Estamos de Férias!!

em 29 de dezembro de 2015


Ola meus amores, tudo bem? 


Vou viajar e por isso o blog irá entrar de férias, resultado do Top Comentarista só em 2016, são apenas alguns dias, boas leituras e até 2016!!







PS: Está postagem não vale para o Top Comentarista de Dezembro..



Beijos






Resenha: O Amante Japonês - Isabel Allende

em 28 de dezembro de 2015





Uma paixão secreta que perdurou por quase setenta anos

Em 1939, ano da ocupação da Polônia pelos nazistas, Alma Mendel, de oito anos, é enviada pelos pais para viver em segurança com os tios em São Francisco. Lá, ela conhece Ichimei Fukuda, filho do jardineiro japonês da família. Despercebido por todos ao redor, um caso de amor começa a florescer. Depois do ataque a Pearl Harbor, no entanto, os dois são cruelmente separados. Décadas depois, presentes e cartas misteriosos são descobertos trazendo à tona uma paixão secreta que perdurou por quase setenta anos. Varrendo através do tempo e abrangendo diferentes gerações e continentes, O amante japonês explora questões de identidade, abandono, redenção, e o impacto incognoscível do destino em nossas vidas.








Título Original: El amante japonés
Tradutor: Joana Angélica D’Avila Melo
Gênero: Romance estrangeiro
Páginas: 294
Editora: Bertrand Brasil


Já considero a capa de livro mais bonita dos livros da escritora chilena Isabel Allende lançados no Brasil, isso instiga a leitura, porém achei que teria bem mais romance em sua história e isso não é uma crítica negativa, considero super positivo isso.


A história é sobre Alma, uma senhora idosa que contrata Irina como sua assistente, e durante muitas de suas conversas, relembra as suas memórias desde a infância através de cartas encontradas no sótão, cartas trocadas entre Alma e um antigo amigo de infância, Ichimei, que provavelmente seria seu amor que pode agora ter retornado.


Mil vezes como se a ouvisse pela primeira vez, aquelas histórias que os anciões repetiam para adaptar o passado e criar uma imagem aceitável de si mesmos, apagando seus remorsos e exaltado suas virtudes, reais ou inventadas.


Durante suas boas recordações também estão suas lembranças da Segunda Guerra Mundial, quando a família de Ichimei foi presa e forçada a viver em campos de concentração nos EUA devido ao ataque sofrido em Pearl Harbor pelos japoneses, dali em diante todos os nativos do Japão eram tratados como cúmplices, vistos como inimigos. Esta é uma parte interessante da história que eu desconhecia, assisti a um filme chamado Império do Sol, do aclamado diretor Steven Spielberg que conta sobre isso, mas nunca havia lido nada parecido. Sobre a Segunda Guerra a maioria é somente sobre os judeus.


Adorei a parte histórica, muito bem detalhada, a escrita é deliciosa, o livro flui muito bem e não é cansativo, a cada final de capítulo eu ansiava pelo próximo.


Não é um livro com romance delicado e meloso, a autora foca na parte histórica e construção de seus personagens, primeiro livro que leio de Isabel Allende e já virei fã, tenho outros aqui que pretendo ler urgentemente.


- Há muita gente boa, Irina, mas é discreta. Os maus, em contra-posição, fazem muito ruído, por isso são mais notados.


Dá um orgulho muito grande termos na América Latina, escritores com o cacife de Allende, que tem muito a escrever ainda, seus livros ganharam inúmeros prêmios, e juntamente com Gabriel Garcia Marquez, Eduardo Galeano, Pablo Neruda, Mario Vargas Llosa entre muitos outros, compõe grande parte da literatura latina que aprecio.


Recomendo a leitura principalmente a quem gosta de romances históricos, mas acredito que leitores jovens e maduros que curtem uma boa história gostarão também!


