Resenha Eu Estive Aqui - Gayle Forman

em 17 de julho de 2015




Eu Estive Aqui - Quando sua melhor amiga, Meg, toma um frasco de veneno sozinha num quarto de motel, Cody fica chocada e arrasada. Ela e Meg compartilhavam tudo... Como podia não ter previsto aquilo, como não percebera nenhum sinal?
A pedido dos pais de Meg, Cody viaja a Tacoma, onde a amiga fazia faculdade, para reunir seus pertences. Lá, acaba descobrindo muitas coisas que Meg não havia lhe contado. Conhece seus colegas de quarto, o tipo de pessoa com quem Cody nunca teria esbarrado em sua cidadezinha no fim do mundo. E conhece Ben McCallister, o guitarrista zombeteiro que se envolveu com Meg e tem os próprios segredos.
Porém, sua maior descoberta ocorre quando recebe dos pais de Meg o notebook da melhor amiga. Vasculhando o computador, Cody dá de cara com um arquivo criptografado, impossível de abrir. Até que um colega nerd consegue desbloqueá-lo... e de repente tudo o que ela pensou que sabia sobre a morte de Meg é posto em dúvida.
Eu estive aqui é Gayle Forman em sua melhor forma, uma história tensa, comovente e redentora que mostra que é possível seguir em frente mesmo diante de uma perda indescritível.








Gayle Forman



Gayle Forman conseguiu me tocar com está bela história, além de bela ela é trágica, pois o tema suicídio é desistir de tudo, e para uma pessoa chegar a esse ponto ela tem que estar muito mal. Em Eu Estive Aqui, a autora não só nos mostra a descoberta de Cody com relação à amiga Meg como nos torna quase detetives. 


Cody não tem a melhor situação financeira, tem uma mãe não muito amorosa e que não gosta que a filha lhe chame de mãe, Cody trabalha com faxina e adorei conhecer este seu lado guerreiro, que corre atrás, ao mesmo tempo em que Cody tem essa garra, ela está em dúvida quanto ao seu futuro, preferiu ficar em sua pequena cidade ao ganhar o mundo em alguma universidade, para ela ainda falta algo.

"Era um pouco difícil de aturar todas aquelas travessas de comida acompanhadas de “sinto muito pela sua perda”, pois, em outras partes da cidade, a fofoca corria solta. “Não me surpreende. Aquela garota sempre foi muito maluca”, eu escutara sussurrarem no supermercado. Meg e eu sabíamos que algumas pessoas diziam coisas desse tipo a respeito dela – em nossa cidade, ela era como uma rosa brotando no deserto; confundia os outros –, mas, agora, esses comentários já não pareciam motivo de orgulho."


Meg já tem pais amorosos, um irmão carinhoso, mas desde que Meg foi para faculdade em Tacoma, as melhores amigas perderam um pouco o contato, talvez seja uma barra e uma consciência não muito boa quando Cody descobre sobre o suicídio de Meg, ela simplesmente não entende do porque a amiga ter se matado e de maneira tão metódica e sem falhas. Com isso, Cody recebe a missão de buscar as coisas de sua melhor amiga na faculdade, lá ela percebe pequenos detalhes da vida que Meg tinha.


Cody vasculha tudo o que pode, e o que ela descobre no final das contas são de arrasar, descobre que mentes fracas podem ser facilmente subjugadas.


"– O que exatamente você está procurando?– Não sei direito. Mas algo me cheira mal.– Como assim? Como se ela tivesse sido, o quê, assassinada?"



Em suma, este livro pode ser chocante, mas também pode ser libertador, a narrativa da autora conquista desde suas primeiras páginas, e o mistério da morte de Meg surpreende o leitor.


Fiquei muito feliz em receber este livro para resenha, eu li em dois dias, a edição está muito caprichada e a capa está linda, não posso deixar de comentar sobre a caixa linda e os mimos. Ficou perfeito!


Beijos



12 comentários

  1. Oii, tudo bem? Eu não li o livro, mas minha colaboradora está lendo =D
    Também elogiou muito os mimos que vieram junto, hehheheh
    A capa é linda e os temas abordados são muito interessantes, acho que eu ia curtir sim :)
    Beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Camila..
    O tema realmente é forte. E assim como você, todos falam que o livro é tocante.
    Parece ser aquelas leituras que acrescentam algo em nós. Que bom que gostou tanto.

    livrosvamosdevoraos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi querida,
    Devo dizer que estou curiosa para conhecer essa história mais de perto.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    leiturakriativa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. parece que a autora gosta de falar de perdas, nao li o livro ainda mas quero muito, já li livros dela e gostei do como como ela faz os personagens lidar com a perda.

    ResponderExcluir
  5. Oi Camila, gosto da forma como a autora conta suas histórias, apesar de não ter gotado tanto do último que li dela. Este eu não li ainda, mas gostaria.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  6. oi flor, eu ja li e menina que adrenalina! dá pra pressentir só pela sinopse a angustia de Cody, o suicidio e seus desdobramentos é sempre um tema que apreende a atenção, arrepia e mobiliza o leitor a querer participar da trama
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Bom, ainda não li o primeiro e acho que nem o lerei. Não sei, mas qdo as sinopses não me agradam prefiro as adaptações… o que vai ser o caso dessa série.
    E fora o comentários de que se emocionaram, choraram… to correndo de livro triste.

    ResponderExcluir
  8. Camila!
    Já li outros 3 livros da autora e gostaria de ler esse, que foge um pouco dos outros enredos dela.
    O livro parece emocionar muito e mexer com nossas estruturas e gosto desses dramas.
    “O segredo é não correr atrás das borboletas... É cuidar do jardim para que elas venham até você.”(Mario Quintana)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participe no nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir
  9. Oie Ka
    que resenha bem legal....
    eu não me interessei em ler esse livro mas gostei bastante do teu post... quem sabe eu não mude de ideia e leia...beijos enormes

    ResponderExcluir
  10. Sou mt curiosa para ler um livro dela, tenho se eu ficar e para onde ela foi mas até agr não li, fica sempre no final da fila..

    Parabéns pela resenha, me despertou o interesse.. :D
    Http://www.Coruujando.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Oi! Quando tinha citado um quote do livro, eu não imaginava do que ele se tratava, claro que no pequeno trecho falava de suicídio, mas eu não sabia se estava falando realmente dele ou estava apenas enfatizando alguma coisa. Achei bem interessante o livro, gosto muito de mistério e suspense e a busca pela verdade sobre a morte da menina e os verdadeiros motivos parece que é tocante. Como será que é descobrir que você não conheci realmente uma pessoa que sempre foi sua amiga? Ou será que não foi um suicídio?
    Quero descobrir.

    ResponderExcluir
  12. Este livro parece ser muito bom. Eu quando vi que lançou como era da mesma autora do livro Se eu ficar, livro que eu não gostei, nem me dei ao trabalho de ler a sinopse, mas pela sua resenha vi que parece ser muito bom, vou colocar na minha lista para ler também.
    Beijos

    ResponderExcluir

Ola!
Agradeço pelo comentário!
Beijinhos Carinhosos!