|Novidades| Editora Arqueiro

em 29 de maio de 2014


Oi meus amores, já estamos no final de maio e os lançamentos não param de chegar, vamos conferir o que a Editora Arqueiro está aprontando?!

Não curti muito os lançamentos de Maio, mais os de Junho... Ai, doida para ler Estranha Perfeição, tenho certeza que este novo livro de Abbi Glines será uma perfeição mesmo!!


E ai, Ansiosos?!








































Trechos de Quarta | #Teaser

em 28 de maio de 2014


Trechos de Quarta (Teaser Wednesday) #74


Qualquer um pode jogar, basta fazer o seguinte,
Pegue sua atual leitura
Escolha seu “trecho” preferido,
Compartilhe um “trecho” do livro
Compartilhe o título e o autor também...





Anne Bishop - 432 páginas - Saída de Emergência Brasil 




"O bem e o mal existem em todos os povos. Atualmente, quem domina é o mal que existe entre nós."


Novidades Editora Charme

em 27 de maio de 2014


Oi meus amores, vamos as novidades da Editora Charme?!

A Editora irá publicar a série The Love, de Melissa Collins.

A série conta a história de Madeleine Becker e Reid Connely. Ambos vêm de um mundo de dor. Apesar de seus melhores esforços para manter seus corações intactos, o amor entra em suas vidas. O bad boy, Reid, vai embora quando as coisas ficam muito difíceis, mas ser obrigado a ficar cara a cara com os horrores de seu passado, só ajuda a fortalecer o vínculo que ele criou com Maddy, na qual eles aprendem a abraçar o amor que os envolveu.


Confiram o Banner com os livros!



Beijos



Resenha Quem Teme a Morte - | @geracaoeditorial

em 26 de maio de 2014

"Numa terra devastada por uma hecatombe nuclear, uma jovem e misteriosa mulher com o incomum nome de Onyesonwu – que pode ser traduzido como Quem Teme a Morte – descobre que tem superpoderes e foi escolhida para salvar a humanidade. Este seria um romance distópico como qualquer outro se não transcorresse na África e sua autora não fosse a surpreendente Nnedi Okorafor, elogiada pelo prêmio Nobel nigeriano Woyle Soyinka. Fantasias, batalhas, tradições e alta tecnologia, sonhos, visões, discriminação racial e sexual, tudo se mistura numa narrativa tensa e poética que confere uma nova linguagem para os romances do gênero".







Na África do futuro, Onye, uma garota com superpoderes, luta heroicamente para salvar um mundo hostil e devastado.



Muito bom ler coisas diferentes das habituadas, eu nunca tinha lido nada oriundo da África, não tinha conhecimento de alguns costumes ou terminologia, e foi bem interessante adentrar-me nesta história criada pela escritora Nnedi Okorafor, que foi comparada a J.K. Rowling, criadora de Harry Potter, devido a seus romances cheios de aventuras mirabolantes, por assim dizer.

Eu poderia me transformar num abutre e voar para longe agora – sussurrei. Mas se eu permanecesse como um animal muito tempo, ficaria louca. “E será que isso seria tão ruim?”, pensei. “Mwita estava certo. Sou perigosa demais.”- pág 118


A história é sobre uma garota, Onyesowu, que significa Quem teme a morte, título do livro, que descobre que sua origem é derivada de um estupro e é por isso que as pessoas tem preconceito contra ela, devido a ser filha de um rapaz do povo Nuru, e sua mãe sendo uma Okeke, ela é uma mestiça, uma Ewu, termo para “nascido da dor”, uma pária, sendo discriminada e mal vista perante a aldeia em que vive. Seu pai biológico volta para tentar matá-la e é principalmente contra ele sua luta nesta história.


O livro é dividido em três partes, na primeira: “Tornando-se”, ela conta em primeira pessoa, a vida com seus pais, na aldeia em que vive desde sua infância, dando ênfase ao pai adotivo e sua relação com a família. Tem uma parte, onde explicam-se a circuncisão feminina, que ainda é realizada em alguns países africanos (com inúmeras campanhas contra), e dá um desespero só de imaginar a agonia dessas meninas submetidas a tal ato, isso com apenas onze anos de idade – abominável!


A segunda parte do livro, “Estudante”, foca-se em seu treinamento e conhecimento de suas habilidades até então desconhecidas, são vivências desgastantes, mas ela conta com o apoio de um amigo especial, Mwita, um outro rapaz que também é Ewu, dando início a um companheirismo que a ajuda a passar pelas duras provas que terá pela frente.


