Resenha: Nem tudo são flores - Jo - Ann Mapson

em 3 de fevereiro de 2015







Sinopse:

Confinada em sua cadeira de rodas e vivendo à sombra de um irmão superprotetor, Phoebe DeTohmas sempre se sentiu como uma simples espectadora da vida. Mas quando sua adorada tia Sadie deixa-lhe de herança uma fazenda de cultivo de flores, o mundo se abre para Phoebe de um jeito que ela jamais poderia imaginar. Para tocar a fazenda e realizar seu sonho, Phoebe vai precisar de ajuda. É quando surgem três mulheres especiais, dispostas a compartilhar esse desafio.
Esta é uma história comovente de amor, crescimento pessoal e lealdade, na qual quatro mulheres descobrem o valor da amizade e, entre flores, aprendem a lidar com seus medos, dúvidas e corações partidos.








“É tudo um clichê grotesco, apaixonar-se tanto pelo homem errado, um homem de grande potencial, mas sufocado por um passado doloroso.” (Pág 350)



Nem Tudo São Flores
Autor(a): Jo-Ann Mapson
Edição : 1 / 2004
Idioma : Português
ISBN: 8588768143
Ano: 2004
Páginas: 379
Título Original : Bad Girl Creek

No ano passado, tive o prazer de degustar boas leituras, anos atrás, me decepcionei muito, principalmente com esses livros de marketing forte, então hoje em dia, não cedo a esse apelo do mercado, e me concentro em bons autores, editoras confiáveis e livros com boas críticas. Não foi este o caso, pois não encontrei resenha alguma dele em blogs, acredito esta ser a única, é uma pena, pois é um livro que merece ser lido e comentado.


Nem tudo são flores foi uma surpresa, e das boas, confesso que a capa, não é nem um pouco convidativa, parece livro meio cafona e piegas, o que detesto, mas dei uma chance mesmo sem ler a sinopse. Recebi emprestado de uma amiga tão querida, a Giselle Zanolli, que mesmo percebendo que ela nunca o leu (sim, eu percebo...rs), senti que veio de coração pra mim. Este livro faz parte do grupo Livro Viajante no Skoob, e ainda encontra-se viajando...


Uma vez eu li, em algum lugar que não lembro no momento, que são os livros que nos escolhem, e com certeza, esse foi um dos casos. Caiu como uma luva, para o momento em que estava vivendo: coração dividido, esperançoso e muito com os pés no chão apesar das tentações adentrando meu caminho.


“Deveria ser fácil quanto assoprar as velas do bolo de aniversário. Mas quando você ama alguém, talvez a pessoa se torne parte de sua estrutura atômica. Passei a acreditar que o amor é depositado em cada célula do corpo, da mesma forma como o sofrimento é fixado. Não importa quanto vinho você tome, não é possível removê-lo.” (Pág 353)

Bom, o livro conta a história de Phoebe, que vive em uma cadeira de rodas e herda uma propriedade grande de cultivo de flores, e pra conseguir cuidar e prosseguir sua vida, na tentativa de ter certa independência, busca ajuda de três mulheres que acabam tornando sua vida muito especial, na realidade, todas tem suas vidas alteradas, pois se tornam confidentes e se ajudam mutuamente em todos os aspectos da vida.

São histórias de lutas, romances e esperanças, um livro extremamente feminino, que agradará a todas, pois cada uma das mulheres tem algo que se encaixa perfeitamente em nossa própria vida, seja em relação sentimental ou até profissional.

Dentre as mulheres, temos Ness, mulher forte e decidida, mas com um segredo que a corrói por dentro; Nance, uma jornalista cheia de desilusão amorosa mas que mesmo assim ainda busca alguém que a faça acreditar novamente em amor e Beryl, que busca uma mudança radical e positiva para sua vida até então bem difícil.


São mulheres doces, que desenvolvem uma amizade linda e que constroem uma espécie de irmandade na fazenda.


Aos poucos somos surpreendidas com descrições detalhadas sobre o cultivo das flores, aprendi coisas que nem imaginava sobre elas e até fábulas de países de suas origens são contadas através desse livro de uma maneira poética.


Uma dica complementar: assistam ao filme Colcha de Retalhos, com Winona Ryder no papel principal, pois achei a história do livro bem parecida com esse filme. Claro que o livro é mais incrementado, mais personagens, mas são ambos maravilhosos, porém o filme não se baseou no livro nem vice-versa, é só uma dica!


