Resenha: Memórias de uma Gueixa - Arthur Golden

em 4 de agosto de 2015





Olhos cinza-azulados. Muita água em sua personalidade, é o que diz a tradição japonesa. A água que sempre encontra fendas onde se infiltrar, cujo destino não pode ser detido. Assim é Sayuri, uma das gueixas mais famosas de Gion, o principal distrito dessa arte milenar em Kioto. Com um olhar, ela é capaz de seduzir. Com uma dança, ela deixa os homens a seus pés. O que ninguém sabe é que, por trás da gueixa de sucesso, há um passado de perdas e desilusões de uma mulher que, desde o dia em que o pai a vendeu como escrava, fez cada uma de suas escolhas motivada pelo amor ao único homem que lhe estendeu a mão. Neste livro acompanhamos sua transformação enquanto ela deixa para trás a infância no vilarejo pobre e aprende a rigorosa arte de ser uma gueixa: dança e música, quimonos e maquiagens; como servir o chá de modo a revelar apenas um vislumbre da parte interna do pulso; como sobreviver num mundo onde o que conta são as aparências, onde a virgindade de uma menina é leiloada, onde o amor é considerado uma ilusão. Já idosa, vivendo nos Estados Unidos, ela narra suas memórias com a sabedoria de quem teve uma vida longa e o lirismo de quem soube encontrar nela seu lado mais doce. Neste relato único, que reúne romance, erotismo e, muitas vezes, a dura realidade, Arthur Golden desenvolve uma escrita refinada e dá voz a uma personagem instigante e humana que conquistou milhões de leitores em todo o mundo.







Memórias de uma Gueixa
Autor: Arthur Golden
448 págs
Editora: Arqueiro


Este best seller é um relançamento de junho da Editora Arqueiro, com uma capa ainda mais bela que a anterior, o livro Memórias de uma Gueixa já me encantou quando assisti o filme homônimo, que aliás recomendo a todos!

Vamos a história, no romance é contada a história real de Chiyo Sakamoto,  que conta sua vida como gueixa no Japão, nunca antes havia sido contada histórias sobre suas vidas, tanto que o livro só foi publicado após sua morte a pedido da mesma.

Ela e sua irmã mais velha, vivendo na pobreza, com sua mãe adoecida e pai não podendo sustentar-las, um dia cruza em seu caminho um homem, o Sr Tanaka, que se oferece para adotá-las, prometendo uma vida melhor do que as aguardariam se continuassem em sua aldeia natal.

Sem alternativas e pensando no melhor para as filhas, seu pai aceita a proposta não imaginando que o real destino das meninas seria viver entre as gueixas, aprendendo sua arte como futuro ofício.

Durante a leitura nos é contada a beleza da cultura japonesa com todo seu encanto e sensualidade. Para se tornar uma gueixa é necessário um trabalho árduo, muita disciplina e treinamento, a palavra significa artista, elas eram treinadas a entreter homens importantes, não eram prostitutas, como as vezes é demonstrado no cinema ou teatro, eram acompanhantes de luxo muitas vezes, sem necessariamente trocarem atividades sexuais por dinheiro. Elas eram muito elegantes, sigilosas e educadas, ser gueixa não era para qualquer uma, eram muito bem selecionadas.

Uma gueixa só mantinha relação sexual com seu danna, um homem que aceitaria sustentá-la para o resto da vida.

Esta é uma história linda, muito bem escrita, onde caminham lado a lado o doce e o amargo, o claro e o escuro, é tão poético e leve, que os dramas das meninas chegam a ser um tanto amenizados pela maneira como é contado, porém, sabemos que apesar de parecer encantador na verdade é uma história de abusos e superação, afinal são crianças tiradas de sua família e vendidas como objetos para serem escravizadas, só passam a ter maior liberdade quando conseguem ser gueixas e mesmo assim, não encontrar outra alternativa a não ser manter esse ofício até o fim.

O filme é belíssimo, produzido por ninguém menos que Steven Spielberg, com trilha sonora vencedora do Globo de Ouro,  para quem não viu ainda, encontra-se em DVDs para venda e locação.