Na terceira e última parte, “Guerreiro”, nos leva a um desfecho mesclando realismo com muito misticismo e lendas.


Eu conhecia meios de me defender usando os Pontos Místicos. Podia me transformar num animal dez vezes mais forte que Mwita. Poderia ir para a natureza selvagem, onde ele mal poderia me tocar. Poderia atacá-lo e dilacerar seu espírito, como tinha feito com Aro aos dezesseis anos. Mas eu não iria usar nada disso essa noite. Mwita era tudo o que eu tinha. - Pág 195

O conteúdo do livro é denso, com muita descrição de violência, então não recomendo ao público mais jovem, é para adultos mesmo!

Não sou habituada com leituras distópicas, e achei esse bem legal e marcante, com personagens que se transformam em criaturas aladas, que curam e fazem renascer os mortos, “Quem teme a morte” certamente agradará aos já acostumados com esse tipo de leitura e ao público ansioso por novas descobertas.


Até a próxima,





Resenha Chamado Às Armas | @geracaoeditorial

em 23 de maio de 2014


Chamado Às Armas 
Elle Casey - 368 páginas - Geração 


Chegou a hora da guerra no segundo volume da série "A Guerra dos Fae! Em Chamado às Armas", os Fae da luz são convocados a fazer uma importante mudança e treinar seus dons mágicos para enfrentar os Fae das Trevas. Jayne Sparks e seus amigos Spike, Chase, Finn e Becky estão na iminência de uma guerra sangrenta e devem sofrer uma mudança, como crianças trocadas, para serem membros dos Fae da Luz com identidades mágicas. Poderão se transformar em elfos, ninfas, daemons, íncubos, anões e duendes verdes, querendo ou não aceitar suas novas identidades, desapontando-se com elas ou não. Como será resolvida a questão entre os Fae da Luz e os Fae das Trevas? Serão Jayne e seu grupo de amigos capazes de dar conta de uma missão tão espinhosa? Muitas respostas a estas perguntas, e outras tantas que foram provocadas pelo primeiro volume da série, serão respondidas aos leitores. E surgirão novos e fascinantes enigmas.




Esta Resenha pode conter Spoiler do primeiro livro!


Neste segundo volume da saga A Guerra dos Fae - Chamado às Armas, de Elle Casey, conhecemos um pouco mais como vivem os Fae, suas rotinas, aprendizados e preparações para a Guerra, Tony decidiu voltar para casa e com isso esquece toda a aventura que passou em Fae, ele volta sem saber que tem sangue Fae e com isso Jayne fica desolada sem seu melhor amigo ao seu lado, porém ela conta com a ajuda de seus novos amigos para superar a falta que sente de Tony.


Agora as crianças vão passar pelo teste, e este vai dizer de qual raça pertencem, Finn se tornou um duende verde e a principio não fica muito feliz, Beck é ninfa, Chase um daemon e Spike um íncubo muito sensual, já Jayne descobriu que é uma Elemental, mais o que significa ser uma Elemental?

Nossos aprendizes da Luz vão iniciar seus treinamentos, mais só temos uma vasta idéia do treinamento de Jayne, por ela ser uma Elemental, seu treinamento não será junto aos amigos. Aprendizados a parte, Jayne também tem que lidar com uma pequena invasão ao seu quarto, pois quando estava dormindo, foi surpreendida por Spike cheio de desejos.

“Eu não tinha ninguém em quem colocar a culpa além de mim mesma, havia desejado ser extraordinária. E minha mãe sempre me dizia para tomar cuidado com o que eu desejava..”

Novos desafios, novas descobertas, este livro segue o ritmo do primeiro, acelerado e gostoso, levei aproximadamente dois dias para ler, eu vivia com os personagens na cabeça, mais apesar disso, não foi melhor que o primeiro volume.

Jayne é uma protagonista intensa, ela fala o que pensa e não mede consequências, ela não liga de insultar o chefão, mais ela tem bom coração e acredita nos seres mágicos, não é injusta e se vê um potencial em alguém, mesmo que todos digam o contrário, ela vai te apoiar. Com isso ela conquistou um novo amigo, Tim, que é um pixie e é temido por todos que conhecem o que um pixe faz, porém Jayne muda toda a perspectiva dos Fae, ela aos poucos mostra ao que veio, e se antes era vista como mimada e malcriada, agora ela começa a ganhar respeito e ser notada como uma Fae da Luz especial.

