Memórias das minhas putas tristes - Gabriel Garcia Màrquez

em 27 de abril de 2014







“No ano que completei noventa anos, quis presentear-me com uma noite de amor louco com uma adolescente virgem”. E é assim, sem rodeios, que Gabriel García Márquez nos apresenta a história deste velho jornalista que escolhe a luxúria para provar a si mesmo, e ao mundo, que está vivo. Primeira obra de ficção do autor colombiano em dez anos, “Memória de Minhas Putas Tristes” desfia as lembranças de vida desse inesquecível e solitário personagem em mais um vigoroso livro de Gabriel García Márquez. O leitor irá acompanhar as aventuras sexuais deste senhor, narrador dessas memórias, que vai viver cerca de “cem anos de solidão” embotado e embrutecido, escrevendo crônicas e resenhas maçantes para um jornal provinciano, dando aulas de gramática para alunos tão sem horizontes quanto ele, e, acima de tudo, perambulando de bordel em bordel, dormindo com mulheres descartáveis, até chegar, enfim, a esta inesperada e surpreendente história de amor. Escolhido o presente, ele segue para o prostíbulo de uma pitoresca cidade e ao ver a jovem de costas, completamente nua, sua vida muda imediatamente. Quando acorda ao lado da ainda pura ninfeta Delgadina, o personagem ganha a humanidade que lhe faltou enquanto fugia do amor como se tivesse atrás de si um dos generais que se revezaram no poder da mítica Colômbia de Gabriel García Márquez. Agora que a conheceu, ele se vê à beira da morte. Mas não pela idade, e sim por amor. Para uns, “Memória de Minhas Putas Tristes” trata-se de uma reflexão romanceada sobre o amor na terceira idade. Para outros, é um hino de louvor à vida e, por extensão, ao amor, já que um não existe sem o outro no imaginário do Prêmio Nobel de Literatura de 1982. Sempre sublime, Gabriel García Márquez presenteia-nos com esta jóia narrativa repleta de sabedoria, memória e bom humor, que confere ainda mais brilho à sua genialidade literária.”









Autor: GARCIA MARQUEZ, GABRIEL
Idioma: PORTUGUES
Editora: RECORD
Assunto: LITERATURA ESTRANGEIRA - LATINO-AMERICANA



Para homenagear nosso querido autor colombiano, El Gabo, falecido em 17 de abril de 2014, não poderia deixar de fazer uma resenha de um de seus livros, e este foi o primeiro que li do autor. Este que foi homenageado com o Nobel da Literatura em 1982 pelo conjunto da obra.


Os clássicos são de longe meu estilo literário favorito, e não ler Marquez seria um crime, li apenas dois até agora, este e Cem anos de solidão.


Memórias de minhas putas tristes não é seu melhor livro e não gostei da revisão feita na edição que li na época de seu lançamento, mas farei uma crítica construtiva, pois a ideia central e sua poesia é magnífica.



“Desde então comecei a medir a vida não pelos anos, mas pelas décadas. A dos cinquenta havia sido mais decisiva porque tomei consciência de que quase todo mundo era mais moço que eu. A dos sessenta foi mais intensa pela suspeita de que já não me sobrava tempo para me enganar. A dos setenta foi temível por uma certa possibilidade de que fosse a última. Ainda assim, quando despertei vivo na primeira manhã de meus noventa anos na cama feliz de Delgadina, me atravessou a ideia complacente de que a vida não fosse algo que transcorre como o rio revolto de Heráclito, mas uma ocasião única de dar a volta na grelha e continuar assando-se do outro lado por noventa anos a mais.”


A história é sobre um jornalista que passou sua vida admirando a noite em meio as prostitutas, um senhor de idade já avançada e que tenta manter seus hábitos da juventude, um homem bastante culto e que se divertiu muito na vida. 


No auge de seus noventa anos, pede para sua amiga cafetina para arrumar-lhe uma virgem para comemorar seu aniversário, e Rose Cabarcas, vai atrás de seu desejo.


Encontrou uma menina de 14 anos, cujo trabalho era pregar botões e cuidar de seus irmãos mais novos, a leva até um quartinho e de tanto dar chás para acalmá-la, ela acaba adormecendo. Enfim, não acontece nada, mas o jornalista se apaixona por ela, e em meio a poesias vamos nos aprofundando na história e nos personagens que são apaixonantes, e compreendendo a dor da solidão, e as razões e devaneios do protagonista.


No início, achei que seria um livro no estilo de Lolita, mas não, é um livro poético e elegante.

Me apaixonei pelo autor desde então!

Espero que gostem, e até a próxima,


Beijos Nanda




12 comentários

  1. Que linda história. Ainda não tive o privilégio de ler algum livro dele. Mas esse me despertou a atenção. Adoro romances. Me lembrou o filme "Deite Comigo", pelo seu teor romancista.

    O Teorias do Leão da Montanha agora se chama Testahy. Confira as novidades:

    Testahy
    Curta: Testahy

    ResponderExcluir
  2. Oi,Mila!
    Eu adquiri esse livro faz pouco tempo, mas ainda não consegui lê-lo. Vontade não falta, pois como você mesmo disse, passar ´por essa vida sem ler alguma obra do autor é um crime. Gostei da resenha e espero inclui-lo na lista de leitura desse ano.

    Bjs!
    Zilda Peixoto
    http://www.cacholaliteraria.com.br

    ResponderExcluir
  3. oie Fer
    nunca li nada do autor, e estou super curiosa para ler esse livro, agora que sei do que se trata. Sempre torci a cara pelo título, e por também imaginar uma história típica de Lolita como você, mas agora sua resenha me deixou na curiosidade.
    Bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia p livro, dica anotada aqui ;)
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. É triste quando pessoas queridas se vão e Gabriel Garcia Màrquez era isso. Tenho esse livro e não dou, não empresto e não vendo!

    ResponderExcluir
  6. Oie Mila,
    Já ouvi falar muito deste livro, mas tenho certeza que não vou curtir muito, então dispenso por enquanto.

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  7. Pura emoção este livro. Adorei ler a sinopse e sua resenha. Fiquei encantada com seus comentários sobre o personagem e sua história. Com certeza adoraria ler este livro. Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Oi Fernanda, ótima resenha.
    Eu ainda não li nada deste autor, uma falha que pretendo corrigir assim que possível. Mas, não sei se gostaria deste livro.
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Mila...Sempre interessante lermos algo diferente do que estamos habituados e este livro chamou muito minha atenção...Adorei conhecer este livro. Ótima resenha!!
    Beijos ♥

    ResponderExcluir
  10. Não li esse livro e confesso que tinha uma ideia totalmente diferente sobre ele quando lia o título e sinopse. Preciso ler.
    Obrigada pela dica, assim que der vou comprar uma edição pra mim.
    Beijos
    Vivi
    RR

    ResponderExcluir
  11. Nunca li nada sobre Gabo, mas me deu vontade de ler para saber como a menina reage com esta história toda, se ela também se apaixona por ele, fiquei curiosa.

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Ainda não li a obra, mas sempre vejo inúmeros comentários positivos sobre ela. Está na minha lista de leitura.
    Gostei da resenha. Fiquei com mais vontade de ler.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de Abril

    ResponderExcluir

Ola!
Agradeço pelo comentário!
Beijinhos Carinhosos!