essa é uma das suas resenhas que mais me cativou neste pouco tempo que estou no Blog. Mar da Tranquilidade me atrai muito por sua capa e sua sinopse não fica para trás. Entretanto, quando o assunto é sua história, eu desabo, me apaixonei por esta história de sofrimento e superação. As tragédias de Josh e Nastya me deixaram angustiado e louco para descobrir um pouco mais. Quero ler!

    ResponderExcluir
  5. Mar da tranquilidade foi o primeiro livro que li esse ano, comecei as leituras de 2016 com chave de ouro, foi o primeiro livro que li da autora e gostei bastante.
    Drew e Clay foram personagens secundários que foram bem importantes no livro.

    ResponderExcluir
  6. Afeiçoei-me por Mar de Tranquilidade de uma forma arrebatadora, nunca passou por minha cabeça que a proposta deste livro seria tão excêntrico, uma personagem muda com a união de um personagem ultra-reservado. Me apaixonei pela proposta do livro e pelo desenvolver da narrativa, a forma como cada um encontra o seu espaço no próximo é linda.

    ResponderExcluir
  7. Esse livro é aquele que já é uma graça só pela capa... muito fofa *______*
    Só pela sinopse não o leria - ando meio cansada do dramalhão todo desse povo adolescente -, mas, pela resenha leria.
    Detalhes são sempre o que me fazem mudar de ideia e na resenha houve muitos.

    ResponderExcluir
  8. Eu não esperava que este livro trouxesse um enredo tão profundo. Pelo nome do livro achei que fosse ser uma leitura mais leve, mas os conflitos na vida dos personagens parecem ser bem fortes, bem angustiantes pra nós leitores. Fiquei muito curiosa a respeito do livro, pra saber tudo o que aconteceu com eles e como eles superaram juntos.
    Quero ter oportunidade de ler e tirar minhas conclusões sobre a história.

    ResponderExcluir
  9. Concordo, eu li e adorei, uma emocionante história que vale a pena ler e recomendar aos amigos.

    ResponderExcluir
  10. Oi!
    Estou com esse livro para ler mas acabou que não li lendo a resenha fiquei muito curiosa para ler essa historia parece apaixonante e adorei os personagens parece que cada nos conquista de uma maneira diferente !!

    ResponderExcluir
  11. Olha o bendito que estou louca pra ler! A trama dele é muito boa pelo jeito mesmo e dá vontade de conferir pra ontem. Personagens, história envolvente...precisando conferir. E vou tentar ler nesse mês que vem porque de novo fiquei animada com resenha dele xD
    Tem jeitinho de ser apaixonante e muito fácil de ler. E se for viciante mesmo....ahh, vou devorar!

    ResponderExcluir
  12. Este livro desde que ouvi falar dele no lançamento está na minha lista de desejados. Agora com a sua resenha que está bem legal e rica em detalhes que nos fazem querer pular algumas leituras e ler ele logo, acho que vou fazer isso rsrs. Gosto de histórias assim com um pouquinho de mistério.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Tenho vontade de ler esse livro há muito tempo, mas ainda não tive oportunidade de pegá-lo.
    Muito bom saber que os personagens são bem construídos porque sinceramente ninguém merece né?
    Também acho essa capa linda!

    ResponderExcluir
  14. Oi Camila, tive o prazer de ler este livro no ano passado e também fiquei encantada com a qualidade do enredo. Muito bom mesmo, fora que a capa é linda...
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  15. Eu estou aqui com este livro para ler e acabei deixando ele para ler depois. Na verdade essa premissa de amor curar a dor é algo que não me atrai muito e eu não sabia do que se tratava o livro quando o solicitei. Contudo a história parece ser forte e boa, estou curiosa e penso que em breve o lerei.

    ResponderExcluir

Ola!
Agradeço pelo comentário!
Beijinhos Carinhosos!