Resenha Extraordinário

em 16 de janeiro de 2014












Extraordinário


August (Auggie) Pullman nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso ele nunca frequentou uma escola de verdade... até agora.
Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.
Narrado da perspectiva de Auggie e também de seus familiares e amigos, com momentos comoventes e outros descontraídos, Extraordinário consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos, família, amigos e comunidade - um impacto forte, comovente e, sem dúvida nenhuma, extraordinariamente positivo, que vai tocar todo tipo de leitor. 










Extraordinário

Autora: R. J. Palacio
Editora: Intrínseca 
Páginas: 318


"O que é belo é bom, e o que é bom em breve será belo" - Safo.







Olá, fofuras!


Hoje, a resenha será sobre um livro, que conseguiu me fazer viajar por suas páginas cativantes, esboçados de atos corajosos e superação de si mesmo; onde a  sua aparência  é posta à prova. Assim, podemos conhecer a vida de um garoto, que é extraordinário, com um rosto único.

Esse preceito significa que deveríamos ser lembrados pelas coisas que fazemos. Elas importam mais do que tudo.Mais do que aquilo que dizemos ou do que nossa aparência. As coisas que fazemos sobrevivem a nós. São como os monumentos que as pessoas erguem em honra dos heróis depois que eles morrem. Como as piramides que os egípcios construíam para homenagear os faraós. Só que, em vez de pedra, são feitas das lembranças que as pessoas têm de você. Por isso nossos feitos são nossos monumentos. Construídos com memorias em vez de pedra." - pág. 72

Em Extraordinário, temos a oportunidade de fazer parte da vida de um garoto chamado August Pullman, mais conhecido como Auggie, que nasceu com uma síndrome genética que acarretou numa deformidade facial; consequentemente, teve que passar por inúmeras cirurgias complicadas e delicadas. Por este motivo, não frequentou uma escola de verdade; mas, agora terá a chance de conhecer o ambiente escolar do ensino fundamental, tanto as suas maravilhas, quanto as suas imperfeições. 

" Quem diria que o fato de eu me sentar com o August Pullman no almoço teria tanta repercussão? As pessoas agem como se fosse a coisa mais esquisita do mundo. É estranho como as crianças podem ser estranhas." - pág. 127



 O enredo nos mostra como é ser descrito como "esquisito" e ser aluno novo em uma escola particular, pode não ser a pior coisa do mundo. Auggie convive com os olhares tortos e assombrados em sua direção desde pequeno, todos fazendo pressuposições ao seu respeito pela sua sequela. Na escola, ele aprenderá o valor da amizade e como as suas decisões e escolhas, pode sim, mostrar a todos que é  apenas um menino normal, apesar de tudo. E com o seu  jeito encantador e extrovertido tem o poder de mudar as mentes de pessoas preconceituosas, presas a vaidade disseminados na sociedade, podem reaprender o caminho da gentiliza e do amor ao próximo.

 
De todo modo, não é que eu me importe com o modo como as pessoas reagem a mim. Já disse um zilhão de vezes: estou acostumado com isso a esta altura. Não deixo que me incomode. É como quando você sai e está chuviscando.Você não calça galochas por causa de um chuvisco. Nem sequer abre o guarda-chuva. Você anda na garoa e mal percebe que o cabelo está ficando molhado. 
Mas, quando há um ginásio enorme cheio de pais, a garoa se transforma numa         tempestade. Os olhares de todo mundo atingem você como um paredão de água." - pág 214.

Uma narrativa contada por August e por pessoas que convivem com ele dia-a-dia, nos permite conhecer profundamente a singularidade da situação por perspectivas alternativas; a autora conseguiu nos fazer, gradativamente, nos encantar por Auggie, que é apenas um garoto corajoso que enfrentou desafios difíceis e desbravou barreiras de preconceito  a sua volta. Um história que nos ensina a cultivar gentilezas e preceitos, onde nem tudo é o que parece ser; e que às vezes tudo que precisamos é de amigos.

" {...} Acho que deveria haver uma regra que determinasse que todas as pessoas do mundo tinham que ser aplaudidas de pé pelo menos uma vez na vida."


Beijos!



10 comentários

  1. Oi Mila ;)
    Eu acho que esse livro deve ser muito bom, lembro que me encantei com ele quando foi apresentado na turnê intrínseca do ano passado, mas por algum motivo desconhecido eu acabei me esquecendo dele e perdi a vontade de ler...Sua resenha me lembrou que eu preciso dele já na minha vida!!! rsrs

    Tem resenha nova lá no blog, quer ler?
    Desde já obrigada!

    Fallen In Me
    - PatyScarcella

    ResponderExcluir
  2. Oi Mila,
    realmente este livro trás muitas lições de vida rsrsrs
    Li este livro ano passado e curti a leitura

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  3. Tenho muita vontade de ler este livro e conhecer a história do personagem. Eu não sei se conseguiria passar por tudo que lhe aconteceu: cirurgias, discriminações e indiferenças. Deve ser duro viver tudo isso. Admiro a coragem e a grandeza dele. E fico triste ao mesmo tempo, pois ainda existem pessoas que dão mais valor a beleza exterior do que a interior. Trechos do livro que você colocou aqui, dá muito bem pra perceber isso. Quero assim que possível ler e conhecer mais sobre o Auggie. Beijos.

    ResponderExcluir
  4. O livro parece ser maravilhoso, e acho que vou quebrar esse preconceito que tenho com esse livro. Vou colocar ele como desejados na lista do skoob. *-*

    Beijos, http://porredelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. O livro parece ser maravilhoso, e acho que vou quebrar esse preconceito que tenho com esse livro. Vou colocar ele como desejados na lista do skoob. *-*

    Beijos, http://porredelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Mila, já li várias resenhas deste livro, mas ainda não me interessei muito por ele.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  7. Comprei esse livro por influência de uma amiga, que me deixou louca de tanto que falava dele rs.
    Acho a sinopse muito interessante e ainda não li rs.
    Adorei a resenha, me parece ser aquele livro que te dá uma boa lição de vida. :)
    Resenha #127 - Jardim de Inverno – Kristin Hannah.
    Confere lá!
    Manuscrito de Cabeceira
    Bjs.

    ResponderExcluir
  8. Já vi este livro em muitos blogs mas ainda não tinha lido a sinopse. Parece ser um ótimo livro, achei a estória bem diferente e deve ser muito emocionante, cheia de lições de vida! :)
    beijos ♥
    quemprecisadetvparaverbeyonce.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. :a eu adorei a resenha , ja tinha ouvido falar desse livro agra deu ainda mais vontade de ler ><

    ResponderExcluir
  10. Já vi que vou chorar, ai... decidi que não vou mais adiar esses dramas,,, muito pelo contrário vou passá-los na frente de todas as leituras haha

    Ando lendo opiniões bem bacanas sobre esse livro, e realmente parece ser maravilhoso.

    bjs
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir

Ola!
Agradeço pelo comentário!
Beijinhos Carinhosos!