O Sal da Vida - Françoise Héritier

em 18 de dezembro de 2014














Existe uma forma de leveza e de graça no simples fato de existir, que vai além das ocupações, além dos sentimentos poderosos e dos engajamentos políticos. É sobre isso que este livro fala. Sobre esse pequeno plus que nos é dado a todos: “O Sal da Vida”. Nesta meditação, nesta espécie de poema em prosa em homenagem à vida, totalmente íntimo e sensorial, a renomada antropóloga Françoise Héritier vai atrás das pequenas coisas agradáveis (às vezes nem tanto) às quais aspira o mais profundo do nosso ser: as imagens e as emoções, os momentos marcados de recordações que dão sabor à vida, que a tornam mais rica e mais interessante do que muitas vezes acreditamos que ela seja, e que nada nem ninguém poderá nos tirar, nunca, jamais!










Título: O Sal da Vida — O que faz a vida... Valer a pena!
Autora: Françoise Héritier 
Editora: Valentina
Número de páginas: 112



Tateando livros pela livraria Saraiva de um grande shopping da minha cidade, eis que me deparo com esta preciosidade! Que livro mais gracioso, uma leitura reflexiva, dessas que precisamos ler de vez em sempre para nos dar ânimo à vida. 


Este é meu terceiro livro da Maratona Literária #EuTôDeFérias.


Demorei a perceber o que era o sal da vida, é o tempero, o que dá gosto a nossas vidas, e cada um tem a sua concepção. A autora simplesmente foi fantástica em dar vários toques do sal de sua vida, descrevendo linha por linha o que era o tempero da própria: água de coco, tomar banho de chuva, banho de mar, catar conchinhas, rir a beça, passear com os amigos que não via a muito tempo, brincar com crianças, tomar um sorvete e assim por diante.


O sal da vida é desses livros que são bons de ter por perto, na cabeceira, e são excelentes opções para presentear, fica a dica para este Natal.




“Chorar com um livro , suspirar por mocinhos fofos, ter uma imaginação fértil, aguardar o carteiro, cheirar um livro novo, ser fangirl com as suas amigas, receber um abraço (mesmo virtual), fazer coleção de marcadores, ir a eventos literários, receber um comentário dizendo que alguém amou o livro que você recomendou, esperar para sempre a minha carta de Hogwarts, ser respondida por um autor no twitter, todas as amizades feitas, abraçar a Meg Cabot, rir com Adrian Ivashkov, escrever resenhas, começar a ler um livro no dia em que ele foi lançado, receber comentários nas resenhas, reclamar quando um livro não for bem adaptado…”




Coisas simples, que geralmente nos passam despercebidas, mas que sem elas nossa vida seria totalmente sem graça, já pararam para pensar em não termos o pôr do sol, a lua e as estrelas, o mar, a delícia das risadas dos bebês, o vento, a inocência das crianças e tudo mais que é corriqueiro, mas maravilhoso pois é a bênção da própria existência. 


Poético, inspirador e comovente, tem uma capa belíssima que praticamente entrega o que vamos ler e além de leve é fininho, lemos numa tarde.


No final, traz páginas pautadas para a gente escrever sobre o sal que move a nossa vida.


Adorei esse livro e comprei mais um para presentear num Amigo Secreto!


Espero que tenham gostado.



Até a próxima,




8 comentários

  1. Oi Nanda...
    Ainda não tinha visto esse livro. Mas gostei muito da resenha.
    Sem contar que é curtinho, a leitura deve ser bem rápida.
    Ahh amei mesmo. Está anotado.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Uma pena não ter dado para eu participar da maratona, tu já está no terceiro :p. Gente que fofo, e quem não finge estar normal mas por dentro está dançando quando o carteiro bate em casa, e sobre ser fangirls *-* ♥. Realmente, tem coisas que nem vemos e nem sentimos o quanto é bom para nós, muito lindo. Adorei o livro, espero poder ler, e espero seu amigo gostar do livro.
    Abraços Nanda,
    ThayQ.

    ResponderExcluir
  3. Nossa que livro lindo, vi ele na Saraiva um dia desses, mas não tinha lido nada sobre ele, o que me encantou foi a capa, mas agora com a resenha, creio que vale a pena adquiri-lo.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. aeeeee mais uma resenha fofosaaa da Fer :d linda capa desse livro;;;; dá desejo de ler só olhando!
    mas no momento eu estou mais em romances de época :)
    Beijokasss e continue sempreee

    ResponderExcluir
  5. Oiii Nanda, tudo bem??? Também estou participando dessa maratona, e estou passando para conhecer os blogs parceiros :)
    Amei essa capa, eu queria ganhar. ahhahahahah
    A sua resenha também gostei. E o sal da vida... Ah, a vida precisa ter tempero né? Coloca pimenta e alho também, ashuabsuahsua. Beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Nanda, lembro que li algumas resenhas muito boas deste livro, mas nunca realmente me interessei por ele. Que bom que você gostou, fico feliz.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  7. Eu queeeero! Apaixonei na capa, no título, na sinopse, em tudo! Hahaha
    Gosto muito de leituras assim reflexivas *-* E essas páginas no final? Ai que legal! Realmente, parece ser uma ótima pedida pra dar de presente!

    ResponderExcluir
  8. Amei a capa: um casalzinho em Paris *-* fiquei curiosa para conhecer um pouco mais da historia, parece ser daqueles livros pequenininhos bem calminhos... acho que vou gostar! parece bem legal.

    ResponderExcluir

Ola!
Agradeço pelo comentário!
Beijinhos Carinhosos!