Até a próxima,





Resenha: Fernão Capelo Gaivota - Richard Bach

em 26 de dezembro de 2015





O clássico de Richard Bach, Fernão Capelo Gaivota, ganhou roupa nova. A Editora Record incorporou o único título do autor que faltava à sua coleção e vai dar um novo e especial tratamento gráfico ao livro. Fernão Capelo Gaivota conquistou fãs em todo mundo e transformou Richard Bach numa espécie de guru para milhares de pessoas. O segredo de tanto sucesso é simples: o livro é uma alegoria sobre a importância de se buscar propósitos mais nobres para a vida. O autor usa uma gaivota como personagem principal. Um pássaro que, diferente dos outros de sua espécie, não se preocupa apenas em conseguir comida. Este está preocupado com a beleza de seu próprio vôo, em aperfeiçoar sua técnica e executar o mais belo dos vôos. Uma metáfora sobre acreditar nos próprios sonhos e buscar o que se quer, mesmo quando tudo parece conspirar contra isso. Os trabalhos visionários de Richard Bach estabeleceram uma nova perspectiva na divisão tradicional de mente, matéria e espírito, despertando inúmeros indivíduos para a alegria que existe em nós mesmos - no mundo e no que quer que se esconda além disso tudo. Fernão Capelo Gaivota é um convite a descobrir este universo de possibilidades incríveis. Um livro para as pessoas que inventaram as suas próprias leis quando sabem ter razão, que acreditam na justiça e num mundo melhor. Para os que gostam de ver as coisas bem feitas pelo simples prazer de fazer o correto. Uma oferta de Richard Bach aos que crêem que a vida é mais do que os olhos conseguem enxergar. Um convite para um vôo além dos limites do tempo e espaço. Pai de seis filhos, ex-professor de filosofia de vôo na Embry-Riddle Aeronautical University e expert em disputas de xadrez ao computador, Richard Bach enveredou pela prática jornalística ao lançar um jornal sobre aviação. Das notas de sua coluna saíram os fragmentos para o livro Ilusões, outro famoso best-seller. Sua experiência na literatura infantil também foi marcante - Longe é um lugar que não existe, publicado no ano de 1979, freqüentou as listas de mais vendidos do mundo inteiro. No Brasil, foram publicados O Dom de voar, Fugindo do ninho, Ilusões, Longe é um lugar que não existe, O paraíso é uma questão pessoal, A ponte para o sempre, Um e Fora de mim.








Fernão Capelo Gaivota
Autor: Richard Bach
Tradução: Ruy Jungmann
Parte 4 Traduzida por: Márcia Alves
Gênero: Romance estrangeiro
Páginas: 84
Editora: Record


Há muito tempo li este livro, e quando o Grupo Editorial Record enviou para resenha aqui no blog, nem titubeei, li novamente com maior prazer do mundo.


Este é um livro no estilo de A Cabana, O Pequeno Príncipe e O Alquimista, ou seja, livro cheio de metáforas e reflexões sobre a vida. Uma leitura que agrega valores, na época em que li, era adolescente e ele me ajudou a pensar no futuro, acrescentando muita positividade em minha vida, até assisti ao filme homônimo, tão belo quanto o livro.


“Para as pessoas que inventaram as suas próprias leis quando sabem ter razão;Para as que têm um prazer especial em fazer coisas bem feitas, nem que seja só para elas;Para as que sabem que a vida é algo mais do que aquilo que nossos olhos vêemFernão Capelo Gaivota é uma história com sentido.Para todas as outras, ela será na mesma uma aventura sobre a liberdade e o vôo para além dos limites provisórios.”


A história é sobre uma gaivota, o Fernão, que descobre o prazer da liberdade, ele poderia ser mais um no seu bando, porém queria ser diferente, fazer a diferença.


Cheio de frases filosóficas e poéticas, este é um grande clássico da literatura mundial, a editora nos presenteia com uma edição linda em capa dura e a quarta parte, inédita.


Cada pessoa que ler esta história dependerá de seu estado de espírito para que tenha sua mensagem final sobre ele. Li quando era bem jovem e hoje mais de vinte anos depois, confesso que esta leitura flui diferente, vejo as mensagens de maneira mais madura.


Contém mensagens de superação e perseverança, ainda muito útil para os dias turbulentos de hoje em dia.


Recomendo a todos, e nesta época de festividades tem um sabor mais que especial, podemos presentear as pessoas queridas com esta grande obra!




O filme, vocês encontram dublado no Youtube:






Espero que tenham gostado da dica,






Feliz Natal!

em 25 de dezembro de 2015
















Então é Natal, rs, e por isso quero desejar feliz natal para todos! Muitas leituras, realizações, paz e amor!!

