Veja bem, eu adorei demais este livro, mais infelizmente a autora não evoluiu no enredo, eu esperava muito mais para um livro de 368 páginas, neste livro apenas conhecemos o mundo dos Fae, seus treinamentos e uma promessa de um inimigo potencial, e claro que num livro que te conquista você quer sempre mais, mais romance, mais mistério e ação.

Agora, só resta aguardar os próximos volumes.

Trevas e Luz (Guerra dos Fae, #3)
Nova Ordem Mundial (Guerra dos Fae, #4)







News Grupo Editorial Pensamento.

em 22 de maio de 2014


Ola meus amores, confiram comigo os lançamentos do Grupo Editorial Pensamento.


Alma de Luz

Obras de Arte para a Alma - Joma Sipe


Sinopse: Neste livro do poeta e artista visionário português Joma Sipe, a sua arte gravita em torno de nove temas, incluindo Catedrais Sagradas, a Árvore da Vida, os Chakras, o Zodíaco, Mandalas e temas ligados ao clássico espiritualista Um Curso em Milagres, aprimorados por frases extraídas de livros esotéricos e pela sua própria poesia. Tudo na obra é utilizado para transmitir impressões intuitivas da essência eterna do ser humano, como também do artista e do seu mundo. 

Cada pintura reproduzida nesta deslumbrante obra irradia a Energia que ele percebe interiormente no Coração do Universo. Criada unicamente com tinta dourada e prateada, cristais e efeitos especiais de computador, a sua arte reflete suas impressões de seu longo estudo sobre o esoterismo, especialmente o trabalho de H. P. Blavatsky, Rudolf Steiner, Éliphas Lévi, G. I. Gurdjieff, Paramhansa Yogananda e Eckhart Tolle. Uma obra de arte espiritualista em forma de mandalas de luz que pode ser usada para atingir os núcleos mais profundos do Ser.




Amores Improváveis

Histórias Reais do Reino Animal para Aquecer seu Coração 

Jennifer S. Holland 


Sinopse: Depois do sucesso do best-seller Amizades Improváveis, que documentou histórias incríveis de vínculos entre espécies diferentes, Amores Improváveis oferece uma visão reconfortante de animais que têm um apego profundo e amoroso um pelo outro. Será que existe mesmo amor fora do reino humano? Embora alguns etologistas possam se opor a essa ideia, os 43 relacionamentos impressionantes apresentados neste livro repleto de histórias comoventes apontam para um enfático sim. Aqui estão histórias de espécies de animais muito diferentes que não querem se separar de jeito nenhum. De animais que fariam qualquer coisa para proteger aquele que eles amam. E de animais que oferecem o amor inabalável de um pai ou mãe a um filho de sangue. 

Escritas por Jennifer S. Holland, e documentadas com encantadoras fotos coloridas, estas belas histórias provam que o amor não conhece fronteiras. Você vai conhecer a história da dálmata que cuida de um carneiro órfão recém-nascido – um carneiro que por acaso tem as mesmas pintas da mãe adotiva! A dedicação de Chendra, uma elefanta resgatada da Indonésia, que cumprimenta os seus amados bodes e leões-marinhos, entre outros animais, em cada passeio que dá no zoológico de Oregon. Ou a história da raposa e do cão de caça – um verdadeiro conto de fadas da vida real – que são tão afetuosos quanto irmãos de sangue.




O estranho mistério das Quartas-Feiras

Julie Bourbeau

Sinopse: O vilarejo de Max é absolutamente normal em todos os sentidos e em todos os dias da semana... exceto às quartas-feiras. A maioria dos habitantes tranca portas e janelas para se esconder das muitas coisas estranhas que acontecem nesses dias, coisas como gatos presos dentro do aspirador de pó, bolos de aniversário que pegam fogo ou escorregões com desfechos catastróficos. E Max, de 10 anos de idade, não gosta de ficar trancado em casa. 

Inquieto e curioso, ele quebra todas as regras do vilarejo e sai à procura da causa de todas essas esquisitices das quartas-feiras. O que ele descobre é um segredo tão bizarro e sobrenatural que sua vida jamais será a mesma. O próprio Max nunca mais será o mesmo! 

