Resenha: As Pontes de Madison - Robert James Waller

em 29 de maio de 2015

Sinopse

O ano é 1965, e a cidade de Iowa, interior dos Estados Unidos, parece estar ainda mais quente nesse verão. Francesca Johnson, uma mãe de família que vive uma vida pacata do campo, não espera nada além dessa temporada do que o retorno dos filhos e do marido, que viajaram. Sua tranquilidade, porém, será interrompida com a chegada de Robert Kincaid, um fotógrafo de espírito aventureiro que recebeu a missão de registrar as belíssimas pontes de Madison County.
Francesca e Robert comprovaram para o mundo que o valor das coisas está realmente na intensidade que elas carregam e não no tempo que duram. Casada, mãe, Francesca não deveria ter sentimentos tão fortes por esse fotógrafo. Assim como ele, um homem tão livre, nunca se viu tão preso a alguém que acabou de conhecer. E é justamente assim que as paixões intensas funcionam: é como ser atingido por um raio quando menos se espera, e, de repente, seu corpo e sua existência estão preenchidos de energia, sem ter como voltar atrás para o estado anterior. E perdemos todo e qualquer pudor ao ver que é possível, uma vez mais, encontrar espaço para dançar.
As pontes de Madison dá voz aos anseios de homens e mulheres de todo mundo e mostra, por meio desse encontro fortuito e avassalador, o que é amar e ser amado de forma tão ardente que a vida nunca mais será a mesma.












Título: As Pontes de Madson
Autor: Robert James Waller
Tradução: Alice Klesck
Páginas: 192
Edição: 1ª
Editora Única
Ano: 2015



"As Pontes de Madison dá voz aos anseios de homens e mulheres de todo mundo e mostra, por meio desse encontro fortuito e avassalador, o que é amar e ser amado de forma tão ardente que a vida nunca mais será a mesma.Ele me deu uma vida inteira, um universo, e transformou minhas partes fracionadas em um todo."


A Editora Gente nos presenteia com esta belíssima edição comemorativa do clássico que encantou gerações, As Pontes de Madison.

Este é um livro curtinho e baseado em fatos reais, sobre o amor entre uma senhora italiana casada, Francesca Johnson e Robert Kincaid, um fotógrafo da National Geographic que estava em sua cidade a trabalho.

Robert passava em frente da casa de Francesca quando resolve parar para perguntar onde ficava uma das pontes que queria fotografar, assim ela se oferece para levá-lo até lá pessoalmente e começam a se aproximar.

O marido e os filhos de Francesca estavam ausentes por quatro dias devido a negócios, nesse período, desenvolve-se um dos mais bonitos romances que já tive o prazer de ler, uma paixão avassaladora e atemporal.

“Não tenho certeza se você está dentro de mim, ou que estou dentro de você, ou que eu a possuo. Pelo menos, não quero possuí-la. Acho que ambos estamos dentro de outro ser que criamos, chamado “nós”.”

A paixão proibida entre eles, não é tratada como algo negativo, muito pelo contrário, eles veem como o verdadeiro amor tardio, e se lamentam muito sobre isso ao longo da história, que é bastante filosófica.

Não posso me alongar muito e a sinopse entrega bastante, só posso ressaltar que o filme é muito fiel ao livro, e claro, atores de peso como Clint Eastwood e Meryl Streep nos papéis principais, é um convite a uma boa sessão de cinema em casa.

Um clássico para ler e reler, que fala sobre responsabilidades, relações de amor maduras e escolhas, essas que decidem nosso futuro.
  

Capas dos DVDs:




Trailer original do filme abaixo:



Espero que tenham gostado, até a próxima,


Nanda

12 comentários

  1. Então amiga, no momento eu não leria esse livro, mas eu gostei muito da sua resenha e do enredo. Sendo assim, pode ser que um dia eu dê uma chance pra essa história.
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. sabe, essa é a primeira resenha que leio desse livro, e é uma historia incrivel, linda mesmo,nem sabia que tinha filme e o fato de o livro ter um fundo de verdade me deixou super animada, vou correndo comprar o livro pra ler.

    ResponderExcluir
  3. Oie,
    eu não conhecia o livro, mas parece ser bem interessante.

    bjos
    http:blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oii, tudo bom?
    Primeira resenha que eu leio desse livro (roubando as palavras da Emanoelle aiusia), mas fiquei encantada, você se expressou muito bem, me deixou muito curiosa!
    Um beijo.
    Garota do Livro

    ResponderExcluir
  5. Adorei a sua resenha !
    Não conhecia esse livro e confesso que fiquei bastante interessada , já o coloquei na minha listinha de desejados ;)

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Quando vi que ia lançar um livro sobre este filme logo fiquei atenta. Porque minha tia sempre falava que este filme era lindo e agora que você disse que o filme é fiel ao livro fiquei tentada agora para vê- lo.
    Amei a resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Nanda!
    Assisti o filme e me debulhei em lágrimas...
    Gostaria de ler o livro, assim poderei relembrar os detalhes e acompanhar novamente essa história de amor incomum...
    “Os homens não desejam aquilo que fazem, mas os objetivos que os levam a fazer aquilo que fazem.”(Platão)
    Cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  8. Minha primeira pergunta seria se o livro tinha algo a ver com o filme... que lindo *_____________* Já vi o filme é lindíssimo mesmo, apaixonante!
    A primeira coisa que me chamou a atenção no livro foi a capa belíssima e depois o título me remeteu ao filme... quero lê-lo!

    ResponderExcluir
  9. Oi! ^^
    O filme é muito famoso, mas nunca parei para assistir, pois não é meu gênero favorito. Não me empolguei em ler o livro pelo mesmo motivo, mas acho que é uma boa pedida para quem gosta do gênero. Já vi muitas pessoas comentando sobre a história. A capa do livro por sinal ficou linda, né!

    Beijussss;
    http://hipercriativa.blogspot.com.br/2015/05/foco-na-foto-instanerd.html

    ResponderExcluir
  10. Lembro que esse era um dos meus desejados do mês passado ou foi o anterior, lembro que comentei aqui no blog. Enfim, apesar de não ter lido o livro, procurei saber mais sobre o filme. Vi só algumas cenas e posso dizer que foi cenas de uma sensibilidade incrível e que não fiquei chateada como pensei que ficaria por envolver um tema meio polêmico, que é a traição.


    ResponderExcluir
  11. Oi flor,
    Nossa esse é antigo...rsrs...minha mãe adora esse filme, interessante saber que tem um livro é um ótimo presente para ela.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    http://leiturakriativa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Aiiiii esse livro.... esse filme.... aiaiaiaia meu coração!!!!!!!!!!!!!!!!
    :o quero muito ter os dois um dia na estante... mô beijosss

    ResponderExcluir

Ola!
Agradeço pelo comentário!
Beijinhos Carinhosos!