Boas Festas!








Resenha As Idades de Lulu

em 24 de dezembro de 2015


Ainda mergulhada em medos oriundos de uma infância desprovida de afeto, Lulu, uma jovem de quinze anos, é seduzida por Pablo, amigo de seu irmão mais velho, que sempre nutriu por ela um fascínio secreto. Após uma primeira experiência, Lulu aceita o desafio de prolongar indefinidamente, em seu relacionamento, a iniciação sexual através de peculiares preliminares e submissão. Mas o encanto de viver em um mundo tão ilusório, de repente, se quebra, quando Lulu, aos trinta anos, adentra, desamparada e febrilmente, o inferno dos desejos proibidos.

Apontado por toda uma geração de leitores como uma crônica sentimental e passional do seu tempo, As Idades de Lulu revelou ao mundo o talento de Almudena Grandes. Nesta, que é a edição definitiva da obra, o texto foi inteiramente revisto pela autora, que também acrescenta um prólogo no qual recorda sua importância para a literatura espanhola contemporânea.







As Idades de Lulu
Almudena Grandes


ISBN-13: 9788528617467
ISBN-10: 8528617467
Ano: 2015 / Páginas: 252
Idioma: português
Editora: Bertrand Brasil



 Este foi um livro diferente de tudo que já li, não sou muito de ler eróticos, o motivo pode ser este, mas ainda não sei se gostei ou se não gostei.

 "- Muito. Ficaria muito feliz se tivesse uma filha como você.- Ouça, Pablo... - Suas palavras, e seus olhos, me convenceram de que eu tivera êxito. Agora ele já sabia, sabia até que ponto eu podia chegar a ser indecente, e certamente também sabia mais algumas coisas, mas ainda não era o bastante, tinha que ir até o fim. - Estou começando a sentir falta de alguma coisa. Não é que não tenha gostado do seu presente, mas, enfim..."




A autora espanhola Almudena Grandes tem uma narrativa ótima, mas as primeiras páginas não me impressionaram muito, demorei a entrar no espírito do livro, talvez algumas partes tenham me assustado, outras nem tanto, outras até senti uma aversão. Mas apesar de tudo, eu gostei do livro, conhecer Lulu e Pablo foi um tanto quanto diferente.


Lulu que aos quinze anos deixa aflorar sua sexualidade com o amigo do irmão, Pablo. Após esta primeira experiência Lulu acaba por aceitar ter novas e cada vez mais experiências, uma iniciação sexual excêntrica cheia de preliminares e submissões, amizades com travestis, incesto, homossexualidade, masturbação, sadomasoquismo, perversão é o que se encontra aqui e muito bem retratado, não vai agradar a todos, mas sem dúvida foi uma experiência diferente ler este livro.


Este livro me recordou 100 Escovadas Antes de Ir Para a Cama - Melissa Panarello, livro que tentei ler mas infelizmente ficou só no tentar mesmo.


"- Lulu...- Hummm... - Eu não tinha vontade de falar.- Quero sodomizar você."



Beijos




Trechos de Quarta #Teaser

em 23 de dezembro de 2015



Trechos de Quarta (Teaser Wednesday) #134

Qualquer um pode jogar, basta fazer o seguinte,
Pegue sua atual leitura
Escolha seu “trecho” preferido,
Compartilhe um “trecho” do livro
Compartilhe o título e o autor também...




Obsidian /// Livro 01
Saga Lux # 01
Jennifer L. Armentrout





"- Vou ficar aqui sentado noite e dia. Vou acampar na sua varanda. E não vou sair. A gente tem a semana toda, gatinha. Ou terminamos com isso amanhã e você se livra de mim, ou eu vou ficar aqui até você concordar em ir comigo. Você não vai poder nem sair de casa.Olhei para ele, boquiaberta.- Você não está falando sério.- Ah, estou, sim."





Beijos


Resenha Animais Fantásticos & Onde Habitam

em 22 de dezembro de 2015



A acromântula é uma aranha monstruosa de oito olhos e dotada de fala humana, foi desenvolvida pelos bruxos para guardar suas casas ou tesouros... O basilisco, também chamado de rei das cobras, é verde-vivo e pode alcançar até quinze metros de comprimento. Sua criação foi declarada ilegal, desde a época medieval. O dragão é o animal mais mágico do mundo; seu couro, sangue, coração, fígado e chifre têm grandes propriedades ilusionistas.

