Filme: Garota Exemplar

em 5 de março de 2015


Garota exemplar 

Nome original: Gone Girl
GêneroDrama, Suspense
Duração: 145 minutos
Diretor: David Fincher 
Elenco: Ben Affleck, Rosamund Pike, Tyler Perry, Missi Pyle, Pareick Fugit, Kim Dickens.


Sinopse

Em seu quinto aniversário de casamento, Nick Dunne (Ben Affleck) avisa a polícia sobre o desaparecimento de sua amada esposa, Amy (Rosemund Pike). Ele começa a agir descontroladamente, sob pressão da polícia e da imprensa, a imagem arquitetada de um casamento perfeito começar a desmoronar, e se torna o suspeito número um da polícia. Com o apoio de sua irmã gêmea, Margo (Carrie Coon), Nick tenta provar a sua inocência e, ao mesmo tempo, procurar descobrir o que aconteceu com Amy. Logo, as suas mentiras, o seu comportamento anormal, perante tal circunstância fazem todos começar a questionar: Será que Nick matou a sua esposa?




Nick e Amy formam um casal perfeito americano. Todavia, o destino os prega uma pequena peça. A mãe de Nick está doente, o que ocasiona o retorno para a sua pitoresca cidade natal. Agora, ambos demitidos, o “casal feliz” sobrevive com o fundo de investimento de Amy, graças à personagem fictícia de grande sucesso Amy Exemplar criada por seus pais durante a sua infância, até que as coisas começam a perder o rumo.

Nick aparentava relutância em alçar novos caminhos. Passava dias preso em frente à TV jogando videogame, comendo besteiras e gastando dinheiro em coisas supérfluas, afastando Amy completamente desiludida e descrente do sujeito com o qual havia sido apaixonada.

Em uma nova vida frustrante, longe dos seus amigos e parentes, desempregada, sem perspectivas na vida e no casamento, Amy começa a observar a transformação inesperada no comportamento de seu marido, cada vez mais áspero e violento. As brigas corriqueiras entre o casal e as saídas noturnas com os amigos, tornaram-se cada vez mais frequentes. Até chegar ao ponto, que o Nick não suportava mais retornar para casa e encontrar a sua esposa perfeita.




Nos livros, Amy é exposta como um exemplo a ser seguido para o público alvo. Bem como nos contos infantis, a Amy é bonita, criativa, inteligente e simpática (todo o ano ela inventava um pequeno jogo de pistas “caça ao tesouro”, para Nick encontrar o seu presente de casamento, que coincide com as bodas).

A história apresenta dois narradores: Nick narra o presente, o desaparecimento de sua esposa, as mídias televisivas enlouquecidas por um furo de reportagem, a comoção dos habitantes da cidade minúscula, e amenidade e contentamento de Nick, e Amy apresenta a história dos dois nos últimos sete anos antes de seu desaparecimento.

Numa tarde, ao chegar em casa, no dia em que estariam completando cinco anos de casado, Nick não encontra em cômodo algum a sua amada esposa Amy. As investigações da polícia local são iniciadas, o que promove uma comoção em toda cidade. Todas as pessoas estavam em busca da Amy, todos menos Nick.




Por ser desajeitado e “sem sal”, Nick não sabia se comportar diante da situação. Ele luta entre o desejo de encontrar a mulher, todavia ao mesmo tempo estava aliviado com o seu desaparecimento. Contudo, um turbilhão de sentimentos e emoções gira-se transparente para todos, o que desperta a atenção das pessoas, alguns múrmuros sobre a culpabilidade do marido começam a surgir, que aparentava não estar abalado com toda situação. Um conjunto de pistas irrefutáveis levou-nos a crer, que Nick é o culpado pelo desaparecimento de Amy. 

Logo, ele inicia uma corrida insana para comprovar a sua inocência e encontrar Amy viva. Algumas perguntas insistentes brotam incessantemente, seria ele o assassino de sua esposa? Ele é o culpado ou inocente? Onde estará Amy.




Por ser uma adaptação cinematográfica de um livro aclamado pela critica; as expectativas estavam em alta para os espectadores/leitores a espera do longa metragem. O diretor David Fincher conseguiu tecer o enredo brilhantemente, com o roteiro adaptado pela própria autora Gillian Flynn; a narrativa “sem sal” de Nick, com as luzes acinzentadas e opacas caíram muito bem, em sua personalidade conformista e vaga; contudo a atuação magistral da atriz Rosemund Pike foi extremamente envolvente e admirável, com cores vibrantes e sequências de cenas arrebatadoras, acompanhada de trilha sonora impecável.

Enfim, um filme digno de um Oscar, com atuações incríveis, um roteiro de tirar um fôlego e um desfecho, que promete deixar perguntas rodopiando em sua cabeça durante alguns dias posteriores. Um trabalho brilhante de David Fincher, que traça uma discussão sobre casamento, vida adulta e como um casal é levado por uma sequência de fatos do cotidiano, acaba-se transformando em dois estranhos, que antes eram abominados por eles: um marido frio e uma esposa controladora.   




"O amor faz você querer ser um homem melhor, mas talvez o amor, o verdadeiro amor, também te dá a permissão para ser simplesmente o homem que você é" Amy Elliot


Beijos de luz!!