De repente, os acidentes inexplicáveis tão comuns às quartas-feiras passam a acontecer com ele também às quintas, às sextas e até mesmo aos sábados! O que aconteceu com Max? E, mais importante, será que existe uma cura para esse estranho mistério das quartas-feiras? Mistério, magia, monstros perigosos e outras bizarrices você encontra aos montes nesta história fantástica de um garoto que quer desesperadamente que sua vida volte ao normal!

Beijos 




Trechos de Quarta | #Teaser

em 21 de maio de 2014

Trechos de Quarta (Teaser Wednesday) #73


Qualquer um pode jogar, basta fazer o seguinte,
Pegue sua atual leitura
Escolha seu “trecho” preferido,
Compartilhe um “trecho” do livro
Compartilhe o título e o autor também...




Elle Casey - 368 páginas - Geração 




" - Somos servos do vento. Somos rápidos, podemos voar, e somos bem habilidosos com uma lança e uma espada.
- Isso é legal demais! Voar! Como vocês fazem isso sem asas?
- Cavalgamos o vento."

Beijos 



News Book-Trailer

em 20 de maio de 2014


Bom dia meus amores, já assistiram ao Book-trailer do livro "Como Viver Eternamente"?

Não?! 

Então vem comigo, é lindo e Emocionante, assim como o livro!! ^^









Resenha Intueri

em 19 de maio de 2014


Devoy 2 
Paula Vendramini - 260 páginas - MODO Editora Tradicional 

Após conseguir fugir de seu destino imposto, Celebriant consegue chegar até onde queria: a Base Rebelde. Mas ela chega quase morrendo e, para curá-la, Phoebe Lynx usa de seus poderes de Curare e encontra sua marca de Oculta. Assim que descobrem quem ela realmente é, os Anciões da Base tomam uma medida drástica quanto àquela aparente intrusa entre eles. Será Celebriant capaz de alcançar o seu destino? Ou ela novamente irá se encontrar no meio de pessoas que não querem nada além de controlar o seu poder?






Simplesmente não sei como começar esta resenha, tentei três vezes e apaguei meu texto, vou então fazer o meu melhor agora.

Conheci a Saga Devoy por intermédio de Lhaisa Andria, amei Almakia e a escrita da Autora, seu livro se tornou favorito e como eu tinha terminado Almakia e fiquei órfã e saudosa da narrativa da autora, resolvi explorar o mundo de fantasia de Paula amiga, irmã de Lhaisa.

Não foi surpresa que Amei a narrativa de Paula e fiquei apaixonada pelos personagens de Devoy, devorei o primeiro livro e fiquei estarrecida com o final. Precisava desesperadamente da continuação, mais infelizmente tive que aguardar. Foram sete meses de espera para o lançamento de Devoy Intueri.


O mundo fantástico criado por Paula é maravilhoso, conhecer Celebriant Devoy e sua familia, sua provação, suas conquistas, os poderes, os ocultos, seu Destino.

Celi tem um destino, no primeiro momento está um pouco confusa, no final de Kassan, Celi precisou matar Erik, ela está fugindo e contou com a ajuda de Saori, mais agora ela está sozinha, esta sendo caçada por seu noivo, e o imperador a quer a todo o custo, ele quer usar seu poder de morte.

Com a fuga, Celi se encontra fraca e não consegue chegar ao esconderijo dos Rebeldes a tempo, a neve cai, seu corpo não mais sustenta seu peso, seus olhos se fecham e Celi pensa que tudo acabou, que tudo foi em vão. Porém Jean Michel Vandreisen sente que tem algo errado nos arredores da Base dos Rebeldes, ele encontra Celi e a leva para Phebe e Aaminah, elas descobrem que Celi é uma oculta e isso é ruim, Aaminah sabe que precisa salvar Celi, ela conhece a menina que está na maca, ela sabe do seu destino, mais Celi não quer viver.

O coração de Celi parou, ela encontrou Erik, o abraçou e chorou, estava feliz por reencontrá-lo, mais ela não pode ficar ali, ela precisa voltar.


"- Eu não quero saber de destino! - apontou o dedo para ele - Da última vez que eu ouvi isso de você, no fim, tive que matá-lo!- Mas esse era meu destino, Celi! - ele balançou a cabeça, como se tivesse falando com uma criança - Quando você se jogou no abismo, fui eu que a segurei... Eu nunca deixaria você desaparecer na escuridão. Seu destino é bem maior do que morrer dessa forma! Sim, há muita dor pela frente, Celi, tantas maiores que essa... E ao mesmo tempo, tantas felicidades! Há tanto a descobrir e crescer agora..."