Estas breves descrições são apenas uma amostra do que o leitor pode encontrar em Animais fantásticos & onde habitam , de J. K. Rowling, escrito sob o pseudônimo de Newt Scamander, e com prefácio do sábio Alvo Dumbledore. Ao livro, adotado pelos professores da Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts e considerado uma obra-prima, atribui-se a responsabilidade pelo bons resultados dos alunos nos exames de Trato das Criaturas Mágicas. E a obra não é recomendada só para estudantes. "Nenhuma casa bruxa está completa se não possuir um exemplar." Trata-se de um guia com mais de 80 espécies de animais e seus respectivos hábitos, costumes e origem.

Este exemplar lançado no mundo dos trouxas (não-bruxos) é uma duplicata do Animais fantásticos & onde habitam de Harry Potter, editado, inclusive, com notas informativas que ele e seus amigos fizeram à margem das páginas. Segundo Scamander, Animais... já está em sua 52ª edição e esclarece, entre outras dúvidas, o significado de animal para a comunidade mágica; fornece sua classificação; a percepção dos trouxas sobre esses seres; ensina como e por que mantê-los ocultos em hábitats seguros, desobediência esta que incorre em multa; e faz um histórico das normas impostas pelo Departamento para Regulamentação e Controle das Criaturas Mágicas do Ministério da Magia, ao longo dos séculos, para preservar as feras fantásticas e assegurar aos bruxos o prazer de apreciar seus poderes e beleza.

A escritora escocesa J. K. Rowling cedeu todos os direitos de publicação desta obra para a Comic Relief, uma organização humanitária criada por comediantes britânicos para ajudar crianças carentes. Eles usam o riso para combater a pobreza, a injustiça e a calamidade.

Por exigência da autora, os nomes dos animais foram mantidos na Língua Inglesa, com a tradução entre parênteses. 

Fantasia / Infantojuvenil









Animais Fantásticos e Onde Habitam
J. K. Rowling - 2001 / 64 páginas - Rocco


"A visão à noite de uma árvore cheia de pústulas brilhantes, embora decorativa, atraía muitos trouxas querendo saber por que seus vizinhos continuavam a acender os enfeites de Natal em junho."


Animais Fantásticos & Onde Habitam não é um livro comum, é como se fosse um livro didático, só que não para nós, humildes leitores, este é um livro para os bruxinhos lindos que nos encantaram desde os lançamentos dos livros de Harry Potter. É um livro extra por assim dizer, um livro que nunca tinha tido interesse em ler e este interesse no momento só se deu por causa do lançamento do filme, claro que depois de ver o trailer eu corri para ler e me encantei profundamente.


Quase como um catálogo, neste livro encontramos 72 espécimes e em cada uma há uma explicação de sua origem, sua característica e a classificação, se é perigoso, ou até mesmo inofensivo..


"Resta apenas responder à pergunta para a qual todos nós, no íntimo, sabemos a resposta: por que continuamos, coletiva e individualmente, tentando proteger e ocultar os animais mágicos, mesmo os que são selvagens e indomáveis? A resposta é transparente: para assegurar às gerações futuras de bruxas e bruxos o prazer de apreciar seus poderes e sua estranha beleza, como temos tido o privilégio de fazer até hoje."


Alguns animais:


Sobre o Clabbert (Claberto)

Criatura arbórea, que lembra uma cruza de mico com sapo.

"Sua característica mais marcante é uma enorme pústula no meio da testa que fica vermelha e faísca quando o bicho percebe um perigo. No passado, os bruxos americanos mantinham clabertos em seus jardins para dar sinal antecipado da aproximação de trouxas, mas a Confederação Internacional dos Bruxos criou multas que reduziram muito tal prática. A visão à noite de uma árvore cheia de pústulas brilhantes, embora decorativa, atraía muitos trouxas querendo saber por que seus vizinhos continuavam a acender os enfeites de Natal em junho."


