Resenha Dor de Amor tem Jeito

em 5 de abril de 2015


Dor de amor tem jeito - Seus amores começam como romance épico e terminam como filme de terror? 

Tem gente que parece ter o dom de se ferrar no amor, ou melhor, apostar todas as fichas em algo sem futuro. Tudo acaba e sabe o que resta? Você. Sofrendo mais uma vez por ter se deixado levar por um relacionamento sem potencial e se perguntando o que há de tão errado com você. Será que dá pra sair disso? Dessa mania de seguir sempre o mesmo roteiro dolorido? André Massolini vai mostrar que sim, dor de amor tem jeito. Esse filósofo que conquistou milhares de fãs com seu canal Ponto de vista, do YouTube, veio trazer compreensão e muito mais do que um ombro amigo para chorar: a chave para finalmente fechar essa história mal resolvida e conseguir, de uma vez por todas, não só superar o sofrimento e as mágoas, mas se tornar inteiro e feliz – como sempre deveria ter sido! Ninguém merece sentir que é um fracasso completo nem merece colher migalhas de afeto. Melhor do que uma sessão de terapia, este livro trará os conselhos e as respostas para que você experimente o alívio e recupere a dignidade que sentiu ser levada por outro alguém.

Resgate a si mesmo e venha experimentar a felicidade!









Dor de amor tem jeito
Como sobreviver ao amor, suas reviravoltas e confusões sentimentais
André Massolini

ISBN-13: 9788545200215
ISBN-10: 8545200218
Ano: 2015 / Páginas: 160
Idioma: português 
Editora: Editora Gente


"Há lugares nos quais uma chuva mansa deixa a terra ainda mais produtiva; há lugares em que ela, mesmo sendo chuva, passa e deixa um rastro de destruição. Tudo depende da intensidade, assim como no amor."Pág. 18

André Massoline expõe de uma forma real os dramas do amor, do termino de um namoro até suas consequências que muitas vezes deixa rastros irreparáveis.

Tem pessoas que com o termino de um relacionamento se fecham para o amor, outras que amadurecem e vêem tudo de outro ponto de vista, têm pessoas que começam um relacionamento de uma maneira toda errada e geralmente essas são as que mais sofrem.

Sofrendo ou não sofrendo, tudo é um aprendizado, este livro tem o intuito de ajudar o leitor a lidar com o pós-termino de relacionamento.

André fala desde as escolhas erradas a aquela cobrança que todo adolescente tem com aquela famosa pergunta da "sociedade", E os Namorados?


"Apesar de ser uma imposição, acontece de maneira velada em perguntas, comentários e, em sua maioria, é difundida nas entrelinhas dos acontecimentos. Contudo, apesar de estar nas entrelinhas, vai se cristalizando dentro de nós e, ao estarmos solteiros, sentimo-nos como se estivéssemos à margem das linhas e dos parágrafos redigidos por essa mesma sociedade."


Dor de Amor tem Jeito é um livro rápido de se ler, nele vamos encontrar dicas e histórias sobre o amor, a pessoa que só faz as escolhas erradas, ou aquela que quer superar um termino doentio, também encontramos dicas para nossa auto-estima, procurar ou não procurar a metade da laranja, são ótimas dicas, mas o mais importante é como fabricar sua própria alegria.

Um livro gostoso de ler, mas não estou num momento, acho que este livro poderia ser mais indicado para aqueles que estão passando por momentos difíceis no relacionamento, ou aqueles que estão iniciando um novo relacionamento.

Sobre a Edição, a Editora está de parabéns! A capa é linda, ótima escolha das cores, o livro possui uma boa energia.






Beijos





15 comentários

  1. Oi Camila, tudo bem? Achei interessante a proposta do livro e acho que seria útil para muita gente, mas no momento não serviria para mim. Gostei bastante dos quotes que você destacou, principalmente o primeiro, realmente, tudo depende da intensidade com o que acontece.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  2. oie amore... que legal a sua resenha eim...
    esse não é meu tipo de livro mas adorei!
    Parabénssss
    :a

    www.cantodadomino.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Camila!
    Tem isso, né? O momento para se ler um livro. Para mim também não caberia, estou bem demais de amor...
    E ainda mais tem gente que só atrai o que não presta, afffffffe!!
    Talvez seja um livro deprimente...
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Camila...
    Acho que o livro aborda um tema interessante, mas não sei se leria.
    E concordo que este livro deve ser lido pelas pessoas certas nos momentos certos.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oiiii, tudo bom?
    O livro não me interessa muito, pois não faz meu estilo de leitura, ele parece ser bom para quem gosta do gênero, gostei da resenha.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  6. Oi flor,
    Parece ser um bom livro para quem gosta desse estilo, infelizmente não faz muito meu gênero.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    leiturakriativa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oie!
    Realmente essa leitura é indicada para certos casos...
    Bj!
    http://meuhobbyliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Acho que não leria esse livro, pois o momento para mim não é muito bom não hehe.
    Beijos!
    islary34.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Achei muito interessante a proposta do livro.
    Vai ajudar muita gente.
    Desenvolvimento pessoal e emocional deveria ser prioridade na vida das pessoas,
    mas a maioria acha que é coisa futil, sem utilidade.
    Abraços,
    http://diegomorais18.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Justamente Camila, para quem não tá muito na vibe meio que pode não gostar tanto. Agora, para quem tá passando por um momento dificil acho que esse livro é ótimo.

    http://ventoliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Parece ser um livro bem legal e me parece que retrata bem este tipo de situação. Gostei!

    ResponderExcluir
  12. Não sei, sou uma pessoa racional demais e não consigo me imaginar nesses "mimimis" de um término de relacionamento. Não é algo que eu leria.

    ResponderExcluir
  13. Eu não sou fã de autoajuda; raramente leio e mais raro ainda gosto. Porém, contudo, entretanto e todas as outras conjunções adversativas, você conseguiu me interessar pela obra. Não esperava por isso ao ler a resenha.
    Parece ser um livro bem escrito, interessante e sem aquelas terríveis "receitas da felicidade". Então, acho que darei uma oportunidade.

    ResponderExcluir
  14. Não parece um auto ajuda tão ruim aqui afinal, tem uma ar mais leve e mais de propor melhorias para situações e erros que todos cometem. Acho válida a leitura desse livro, mas no momento também não estou passando por nada parecido.

    ResponderExcluir
  15. nunca li algo tao real como o titulo desse livro uaihaiuahiuah
    dá vontade de comprar o livro só pelo titulo e a capa! mas, a história não deixa a desejar... me senti presa na resenha, quero mt ler!!

    abs

    ResponderExcluir

Ola!
Agradeço pelo comentário!
Beijinhos Carinhosos!