“Mas eu sei. Um dia virá, num futuro não muito distante, em que sobreviveremos a nossos homens, ou talvez, quem saiba, renunciaremos a eles. A fazenda continuará aqui e nossos quartos estarão à espera. Se quer saber minha opinião, acho que estamos a caminho de nos tornarmos velhas damas extraordinárias.” (Pág 369)


Gostei muito, agradeço de coração o empréstimo e recomendo a todos que gostam de histórias que nos transmitam esperança e paz. Concordo com o título, na vida Nem tudo são flores, e como disse Machado de Assis:


“Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinhos, há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas!”



Até a próxima,


11 comentários

  1. Uau que resenha mô legal...
    fiquei com muita vontade de ler esse livro realmente vc me convenceu!!
    :g bjokas enormes e bora ter mais leitura maravilhosas nesse ano....

    http://cantodadomino.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde, parece ser lindoo o livro ele e chick lits?? muito linda a historia deve dar verdadeira liuçoes de vida, amo livros que nos da esperança e trasnmite paz para o nosso interior.. mto legaal

    ResponderExcluir
  3. Oi Nanda..
    É verdade, tem tantos livros que são tão bons, e pouco conhecidos.
    E pra você ver eu não conhecia mesmo este.
    Gostei da ideia do livro, e pra falar verdade também não achei a capa muito chamativa. Mas leria com certeza.


    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Nanda!
    Gosto também de livros que nos confortam e nos trazem paz.
    Concordo também que é o livro que nos encontra, por vezes fazemos uma programação para leitura e de repente, desponta um que nem cogitávamos.
    Achei lindo uma plantação de flores, nossa, delícia.
    cheirinhos
    rudy

    ResponderExcluir
  5. Oi, Nanda!
    Menina, que resenha! Eu nada sabia sobre o livro, mas concordo com você que a capa não faz justiça à história. Gosto de livros assim, que nos apresentam um enredo repleto de bons valores, que nos encantam e nos fazem pensar em nós mesmos. Eu desconhecia esse grupo do livro viajante e fiquei curiosa em saber se poderia ingressar nele e já participar da viagem desse livro. :) Eu acho flores tão delicadas de se cuidar… Tenho certeza de que aprenderia muito lendo, assim como você.

    Sua resenha foi muito sensível. Parabéns.
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Fê!
    Eu super adoro o filme "Colcha de retalhos" e se existe um livro que a historia é remotamente parecida já quero ler!!!
    Sempre gosto muito das suas resenhas, pois você não segue uma padrão de leitura e nos apresenta livros que quase sempre desconhecemos (eu pelo menos!) e assim há indicações para todos os gostos \o/
    T+!!!

    ResponderExcluir
  7. Se o livro seguir um caminho parecido com o do filme citado, então deve realmente ser tocante e muito bom. As personagens parecem fortes, carismáticas e cheias de personalidade. Também gostei do fato da história conseguir captar um tanto da essencia feminina e incluir a todas nós de alguma forma.
    Realmente nunca tinha visto resenha desse livro. Grata surpresa!
    bjs

    ResponderExcluir
  8. Oi! confesso que me deixo levar pela capa, é a primeira coisa que me chama atenção no livro, quando entro em uma livraria dificilmente olho livros aleatoriamente. Esse me surpreendeu, a capa nada me encantou, mas a sua resenha me deixou curiosa com a história. Amo histórias com essa carga leve de esperança, me fazem refletir sobre tudo e sempre saiu da leitura melhor do que entrei.
    Adorei a resenha e vou dar uma oportunidade ao livro.

    ResponderExcluir
  9. Não há como não se emocionar com histórias de esperança e superação. Li esse livro há um tempo e sua resenha não poderia ser mais perfeita... vc conseguiu passar tudo o que senti!
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  10. Oi Nanda!

    Realmente a capa não é muito bela, não me chama nem um pouco atenção, mas a história dele me conquistou bastante, a leitura parece ser bem tranquila e agradável e eu amo livros desse tipo.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Fer,
    Este livro parece ser muito lindo, um pouco parecido com a Linguagem das flores, é minha cara este tipo de história, vou ver se encontro pra ler. Ótima resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir

Ola!
Agradeço pelo comentário!
Beijinhos Carinhosos!