Sobre os Erumpentes

Animal africano, cinzento, de grande porte e força, pode ser confundido com um rinoceronte, com chifre afiado sobre o nariz e um grande rabo que lembra uma corda, seu chifre pode perfurar qualquer coisa e contém uma secreção fluida que faz a coisa ou pessoa injetada explodir.


"O número de erumpentes não é grande porque os machos causam a explosão uns dos outros durante a temporada de acasalamento."


Sobre o Hipogrifo


É nativo da Europa, tem a cabeça de uma enorme águia e o corpo de cavalo. Pode ser domesticado, embora isso só deva ser tentado por peritos.

Então aparece um comentário de Rony, "Será que Hagrid leu este livro?"

Além de se encantar em conhecer um pouco mais sobre cada um dos animais, ainda contamos com alguns comentários de Rony, o que dá uma dinâmica ao livro, é engraçado.

Ler este livro só dá mais vontade de revisitar todo o mundo de Harry Potter.

Eu apenas senti falta de uma coisa, gravuras com as imagens de cada animal seria fantástico!!

Indico para os fãs de Harry Potter!


Beijos



Dicas de livros para o Natal!

em 21 de dezembro de 2015


O Natal é minha época preferida do ano, em que coloco minhas leituras em dia, uso o tempo livre para refletir sobre o ano que passou, e no que posso melhorar no próximo.




Uma época em que todos estão contentes, com sentimentos de gratidão e como sempre trabalhei muito nesses dias, não costumo viajar, eu aprecio cada minuto em contato com as pessoas.


Faço aquela faxina esperta de fim de ano, e no blog dou dicas de livros para que os leitores apreciem nesta época mágica!



Vamos as dicas:



Feliz Natal, Alex Cross - James Patterson

É véspera de Natal, tempo de paz e fraternidade. Infelizmente nem todos pensam assim. Após deter um ladrão que estava roubando a caixa de doações da igreja, tudo o que Alex Cross quer é ter uma noite feliz com sua família. Mas, para tristeza de seus filhos, de Bree e de Nana Mama, o detetive será convocado para solucionar não apenas um, mas dois casos no feriado. Numa bela mansão, uma família é mantida refém. Alex atravessa a cidade rumo a uma das regiões mais nobres de Washington. Henry Fowler, um famoso advogado que viu sua vida e sua carreira serem arruinadas, ameaça matar os filhos, a ex-mulher e seu novo marido. Psicótico e viciado em metanfetamina, Fowler precisa ser detido. Mas a pergunta que não sai da mente do psicólogo que habita em Cross é: o que faria alguém tão bem-sucedido afundar dessa maneira? Envenenamento e terror na estação de trem. Convocado às pressas pelo FBI, Cross terá que capturar uma antiga inimiga: a terrorista Hala Al Dossari, que foi reconhecida por uma das câmeras da Union Station. Em pouco tempo acontecem mortes e explosões. Mas será esse ataque seu único objetivo? Ou tudo fará parte de um plano maior, capaz de gerar uma catástrofe nacional?



 A Pequena Vendedora de Fósforos - Hans Christian Andersen

Eu assisto este pequeno conto todos os anos nesta época, desde criança, acho tão lindo, não sabia que era desse autor!

A pequena vendedora de fósforos é um conto clássico de Hans Christian Andersen, que permanece atual. Neste livro, você vai se emocionar com a trajetória desta garotinha e as surpresas que a noite de Natal lhe reservou. Conheça também a história do Baile das Doze princesas e o mistério que o rei não conseguia desvendar. E por fim, saiba porque a madrasta de Vassilissa, a formosa a mandou buscar fogo na casa da bruxa, no meio da floresta.



Dom de Natal - Nora Roberts

De volta, no Natal

Após 10 anos longe de sua cidade, o jornalista Jason Law retorna para New Hampshire sob a égide do filho pródigo.

Ele agora pensa em somente uma coisa: reencontrar Faith Kirkpatrick, seu primeiro amor, e sua primeira decepção na

vida... Mas talvez ela não tenha mais tempo para Jason... A não ser que, inspirada pelo espírito natalino, crie coragem para tornar realidade seu maior desejo...