20 comentários

  1. Oi Silvia, eu não li o livro, por isso não tenho grandes expectativas quanto ao filme. Te confesso que nem estava muito a fim de assistir, mas depois de ler sua opinião sobre ele, fiquei curiosa. Caso eu tenha a oportunidade irei assistir e espero gostar tanto quanto você.
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.vom.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Silvia...
    Eu assisti esse filme, e amei, amei.
    A interpretação dos autores foi demais mesmo.
    Pena que não li o livro ainda.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. EI Silvia

    Eu amo o livro e achei que o filme ficou ótimo, adaptação muito bem feita, com ótimos autores. Gostei também que não mudaram muito, apesar que o final mesmo eu gostei mais da forma que foi escrito.
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Eu ainda não assisti..nem li o livro.. queria ler primeiro, mas ainda não tenho o livro..então provavelmente vou começar pelo filme.. ao ler sua resenha deu vontade de parar tudo que eu estou fazendo e ir assistir.. e quer saber é isso que eu vou fazer.. vou aproveitar que estou de férias até o fim de semana.. e aproveitar ao máximo..

    ResponderExcluir
  5. ainda não assisti o filme mas estou super curiosa por tantas resenhas lindas e criticas positivas...
    adorei o post mil beijos...
    :a
    e seja bem vinda como nova postadora.... o/
    :g www.cantodadomino.blogpost.com.br

    ResponderExcluir
  6. Mas gente que enredo maravilhoso, estou me sentindo um ET por não saber que esse filme existia. Eu preciso assistir urgentemente, tenho certeza, que vou amar! Amei a dica, muuuito obrigada!
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olha tenho que confessar que em nenhum momento eu tive curiosidade de ler o livro e nem o filme, mas depois que li tudo que você escreveu sobre garota exemplar eu fiquei sim bastante curiosa para saber sobre a história, mas não sei se pegaria o livro para ler no momento ou se assistiria o filme primeiro pra ver como é tudo mais. Porque seilá, as vezes não estou no clima e acaba não sendo algo que eu pegaria para ler agora. Mas mesmo assim uma amiga minha me disse que é ÓTIMO e que eu deveria assistir o filme. EU vi esses dias Simplesmente Acontece e gostei sim do filme, mas não achei aquela COISA TODA sabe? Mas enfim...Vou ver se vejo esse filme online para tirar minhas dúvidas e quem sabe eu ainda leio o livro que aliás é pequeno em??? hehehhe

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/03/resenha-verdadeira-bela.html

    ResponderExcluir
  8. Morro de vontade de ver esse filme mas só vou vê-lo depois que eu ler o livro e nem tenho o livro ainda kkk

    ResponderExcluir
  9. Parabéns pela dica Silvia! Já assisti Garota Exemplar e curti bastante. Um filme bem intrigante e elaborado. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  10. O filme me surpreendeu....como não li o livro, eu achava que seria uma historia de maor, bobinha..Ledo engano o meu! Adorei! Rosamund estava incrivel no filme, Ben Affleck tb! ADOREI!

    ResponderExcluir
  11. Oie,
    não li o livro e confesso que ainda não estou interessada em ver o filme, mas parece que o pessoal esta gostando

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  12. OLá
    eu ainda não li o livro e nem assisti o filme, mais ainda quero ver pois parece ser muito bom e sua resenha do filme comprova isso, é bom saber o o filme faz jus ao livro

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi Silvia!
    Não li Garota exemplar ainda mas assisti ao filme e nossa! É de tirar o fôlego!
    Acho que a atriz interpretou magistralmente o personagem proposto e mesmo tendo ficado agoniada no início, com o passar das cenas tudo vai desvendando de um modo que não dá pra parar de assistir até descobrir o fim.
    Parabéns pela ótima resenha!
    Beijos a você e a Mila!

    Pensamento... Apoteose da Dúvida
    http://luahmelo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Ganhei o livro de aniversário, e quero ler ele antes de ver o filme.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  15. Silvia!
    Tive oportunidade de assistir o filme e fiquei presa do início ao final, entretanto, o final... fiquei bem decepcionada, juro!! Tantas reviravoltas, tantas descobertas, para no final... Sei lá.
    Agora o filme vale mesmo a pena de ser assistido, principalmente pelo delicioso Ben Afleck...kkkk
    Obrigada pela visita feita ao blog!!
    “A mulher é um efeito deslumbrante da natureza.”
    Feliz dia da mulher!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Eu li o livro e não gostei, mas estou pensando em ver o filme para tirar as conclusões finais.
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Eu tinha medo desse filme. O livro é muito bom e pensei que dificilmente um diretor conseguiria transmitir tudo nas telonas. Mas para minha surpresa, Fincher acertou em cheio. Os atores se encaixaram e personificaram muito bem os personagens, a narrativa ficou sensacional. Recomendo!
    bjs

    ResponderExcluir
  18. Oi Silvia! Eu não gostei deste livro, mas tenho curiosidade em ver sua adaptação, já me falaram que é bem mais interessante, e que esta atriz é um show.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  19. Vou ser sincera, não sei bem o que comentar pelo fato de que eu não li e nem vi o filme. Mais naquela época do Oscar vi muitas criticas positivas com relação a atuação do Ben e da Rosemund. Eu sei que vou assistir, agora, depois de cake com a Jennifer Aniston.

    http://ventoliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. Assisti ao filme há pouco tempo e me surpreendi... foi como qdo assisti "Paranoia" e ninguém parecia ser o que era. Desconfiei de Deus e o mundo.

    ResponderExcluir

Ola!
Agradeço pelo comentário!
Beijinhos Carinhosos!