Resenha Ligeiramente Casados

em 18 de setembro de 2015

Ligeiramente Casados - À beira da morte, o capitão Percival Morris fez um último pedido a seu oficial superior: que ele levasse a notícia de seu falecimento a sua irmã e que a protegesse "Custe o que custar!". Quando o honrado coronel lorde Aidan Bedwyn chega ao Solar Ringwood para cumprir sua promessa, encontra uma propriedade próspera, administrada por Eve, uma jovem generosa e independente que não quer a proteção de homem nenhum.

Porém Aidan descobre que, por causa da morte prematura do irmão, Eve perderá sua fortuna e será despejada, junto com todas as pessoas que dependem dela... a menos que cumpra uma condição deixada no testamento do pai: casar-se antes do primeiro aniversário da morte dele o que acontecerá em quatro dias.

Fiel à sua promessa, o lorde propõe um casamento de conveniência para que a jovem mantenha sua herança. Após a cerimônia, ela poderá voltar para sua vida no campo e ele, para sua carreira militar.

Só que o duque de Bewcastle, irmão mais velho do coronel, descobre que Aidan se casou e exige que a nova Bedwyn seja devidamente apresentada à rainha. Então os poucos dias em que ficariam juntos se transformam em semanas, até que eles começam a imaginar como seria não estarem apenas ligeiramente casados...


Neste primeiro livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh nos apresenta à família que conhece o luxo e o poder tão bem quanto a paixão e a ousadia. São três irmãos e três irmãs que, em busca do amor, beiram o escândalo e seduzem a cada página. 





Os Bedwyns #1
Mary Balogh

Estava doida para ler este livro, ouvi tão bem sobre a série Os Bedwyns que não resisti em pedir Ligeiramente Casados, mas infelizmente não foi uma leitura ótima, foi morna, acho que minhas expectativas estavam altas demais.

Apesar das expectativas altas, eu adorei o livro e os personagens, o coronel Aidan Bedwyn nem imagina no que irá se meter quando aceita ajudar a irmã do falecido capitão Morris, Eve ao mesmo tempo tem uma personalidade marcante, uma jovem disposta a tudo para ajudar aos menos afortunados.

Ao ler este livro o leitor passa a conhecer melhor sobre como eram os dotes e a hierarquia, no caso de Eve que não se casou até a morte do seu pai, seus bens estão em seu nome até o aniversário de morte do pai e caso não se case até lá, os bens passam para o irmão, porém o irmão de Eve morreu antes de completar um ano, então toda a propriedade passa para o primo Cecil.

Com está situação complicada em mãos, Eve fica muito preocupada e não sabe o que fazer, a saída que o Coronel Aidan propõe a deixa receosa, mas não teria outra saída.

Aos poucos e imperceptível ambos começam a se envolver, a paixão, o amor e várias situações embaraçosas, Aidan se preocupa muito com Eve e é muito lindo o jeito que a trata, sempre com todo respeito e carinho.


"—Não estou certa de gostar de ver os animais enjaulados. —Disse.— Eu gostaria de libertar todos.—Os londrinos ficariam encantados com a perspectiva de se encontrar com um leão ou um tigre soltos em cada esquina— Replicou ele.— Parece-me que seu coração está a ponto de voltar a sangrar. "


Agora um ponto negativo, achei que a autora se enrolou um pouco com o desenvolvimento da história, algumas vezes achei que determinada situação foi muito mal finalizada, como alguns capítulos ou desenvolvimento do enredo.

Ao mesmo tempo adorei saber um pouco mais sobre o período de 1814, os costumes, as regras de etiqueta, principalmente saber sobre como por exemplo: Quando a família se desenvolve e tem filhos, de acordo com a ordem do nascimento, a criança já tem um futuro designado, de acordo com a ordem de nascimento, as crianças já tem uma opção de carreira a seguir, como a carreira militar, a administração da propriedade e o celibato. Amei aprender um pouco mais com este livro e livros de época sempre tem algo a ensinar ao leitor.

Recomendo para os amantes de literatura histórica, infelizmente o livro não me encantou, porém mesmo assim adorei!

