Resenha: Quarto - Emma Donoghue

em 20 de março de 2015





Sinopse

Para Jack, um esperto menino de 5 anos, o quarto é o único mundo que conhece. É onde ele nasceu e cresceu, e onde vive com sua mãe, enquanto eles aprendem, leem, comem, dormem e brincam. À noite, sua mãe o fecha em segurança no guarda-roupa, onde ele deve estar dormindo quando o velho Nick vem visitá-la.
O quarto é a casa de Jack, mas, para sua mãe, é a prisão onde o velho Nick a mantém há sete anos. Com determinação, criatividade e um imenso amor maternal, a mãe criou ali uma vida para Jack. Mas ela sabe que isso não é suficiente, para nenhum dos dois. Então, ela elabora um ousado plano de fuga, que conta com a bravura de seu filho e com uma boa dose de sorte. O que ela não percebe, porém, é como está despreparada para fazer o plano funcionar.

- Best-seller internacional há doze semanas na lista do The New York Times.

- Finalista do Man Booker Prize, vencedor do Hughes & Hughes Irish Novel of the Year e de vários outros prêmios importantes.













Título: Quarto
Autor(a): Emma Donoghue
Editora Verus, 2011
Num. Págs: 349 páginas



Recebi este livro participando do CV21 que é um tópico do grupo Livro Viajante da rede social para leitores Skoob.


Foi uma boa surpresa, um livro com linguagem simples, cativante e com uma mensagem linda.


Jack é um garoto de cinco anos que vive com sua mãe reclusos dentro de um quarto, presos por um homem chamado Nick, que mantém sua mãe ali há sete anos, e o garoto é fruto desse envolvimento, nasceu dentro desse quarto.


A história é toda relatada por Jack, com linguagem infantil e bem fácil e rápido de lermos, é muito comovente sua visão de mundo, pois o dele é somente o que existe dentro de seu quarto, o mundo que vê na TV que eles possuem, ele chama de Lá Fora, entre sonhos e divagações, ele e sua mãe sobrevivem nesse ambiente, onde o sequestrador é um visitante que leva alimentos e doces em dias especiais em que sua mãe pede como presente.


"Somos como pessoas num livro que ele não deixa mais ninguém ler."


O menino e sua mãe passam os dias brincando, lendo e relendo bastante os livros que o velho Nick traz às vezes para eles, e no meio desse tempo, sua mãe também tenta a fuga, gritando durante as brincadeiras, para Jack não passa disso, ele nem imagina em que mundo vive, da crueldade em que está inserido.


Várias colocações em que Jack, tão inocente, divaga são encantadoras, é muito gostoso lermos livros assim, que nos fazem refletir, ao mesmo tempo que nos comove nos encanta.


"Acho que o tempo é espalhado muito fino em cima do mundo todo, feito manteiga, nas ruas e nas casas e nas pracinhas e nas lojas, por isso só tem um tiquinho de tempo espalhado em cada lugar, e aí todo mundo tem que correr pro pedaço seguinte."


Este livro é dividido em 5 partes: Presentes, Desmentidos, Morrer, Depois, Viver.


Um exemplo de amor incondicional entre mãe e filho, essa ligação é nítida no decorrer da leitura, onde este é um livro para ser lido e sentido.


Particularmente gosto bastante de livros nessa temática, imagino o sofrimento das pessoas envolvidas e sempre tive curiosidade em como conseguiram sobreviver e depois da liberdade, sobreviver no mundo após essa terrível experiência.



Sobre a autora: Emma Donoghue




Nascida em Dublin em 1969, Emma Donoghue é escritora de ficção contemporânea e histórica. Seus romances incluem Slammerkin, The Sealed Letter, Landing, Life Mask, Hood e Stir-fry. Suas coletâneas de contos são The Woman Who Gave Birth to Rabbits, Kissing the Witch e Touchy Subjects. Ela também escreve história literária e peças para teatro e rádio.


Sucesso de público e crítica, Quarto é sua mais recente criação, publicado em mais de trinta países e eleito melhor livro do ano por diversos meios de comunicação.


Emma mora na cidade de London, na província de Ontário, Canadá, com sua parceira e dois filhos pequenos.


Espero que tenham gostado, até a próxima




17 comentários

  1. Oi NAnda..
    Gostei do enredo do livro, e faria essa leitura com toda certeza.
    Ainda não conhecia a obra, mas gostei de conhecer e saber sua opinião.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oiee Nanda... :e que resenha espetacular!!!!

    Adorei o seu post.... mas realmente esse não é meu tipo de livro!
    Beijos

    www.cantodadomino.blogpost.com.br

    ResponderExcluir
  3. Esse livro parece simplesmente fantástico. Também gosto de temas assim, eles me fazem pensar e também me colocar na situação dos outros. Acho que isso nos humaniza muito e, portanto, é importante.
    Mas confesso que nunca li nada assim pelo ponto de vista de uma criança. A relação entre mãe e filho deve ser linda de se ver, ainda mais num contexto pesado como este.
    Dica anotada. Obrigada!
    bjs

    ResponderExcluir
  4. oii, adorei a resenha, não é o tipo de livro que leio normalmente mas eu gostei e leria sim, achei bem interessante o enredo ;)

    ResponderExcluir
  5. Resenha espetacular.
    nao conhecia o livro, mas agora quero ler ele rsrsrsrsrs :) ;)

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia esse livro e com certeza vai pra minha wishlist.

    ResponderExcluir
  7. Gostei muito da resenha...

    Com certeza mais um livro que irei ler!!

    ResponderExcluir
  8. Houve um equilíbrio na história: um tema forte como violência psicológica/física e, por outro lado, contada por uma criança, com toda a sua inocência. Quis esse livro – ainda quero – desde a primeira resenha, mas preciso estar psicologicamente preparada.

    ResponderExcluir
  9. Adorei a resenha! A premissa do livro é muito boa e a história ser escrita na visão de uma criança tão pequena, numa situação tão ruim (pra gente,não pra ele pelo jeito) é mais interessante ainda. Gostaria muito de ler esse livro,

    beijos
    http://pobreleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Não conhecia esse livro, adorei a resenha, Me interessei bastante pela trama do livro.
    Beijos :)

    ResponderExcluir
  11. Lembro de quando este livro foi lançado, de início não tive muito interesse. Li poucas resenhas dele, e as poucas que li foram positivas, mas ainda não tive oportunidade de conferir.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  12. Olá, não conhecia o livro, mas a história parece ser bem interessante!
    Bjs
    http://diarioelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Nossa, eu não conhecia esse livro! Que diferente abordar um assunto tão delicado desses sob o ponto de vista de uma criança tão inocente. No geral, esse não é meu estilo de livro não (prefiro romances), mas confesso que fiquei bem curiosa agora sobre ele. Quem sabe um dia, né?!

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
  14. Olha, o livro tem uma tematica bem pesada. Faz lembrar aqueles casos que ocorreram nos EUA. É estranho como a autora aparentimente soube tratar isso de uma forma que não mostrasse essa dificil realidade.

    http://ventoliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Nanda!
    Gosto também de livros com dramas familiares, embora nunca me veja em uma situação como essa, trancada dentro de um quarto por vários anos...
    Imagino a ingenuidade do protagonista ao relatar seu ponto de vista apenas de dentro de um quarto.
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Fer, não sabia da existência deste livro, parece ser uma ótima história, até já coloquei na minha lista de desejados.
    Ótima resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir

Ola!
Agradeço pelo comentário!
Beijinhos Carinhosos!