Neste livro dois, conhecemos novos personagens, novos conflitos e lutas, um possível romance ao qual não me agradou em nenhum momento, a perda de memória de Celi também não me agradou, mais ao mesmo tempo me encantei com Meehiel e Vandreisen que apesar de ser rude, antipático e arrogante tem seus encantos, não sei qual é a dele, mais pressinto muitas emoções.

Saori chega para abalar as estruturas, corações a mil com a descoberta de Celi, de que sua perda de memória foi forçada, desespero total novamente no final e aquela sensação de que necessita desesperadamente da continuação.

Seria mentira falar que superei a morte de Erik Otto, ele ainda vive no meu coração de leitora apaixonada, também sei que muitas emoções ainda estão por vir, enquanto isso que tal conhecer um pouco mais de cada personagem no site da autora? Você não irá se arrepender!


Beijos




Save The Date | #INCENDEIAME

em 15 de maio de 2014


Oi meus amores, tudo bem?

Hoje é dia de participar de um grande Desafio, a partir das 10h da manhã, começa a ação #INCENDEIAME na Fan Page da Novo Conceito. Vamos desbloquear o download gratuito do E-book Fragmenta-me?



"E para aqueles que acreditam que Fragmenta-me é o fim, aí vai um desafio: se nossos leitores e parceiros conseguirem desbloquear o download no mesmo dia, seguindo as etapas necessárias, vai rolar promoção mais que especial em todas as nossas redes \o/ "

Então, vamos incendiar as Redes Sociais?

Beijos 


Trechos de Quarta | #Teaser

em 14 de maio de 2014


Trechos de Quarta (Teaser Wednesday) #72


Qualquer um pode jogar, basta fazer o seguinte,
Pegue sua atual leitura
Escolha seu “trecho” preferido,
Compartilhe um “trecho” do livro
Compartilhe o título e o autor também...



Paula Vendramini - 260 páginas - MODO Editora Tradicional 






"- Não quero mais viver. - ela grunhiu, virando-se de costas para ele.
- Me desculpe, Celi, mas você não pode morrer."


Ps: Ola meus amores, sei que o quote é bem pequeno e não conta muita coisa, mais foi o momento em que mais me emocionei. 

Beijos 




Resenha Os Assassinos do Cartão Postal | @editoraarqueiro

em 13 de maio de 2014



Os Assassinos do Cartão-Postal 
James Patterson - 304 páginas - Arqueiro 



Uma viagem para conhecer as mais belas cidades da Europa é o sonho de qualquer pessoa. Porém, o detetive da NYPD Jacob Kanon não está interessado nos pontos turísticos. Após receber a notícia do brutal assassinato de sua filha e namorado, mortos em Roma, Kanon viaja para o Velho Continente para tentar juntar pistas sobre o crime que mudou sua vida. E a onda de assassinatos está só começando: jovens casais são encontrados mortos em Paris, Copenhague, Frankfurt e Estolcomo. Os crimes parecem não estar conectados, com exceção de um cartão-postal enviado para o jornal local da cidade de cada nova vítima. Quando o repórter sueco Dessie Larsson recebe um postal, Kanon junta forças com o jornalista e partem para o novo destino para tentar capturar o serial killer.






O detetive Jacob Kanon está no rastro dos assassinos de sua filha Kimmy, ela é apenas mais uma vitima dos assassinos do cartão postal, jovens casais são encontrados mortos com a garganta cortada. Os assassinos enviam um cartão postal da cidade que eles estão e depois mandam fotos dos casais.

Jacob já está familiarizado com a rotina dos assassinos, ele sabe que quando os assassinos chegam a uma cidade, eles enviam um cartão postal de um ponto turístico para um jornalista local, neste cartão eles pedem que o jornalista aguarde contato. Enquanto isso os assassinos partem em busca de um jovem casal apaixonado, depois que os assassinos matam suas vitimas eles tiram fotos com a polaróide e mandam para o jornalista. Agora o jornalista tem que tentar desvendar onde é o local, encontrar o casal e tentar desvendar o próximo passo, qual é o motivo, o que há em comum entre os assassinatos, qual a mensagem.

Jacob se une a jornalista Dessie Larsson para desvendar todo esse mistério, porque embora ele conheça a parte técnica, ele não entende o que na verdade os assassinos estão mostrando.