Segue o trailer abaixo:







Até a Próxima,





15 comentários

  1. Amigaaaaaaaa amei a sua resenha e adorei a dica. (:
    A capa é maravilhosa e o enredo muito interessante eu adoraria ler! <3
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Adorei a sua resenha. Eu realmente preciso assistir Memórias de uma gueixa, ele tem várias premiações e acredito que seja uma história muito bonito. Vou adicionar na minha lista de leitura. Obrigado pela a dica.
    Beto

    blogcoisastriviais.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Nanda, não cheguei a ver o filme, mas dizem mesmo que ele é muito bonito. Acho que este meu desinteresse acabou indo para o livro também.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  4. Adorei a resenha !
    Quero muito ler esse livro , parece ser uma leitura deliciosa !
    Beijos ...

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Em primeiro lugar, adorei sua resenha, a simplicidade das palavras, está perfeita. Já pensou em escrever um livro?? kkk
    Enfim, já havia ouvido sobre Memórias de uma Gueixa, mas nunca tive a curiosidade de ler, pois nunca tinha lido uma resenha antes, e agora já me arrependo de não ter desfrutado a tempos deste mundo de uma gueixa e suas dificuldades de se tornar uma. Já me encantei pela história desde que você falou que é uma história de vida real, o que simplesmente amo.
    Bjs Nanda!!

    ResponderExcluir
  6. Oi Nanda...
    Eu li este livro faz muito tempo, na outra edição ainda. Amei demais e também amei o filme.
    Achei bem leve e poético também, e recomendo muito. Que bom que também gostou. É lindo! E o final..aiii! Este é aquele tipo de livro que eu relia.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Só assisti ao filme e realmente é belíssimo, mas tbm não deixa de ser tenso e angustiante. Os detalhes são tantos, uma infinidade, que recomendo a todos.

    ResponderExcluir
  8. já tinha visto o livro nos laçamentos da editora e só por essa linda capa eu já sabia que ia ser um livro surpreendente, adorei a resenha e to bastante curiosa pra ler o livro.

    ResponderExcluir
  9. Realmente é uma drama que fala de um tema até um pouco complicado. Pelo que vejo o autor soube conduzir a história que apesar de bela nos deixa com um gosto amargo. :(

    bju
    http://ventoliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Nanda!
    Deve mesmo ser linda a história do livro (filme).
    A cultura japonesa é rica e me atrai muito. Acho um povo inteligente, sabe se reerguer das catástrofes e tem uma culinária única.
    Se o livro descreve sua cultura, já valeria a leitura.
    “A minha vontade é forte, mas a minha disposição de obedecer-lhe é fraca.” (Carlos Drummond de Andrade)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem no nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir
  11. Nem acredito que estava beem por fora deste livro. Ao ver a capa, achei que era uma distopia e nem procurei saber mais sobre ele. Como me enganei! Parece ser uma obra belíssima e que até já coloquei entre os meus desejados.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Eu adoro esse filme, adoro a cultura japonesa por si só. Mas não sabia que existia o livro.
    Obrigada pela dica, vou procurar certinho ele.. Deve ser ainda melhor que o livro...

    Beijinhos
    http://coruujando.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Eu já vi o filme baseado nesse livro e ele realmente é de encher os olhos, gostei bastante da fotografia e da atriz principal que não sei o nome. Sobre o livro, que não li, está nova versão está deslumbrante, a capa chama bem atenção e remete bem a história.

    ResponderExcluir
  14. Oi! Confesso que sou encantada por ambas as capas, mas a outra é tão perfeita e a minha favorita. Muitas pessoas confundem mesmo as Gueixas com prostitutas, sem saber que elas eram apenas acompanhantes e nada mais que isso. Nunca li esse livro, mas sempre ouvir falar dele, só agora eu soube que é baseado na vida dessa senhora. Achei muito interessante e quero muito lê-lo, só depois assistirei o filme.

    ResponderExcluir
  15. Nossa adorei a história que acima de tudo fala de superação.Com certeza irei lê-lo e eu não sabia que havia um filme ainda mais feito pelo Steven,deve ser um filmão.E eu não sabia qual era o papel das gueixas,gostei que tu explicou isso.

    ResponderExcluir

Ola!
Agradeço pelo comentário!
Beijinhos Carinhosos!