Nosso pedido de Natal

Os gêmeos idênticos Zeke e Zach tinham somente um pedido para Papai Noel: uma nova mãe! Ao conhecerem a srta. Dayse, a nova professora de música, mal podiam acreditar em tamanha sorte. Por outro lado, convencer o pai deles, Mac Taylor, poderia ser muito mais difícil do que imaginavam. Será que Zeke e Zach ganhariam o presente que tanto queriam?




Mistério de Natal - Jostein Gaarder

Jostein Gaarder escreve "literatura de conhecimento": não importa o tema, seus livros sempre trazem personagens que buscam um saber. Mistério de Natal não foge à regra: à parte encantar pelas muitas qualidades propriamente literárias, traça um interessantíssimo roteiro histórico do cristianismo.

Durante os 24 dias anteriores à noite de Natal, o menino Joaquim acompanha um grupo de peregrinos que voltam no tempo para chegar à cidade de Belém, onde vão homenagear um menino recém-nascido. Fazem muitas paradas, todas com um significado especial. Na cidade de Mira, por exemplo, nasceu o bispo Nicolau, o primeiro Papai Noel da história, e foi em Antióquia, na Síria, que se usou pela primeira vez a palavra cristão. Terminada a viagem, Joaquim tem o coração tomado de amor fraterno e está convencido de que o Natal é a festa de aniversário mais bonita do mundo.




Minta que me ama - Maria Duffy

O romance de Maria Duffy revela como a vida que mostramos nas redes sociais são maquiadas de acordo com a maneira que queremos ser vistos e como esses filtros podem afetar quem realmente somos. SINOPSE: Viciada em Twitter, é na internet que Jenny consegue escapar, por algumas horas, da sua vida sem graça. Entre um bate-papo e outro, ela achou que talvez fosse divertido florear um pouco na descrição do seu dia a dia. Uma mentirinha aqui, outra ali, e de repente Jenny havia assumido uma identidade que não era a sua: a Jenny do Twitter faz viagens fabulosas, tem um namorado incrível e está sempre cercada de gente interessante. Nada disso seria um problema se, depois de tomar umas taças de vinho a mais, Jenny não convidasse três desconhecidas para visitar sua casa: a fashionista londrina Zahra, a supermãe Fiona e a engajada enfermeira Kerry. É claro que elas aceitam o convite imediatamente, e agora as hóspedes vão descobrir tudo sobre a rotina desinteressante de Jenny. Depois do pânico inicial, a correria para criar o cenário perfeito acaba se revelando um grande desperdício de tempo, porque as visitantes também parecem não ser exatamente aquilo que diziam. O romance de estreia de Maria Duffy veio para nos fazer chorar de rir, mas também para pensar na imagem que queremos projetar para as outras pessoas – especialmente em se tratando de amizades virtuais. Os altos e baixos da vida nunca foram tão divertidos quanto em Minta Que Me Ama.



Uma chance para recomeçar - Lisa Kleypas

UMA GAROTINHA QUE PRECISA DE UMA FAMÍLIA.


Em uma noite chuvosa, a pequena Holly perdeu a única pessoa que tinha no mundo: sua mãe.




UM HOMEM QUE PRECISA DE UMA ESPOSA.

A última coisa que Mark Nolan deseja é uma menina de seis anos morando em sua casa. Mas ele logo admite que vai fazer tudo o que puder para reconstruir a vida dela. O testamento de sua irmã lhe fornece as instruções: Você não tem escolha. Comece por amá-la. O resto virá por si.




ÀS VEZES, TEM QUE HAVER UM POUCO DE MÁGICA...

Maggie Collins não se atreve a acreditar no amor depois de perder o homem com quem estava casada havia um ano. Mas ela acredita na magia da imaginação. Proprietária de uma loja de brinquedos, Maggie vive do que ama. E, quando conhece Holly Nolan, o que ela vê é uma garotinha necessitando desesperadamente

de um pouco de mágica.



... PARA TRANSFORMAR OS SONHOS EM REALIDADE.

Três vidas solitárias. Três sonhos que se cruzam. Três pessoas que estão prestes a descobrir que o Natal é a época em que tudo é possível, quando os desejos dão um jeito de encontrar o caminho para casa.