“A 32° delegacia de polícia de Nova York tinha os maiores índices de assassinato em Manhattan, mas ele nunca havia visto nada parecido com isso. Todas as mortes eram friamente calculadas e as posições eram preparadas de maneira doentia.”

Jacob é detetive de homicídios da 32° delegacia do departamento de polícia de Nova York, há seis meses ele segue os assassinos, mais está sempre a um passo atrás. Agora os assassinos escolheram a jornalista Dessie para mandar o postal, talvez esse tenha sido o maior erro deles.

Dessie é inteligente, mas não é uma repórter famosa e não tem grande status no trabalho, ela pode não ter sangue frio para lidar com assassinatos cheios de sangue e crueldades, mais ela conhece os hábitos de uma dupla de ladrões.

“Havia um aspecto interessante no padrão dos assassinos: eles também eram ladrões.”

Aos poucos a Equipe de investigação, Dessie e Jacob vão descobrindo o que há por trás de casa assassinato, já fizeram grandes descobertas, eles só não contavam que os assassinos fossem tão espertos, pois quando você pensa que eles vão ser presos, eles dão um jeito de escapar e de cabeça erguida, eles literalmente passam a perna na policia.

A narrativa é alternada, conhecemos a dor e persistência de Jacob, a inteligência de Dessie e a mente doentia dos assassinos.
Os personagens conquistam como protagonistas, Jacob e Dessie são tão diferentes e aos poucos somos conquistados por eles, passamos a torcer pelo casal, mais também torcemos para que os assassinos cometam um erro.

Este livro me surpreendeu, não imaginava que iria gostar tanto, não conseguia parar de ler, o final foi inspirador porém me peguei querendo mais, gostaria de conhecer um pouco mais da família de Dessie, os assassinos mereciam encontrar de perto o Robert. Eu adoraria um livro que abrangesse a história de Dessie, sua infância não foi mole e sua família renderia um ótimo livro.


Eu recomendo este livro, de olhos fechamos, ele já virou favorito, e olha, este livro daria um ótimo filme e acho que temos grandes chances disso acontecer!

Beijos








Editora Charme Entrevista

em 12 de maio de 2014



Uma das apostas para 2014, da Editora Charme, Tudo o que eu preciso, é o primeiro livro da série B&S, da autora Kimberly Knight, que conta uma historia de amor entre Brandon e Spencer, um casal que se apaixona perdidamente, mas que vai precisar superar uma série de desafios para encontrar seu "felizes para sempre". 

Sempre muito simpática, Kimberly aceitou bater um papo com o Blog da Charme e fala um pouquinho mais sobre sua carreira literária, seus livros, a relação com os fãs, sua vida pessoal e como deixou de ser uma leitora comum, para se tornar uma autora Best-Seller com quatro livros já publicados nos EUA e o primeiro à caminho do Brasil.




Com vocês, Kimberly Knight 

EC: Kimberly, obrigada por aceitar conversar conosco. Conte-nos como foi que a literatura e o processo de escrever entrou em sua vida:

KK: Eu não era uma grande leitora até que eu li Cinquenta Tons de Cinza, por volta de 2011. Depois de me apaixonar pelos romances, eu pensei sobre como seria escrever o meu próprio livro. Após mais ou menos um mês pensando sobre a história que eu iria escrever, eu disse ao meu marido: "Eu vou escrever um livro." Naquela noite, eu comecei a escrever Tudo o que eu preciso e agora eu tenho cinco livros publicados!

EC: Como foi o processo de criação da história de Brandon e Spencer? Você se inspirou em uma história real? Você criou dois personagens muito próximos da realidade.

KK: Eu criei Brandon tendo como base o homem dos meus sonhos. Eu nunca pensei que eu, realmente, publicaria o meu livro. Então, eu escrevi, pensando no que eu gostaria de ler, como leitora. Eu tenho algumas características de Spencer e algumas das coisas que ela diz ou faz são coisas reais, que aconteceram comigo, mas na maior parte é ficção. Eu também acabei escrevendo os personagens como se eles fossem meus amigos. Na verdade, a maioria dos sub-personagens da série são pessoas que eu conheço na vida real.

EC: Quais são os autores que te inspiram? Que tipo de livro que você gosta de ler?