Beijos






16 comentários

  1. Esse livro parece ser maravilhoso. Já li algumas resenhas e comentários sobre os livros desta autora e todos eram positivos, dizem que a autora faz de tudo para tornar os personagens mais reais. Pena que suas expectativas não foram superadas nesse, mas mesmo assim não deixou de ser uma leitura agradável.
    Gosto de histórias de época, acho elegante e esperançosa, e já adicionei em minha lista de leitura.
    Abçs Camila!!

    ResponderExcluir
  2. Oi Camila,
    Estou com esse livro aqui em casa e também tenho muitas expectativas sobre o mesmo.Gostei de ler sua resenha assim não vou com tanta fome ao pote e não me decepciono. Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa

    ResponderExcluir
  3. esse foi um dos livros que mais quis ler desde o lançamento, resgatou toda a leveza das histórias, conquistou e emocionou, amei!
    felicidadeemlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Tenho uma relação de amor e ódio com séries longas, mas o amor, invariavelmente, acaba vencendo, pois sou uma apaixonada por séries que tratam de famílias principalmente as bem contadas, onde as relações são construídas no dia a dia, pouco a pouco, nada de “te vi, te amei, te quis" e acabou a história. Ligeiramente Casados foi assim e deu pra entender perfeitamente todos os medos de ambos os personagens e o empenho de cada um pra transformar algo fadado ao fracasso em duradouro.

    ResponderExcluir
  5. Camila!
    Adoro os romances de época principalmente os ambientados no século XIX.
    A série é uma das minhas desejadas no momento.
    Adorei sua resenha.
    “Creio no riso e nas lágrimas como antídotos contra o ódio e o terror.”(Charles Chaplin)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
  6. Oi Camila,
    Adoro romances históricos, alguns são bem divertidos.
    Gostei da proposta desse =D

    bjs e tenha uma ótima semana.
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  7. Oi Mila,
    estou bem curiosa para ler este livro.
    Adorei a temática!

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi Camila, é uma pena mesmo que a autora se perdeu um pouco nesse desenvolvimento
    da trama, acho que se não fosse isso você gostaria muito mais e o livro seria uma ótima leitura.

    ResponderExcluir
  9. Oi Camila..
    Uma pena que não te encantou tanto. Eu amei este livro.
    Gostei também de conhecer os costumes da época, foi enriquecedor.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Bela história, mesmo não sendo fã desse tipo de enredo. Acho uma sacanagem o que as mulheres tinham que aceitar nesta época, deve ser por isso que eu não goste de livros nesse estilo..

    Parabens pela resenha.

    Beijinhos :*

    ResponderExcluir
  11. OI Camila, que pena que não gostou tanto assim do livro. Eu gostei muito, e também achei interessante conhecer os costumes da época, ainda mais da carreira dos filhos, pois não fazia ideia disso.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  12. Oie
    É uma pena que você não tenha gostado 100% da história.Eu amo romances de época então é bem provável que eu va gostar bastante do livro da Mary.E mesmo com alguns pontos negativos quase nunca um livro histórico me decepciona.Os personagens parecem ser bons e estou louca pra acompanhar a história dessa família.

    ResponderExcluir
  13. eu amo demais ler romances de época, já li Os Bridgertons e Os hathaways e foi uma experiencia maravilhosa, to doida pra ler Os Bedwys e Os Rothwells também.

    ResponderExcluir
  14. Pretendo ler essa série, como você também vi comentários positivos sobre essa série.
    Sua resenha está muito boa, que pena a autora ter enrolado no desenvolvimento da história, mas ainda assim o livro parece ser bom.

    ResponderExcluir
  15. O que mais gosto em romances de época é observar os costumes, a sociedade da época.
    E pelo que vejo, a autora soube mostrar bem isso. Acho que mesmo tendo esses problemas
    que você apontou eu gostaria de ler este livro da Mary. :d

    bju

    ResponderExcluir
  16. Nossa, que pena que você não gostou muito, porém, muitas pessoas adoraram, eu não li ainda, mas tenho vontade de ler este mais pra frente.

    Beijos

    ResponderExcluir

Ola!
Agradeço pelo comentário!
Beijinhos Carinhosos!