Noite de Reis - Willian Shakespeare

O título original desta peça, Twelfth Night, refere-se à décima segunda noite depois do Natal; é a noite de 6 de janeiro, Dia de Reis. Na tradição britânica, o Dia de Reis encerra o ciclo de festejos natalinos, e o costume diz que patrões presenteiam empregados, você presenteia o carteiro que lhe traz a correspondência, etc. E divertir-se era a ordem do dia em tempos elizabetanos.


Nesta peça, um grupo arma uma cilada para fazer de bobo Malvólio, personagem que não sabe se divertir e muito menos aceitar a diversão dos outros. Uma segunda personagem que não está imbuída do espírito de diversão naquele Dia de Reis é Olívia, que guarda luto severo pela perda de seu irmão – até que isso perde sua importância quando ela conhece Cesário e por ele se apaixona. Aqui entra a genialidade shakespeariana, lidando de modo magistral com questões de amores não correspondidos, afetos impossíveis, identidades falseadas, e levando a trama cômica a um final feliz de acertamentos amorosos.

Os amores acontecem e desacontecem, o ser amado a um tempo pode ser um e a outro tempo pode ser outro. Não deixa de ser uma visão cética sobre o amor, que em Noite de Reis revela-se altamente circunstancial – e na maioria das vezes romanticamente cômico, ou comicamente apaixonado.


O Presente do meu Grande Amor - Doze Histórias de Natal - Vários Autores

Se você gosta do clima de fim de ano e tudo o que ele envolve — presentes, árvores enfeitadas, luzes pisca-pisca, beijo à meia-noite —, vai se apaixonar por O' presente do meu grande amor'. Nas doze histórias escritas por alguns dos mais populares autores da atualidade, há um pouco de tudo, não importa que você comemore o Natal, o ano-novo, o Chanucá ou o solstício de inverno.



 A Lista de Natal - Richard Paul Evans

O megaempresário James Kier é rico, inescrupuloso, e tem prazer em lesar os seus parceiros de negócios em benefício próprio. Ele costuma dizer: “Se você quer fazer amigos, entre para um grupo de bate-papo. Se quiser ganhar dinheiro, entre nos negócios. Só um tolo confunde os dois”. Kier trata todo mundo ao seu redor com desprezo, e costuma higienizar as mãos com álcool gel toda vez que cumprimenta alguém. Insensível, pediu o divórcio à sua dedicada esposa de toda uma vida no mesmo dia em que ela foi diagnosticada com câncer, trocando-a por uma mulher mais jovem. Um dia, lendo o jornal, Kier fica sabendo que um homem morreu num acidente de carro na noite passada, e que esse homem, segundo o jornal, não era outro senão ele mesmo, James Kier! Para sua consternação ainda maior, ao ler os comentários no site do jornal na internet, o “falecido” descobre não apenas que ninguém, nem mesmo sua namorada ou seus amigos mais chegados, lamenta a sua morte, mas que esta, pelo contrário, trouxe alegria a muita gente.


O Homem que Inventou o Natal - Les Standiford

Tão reconfortante quanto o conto de Scrooge, esta é a história de como um escritor e seu livro renovaram a data festiva mais importante do mundo ocidental.

Pouco antes do Natal de 1843, um Charles Dickens desanimado e cheio de dívidas escreveu um pequeno livro com a esperança de acalmar seus credores. Os editores recusaram a obra e, por isso, Dickens usou o pouco dinheiro que tinha para lançar ele mesmo Um Conto de Natal, com medo que o livro representasse o fim de sua carreira como romancista.

A obra imediatamente causou sensação e insuflou nova vida a uma data que caíra em desgraça, minado pelo persistente Puritanismo e pela fria modernidade da Revolução Industrial. Era uma época dura e lúgubre, em que havia uma necessidade desesperada de renovação espiritual. Uma época pronta para abraçar um livro que espalhava bênçãos para todo mundo.

Les Standiford nos leva de volta à Inglaterra Vitoriana com afeto, inteligência e uma infusão de alegria natalina para revisitar o autor mais amado da época e acompanhar o nascimento do Natal como o que conhecemos hoje. O homem que inventou o Natal é uma leitura rica e proveitosa para Scrooges e afins.


Quem tiver mais dicas de livros para o Natal, postem nos comentários!

Obrigada a todos, boas leituras!