KK: Eu preciso falar que é EL James, porque sem Cinquenta Tons, eu não teria começado a ler, tanto quanto eu leio agora. Antes, eu lia, talvez, um livro por ano e meu gênero favorito era mistério de assassinato. Agora, eu tenho que ter sexo em meus livros. Eu acho chato livros que não tenham sexo. Além disso, Sylvia Day é incrível e eu amo sua escrita. Espero ser tão bem sucedida como ela, um dia.

EC: Como é sua relação com os leitores? Podemos ver que você é muito ativa nas redes sociais e seus leitores são muito próximos. Como você vê essa relação?

KK: Eu tento responder a todos os meus fãs. Às vezes é difícil, especialmente com as viagens (a autora viaja bastante para eventos literários), mas eu sei que sem eles, eu não estaria onde estou hoje. Eu adoro conversar com meus fãs, ouvir o que eles pensam dos meus livros, e encontrá-los em eventos. Um mês depois que comecei a escrever Anything Like Me (Livro 3 da série B&S), eu descobri que eu tinha um tumor em um nervo, próximo do meu pulmão direito. Eu não contei a ninguém o que eu estava passando, enquanto eu estava escrevendo o livro. Meus médicos e eu pensamos que eu iria ficar bem depois que eu fizesse a cirurgia, para remover o tumor. O que não sabíamos, era que era um tipo de tumor que poderia voltar a crescer. Durante o processo de Anything Like me, eu precisei passar por uma radioterapia. Foi quando eu disse aos meus fãs sobre meus problemas de saúde e eles, desde então, têm me dado tanto suporte e me mantiveram escrevendo mesmo quando eu queria desistir, porque eu estava tão cansada durante radiação.

The Borgias - TV Séries

em 11 de maio de 2014

Sinopse:

Baseada na sórdida saga da Família Bórgia, uma das mais lembradas famílias da história, a crônica se passa na Itália do século XV, durante o auge do Renascimento. A série começa no momento em que o patriarca Rodrigo Bórgia (Jeremy Irons) é elevado a Papa, dando início a um grande e cruel jogo de intrigas e disputas. Todos os pecados são cometidos em nome do poder, influência e riqueza para sua audaciosa família.

Direção: Neil Jordan

Elenco:
Jeremy Irons como Rodrigo Bórgia / Papa Alexandre VI
François Arnaud como César Bórgia
Holliday Grainger como Lucrécia Bórgia
Joanne Whalley como Vannozza dei Cattanei
Lotte Verbeek como Giulia Farnese
David Oakes como Juan (Giovanni) Bórgia
Sean Harris como Michelotto Corella
Steven Berkoff como Girolamo Savonarola
Simon McBurney como Johannes Burchart
Aidan Alexander como Gioffre Bórgia
Colm Feore como Giuliano della Rovere (posteriormente Papa Júlio II)
Augustus Prew como Afonso II de Nápoles






O trono de São Pedro já foi puro. Mas nós o manchamos com nossa cobiça e luxúria. Quem o limpará?" 
-  Pergunta Inocêncio VIII aos seus cardeais no seu leito de morte, no final do século 15.




Vejo algumas séries e claro que as históricas, assim como os livros, são as minhas favoritas. Demorei para acompanhar Os Bórgias, e agora me arrependo, ainda bem que encontrei para locação numa ótima videolocadora que tem perto de casa, pois é magnífica assim como deve ser o livro que foi baseada, do escritor Mario Puzzo, que também já coloquei na lista dos desejados.



A série conta a história de Rodrigo Bórgia, um eclesiástico, desses carreiristas, que não servem a Deus, e sim aos seus próprios interesses com fins unicamente de poder e enriquecimento, que desde sempre existiram e existirão na verdade. Com o falecimento do papa Inocêncio VIII, o então cardeal Rodrigo Bórgia lança-se de todas as suas armas para conseguir o posto de papa, usa seus filhos para comprar votos dos outros cardeais e assim consegue sua eleição no conclave. Sua carreira é marcada por traições, assassinatos, luxúria, incesto e alianças de poder.

Assim que é eleito, insere seu filho do meio, Juan, no comando da guarda de Roma, e seu filho mais velho, que era o que mais queria esse posto, ele obriga a seguir carreira religiosa, até torná-lo cardeal, e isso dá início a uma discórdia entre os irmãos até seu trágico final.


Césare era tudo menos um religioso exemplar, estava nessa posição contrariado, era violento e calculista, o livro O Príncipe, de Maquiavel, é baseada nessa história, e durante a série veremos Maquiavel entre os palácios e muito próximo ao Césare, com quem conviveu durante algum tempo.

Césare em muitas histórias que pesquisei é apontado como amante da própria irmã, Lucrécia Bórgia, e ela também é alvo de disputa com seu irmão mais velho. Lucrécia é uma menina muito bonita e desde os treze anos, é usada como forma de manter alianças por seu pai, para mantê-lo forte e no poder, em biografias conta-se que é especialista em venenos como todos de sua família na verdade. No videoclipe Paparazzi da Lady Gaga, a cena que a mesma tira veneno do anel é baseada nessa história, pois Lucrécia tinha esse anel que escondia a “Cantarella”, famoso veneno dos Bórgia.


Os Bórgias foram uma família marcada por muitos crimes, e claro, não é bem lembrada na Igreja Católica, foi um dos muitos períodos nefastos que denegriram sua imagem, mas que merecem ser contadas.

Jeremy Irons no papel de Rodrigo Bórgia, o papa Alexandre VI está esplêndido, e merecidamente recebeu os prêmios Emmy, um Globo de Ouro e um SAG pela sua atuação.

Claramente é baseada em outra série de sucesso, The Tudors, que também tem seu roteirista e criador Michael Hirst nesta produção.

Atuações ótimas, roteiro bem construído, figurino e fotografia impecáveis fazem desta uma das melhores séries já feitas atualmente, uma pena ter sido cancelada, parou na 3ª temporada. Mesmo assim vale ser vista!

Até a próxima,



Resenha Colin Fischer | @Novo_Conceito

em 9 de maio de 2014




Ashley Edward Miller, Zack Stentz - 176 páginas - Novo Conceito 



Resolvendo o crime. Uma expressão facial por vez. O ano letivo de Colin Fischer acabou de começar. Ele tem cartões de memorização com expressões faciais legendadas, um desconcertante conhecimento sobre genética e cinema clássico e um caderno surrado e cheio de orelhas, que usa para registrar suas experiências com a MUITO INTERESSANTE população local. Quando um revólver dispara na cantina, interrompendo a festinha de aniversário de uma das garotas, Colin é o único que pode investigar o caso. Está em suas mãos provar que não foi Wayne Connelly, justamente aquele que mais o atormenta, que trouxe a arma para a escola. Afinal de contas, a arma estava suja de glacê, e Wayne não estava com os dedos sujos de glacê…







Edição: 1

Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581634166
Ano: 2014
Páginas: 176
Tradutor: Henrique Monteiro


Colin é extremamente investigativo, está sempre estudando as expressões das pessoas em volta e fazendo anotações em seu caderno.
Ele não gosta de multidão e lugar fechado, ele sente o mau cheiro, o odor, o barulho antes de adentrar ao local, ele não te olha nos olhos e tem certo problema com toques, mais isso tudo é porque Colin tem Síndrome de Asperger que é um transtorno do espectro autista.


Neste livro podemos ter uma idéia do que é ter está Síndrome, sentir na pele todos os sentimentos de Colin, seus medos, suas descobertas, seu senso investigativo e seu nível de inteligência.

Um livro que trata de um tema delicado, pois muitas vezes Colin passou por Bullyng, crianças com tendências maliciosas, mais não é só das coisas ruins que aprendemos neste livro, é adorável passar um tempo com Colin.


Colin Fischer é um garoto diferente e cheio de manias, suas peculiaridades são bem interessantes, sua forma de viver, enxergar o mundo, lidar com sua família, seus “amigos”, sua sinceridades aparente.


“Seus seios cresceram – Colin anunciou.As bochechas de Melissa tingiram-se de vermelho e ela deu um risinho e tossiu.  Estava acostumada com Colin, mas nunca inteiramente preparada para ele.”
Pág. 23


Ele vê as atitudes de outras pessoas como uma afronta na maioria das vezes e suas “respostas” te deixa chocada ou surpresa, como quando Melissa retira o caderno das mãos de Colin e escreve seu telefone nele.


“- Você escreveu no meu caderno – disse Colin....Colin suspirou.- Ela o estragou.”


Não vou fazer um resumo do livro, até porque a sinopse já nos dá uma base, não iria ler este livro no momento, mais depois de ler a Resenha da Zilda do Cachola Literária, eu simplesmente corri para ler, e não me arrependi, é um livro rápido, a narrativa é gostosa e não é em nenhum momento cansativa.