Resenha Eu, Christiane F., 13 anos, drogada, prostituída

em 2 de dezembro de 2013





Este livro nasceu da gravação do depoimento de Christiane F. em 1978 então com 15 anos - ela depunha como testemunha num tribunal de Berlim. Esta história ensina mais do que o mais bem documentado relatório sobre a situação de uma grande parte da juventude. Christiane F. quis que este livro fosse a público. Como quase todos os viciados em drogas, desejava romper o silêncio opressivo que cerca a questão dos tóxicos entre adolescentes. Ao depoimento de Christiane F. juntou-se declarações de sua mãe e de outras pessoas que dela se ocuparam, assim completando a análise com uma perspectiva diferente.






Editora: Bertrand Brasil
ISBN: 8528604705
Ano: 2010
Páginas: 352
Título Original: Wir Kinder vom Bahnhof Zoo
Tradutor: Maria Celeste Marcondes


Li Christiane F. no início da minha fase adulta, e de tão instigante, li em um dia apenas, é uma história verídica, pesada, onde a protagonista, então com 12 anos vê sua vida desmoronar, fez escolhas e amizades erradas e em conjunto com a fase conturbada da adolescência unida a uma família desfeita, entra no caminho sem volta das drogas.

De uma família pobre de Berlim, Christiane mora com sua irmã e sua mãe, que trabalha o dia todo tentando dar uma vida digna a família, e como a menina fica a maior parte do tempo sozinha, acaba se envolvendo com pessoas erradas, caindo no vicio e posteriormente na prostituição.

“Matar-se, como minha mãe, por um apartamento ou um sofá novo é coisa de débil. Era bom para nossos pais, com suas teorias ultrapassadas. Para mim, e acho que para muitos da minha geração, essas coisas materiais, esse pequeno conforto são o mínimo vital. Precisamos de algo mais; que dê sentido à vida. E que não encontramos em lugar algum; mas alguns jovens, eu entre eles, estão sempre em busca do que poderá dar sentido à vida.”

Na época de seu lançamento, o livro causou furor pelo fato de crianças estarem no mundo das drogas serem menos freqüentes, hoje em dia ainda é um livro atual, mas infelizmente já não anormal, pelo contrário, a história é parecida com tantas outras que vemos todos os dias nos noticiários.

Crianças e adolescentes que entram no mundo do crime e viciam em drogas, pelo simples fato de não terem atenção e proteção familiares, unidas a banalização do crime e uso de entorpecentes como meios de recreação. Chega a ser preocupante e cada vez mais, isso está latente em nossa sociedade.

O livro se transformou em filme em 1981 e consegue refletir a vida sombria e chocante da protagonista, e serve como um complemento à história.

Christiane conseguiu sobreviver, mas viu vários amigos morrerem de overdose ou violência, no decorrer do livro isso é contado em detalhes, então recomendo para pessoas fortes e que gostem de dramas reais.

Eu trabalhei este livro em sala de aula, junto aos adolescentes, e obtive bons retornos.

Trinta e cinco anos depois da obra ser publicada, Christiane continua lutando contra o vicio e segue contando sua história viajando ao mundo em seminários e convenções. Lançou o segundo livro, contando sua biografia do primeiro livro até os dias de hoje, Christiane F. - Minha Segunda Vida.



Quanto ao Resultado do Top de Novembro, estou computando os comentários, aguardem e Participem do Top de Dezembro!

Valendo o Livro O Juramento de Dragon, da série House of Night!
Do dia 01/12 à 31/12.

Formulário para Inscrição No Banner!!





16 comentários

  1. Eu amo esse livro. Li quando tinha uns 16 anos e sim, a história é MUITO pesada. Acho que deveria ter lido quando tivesse mais maturidade, mas... Mesmo assim, gostei bastante da história.

    http://roendolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Já li este livro duas vezes...inclusive tenho ele ainda..bem velhinho..tenho o filme também..que já perdi a conta das vezes que assisti...
    Esse livro serve para refletir os conselhos que nossos pais nos dão e não ouvimos na euforia da adolescência.

    ResponderExcluir
  3. Oi,

    já ouvi falar muito desse livro e sou louca para lê-lo! Tramas fortes e reais sempre me agradam e as que envolvem drogas e adolescência são as minhas favoritas! Sua resenha me deixou ainda mais curiosa!

    Bjs

    ResponderExcluir
  4. meew, eu amo esse livro. Comprei num sebo um tempo atrás e devorei assim que cheguei em casa... tinha visto o filme, e apesar de curtir muito [e com a trilha de Bowie, então...] eu ainda preferi o livro. :D

    http://torporniilista.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Milla sou louca para ler esse livro, só assisti ao filme uma única vez no Ensino Médio e cara ele chocou a minha sala inteira. A história da Christiane repercutiu durante todo o ano até porque pais foram reclamar com a professora de Sociologia, dizendo que não era um filme para ser exibido em sala de aula para crianças, ainda me lembro do que minha mãe disse: "Desde quando vocês são crianças? Vocês têm 16 anos e não 6, na idade de vocês a garota do filme já tinha vivido mais do que vocês, em vez de irem a escola pra algo útil vão pra falar merda" E tu juro que ela foi na reunião de pais? Queria muito encontrar esse livro aqui na cidade, mas não acho nem com reza, mas um dia eu compro :D

    http://overdosedebeladona.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Adorei a premissa do livro, e a sua resenha me encantou muito.
    Parece ser uma leitura um pouco lenta, mas que vale a pena.
    Espero conseguir lê-lo um dia :)
    Beijos,
    Ana M.
    http://addictiononbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Esse é o tipo de livro que eu fujo proque é bem deprimente e acho que assim já basta a vida em um contexto geral. Hoje em dia, infelizmente, as crianças nesse mundo já não são novidade. É triste saber a realidade de certas coisas.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Oieee =)
    primeira vez que vejo e leio sobre o livro, caramba quantos assuntos forte ele trás, além de infelizmente ser nossa realidade nos dias de hoje :S
    Quero ler com certeza!
    Beliscões carinhosos da Máh ♥
    Cantinho da Máh
    @Maaria_Silvana

    ResponderExcluir
  9. Eu nunca li o livro, mas lembro que sempre via esse filme na locadora que eu ia, e é impossível não chamar, atenção. Infelizmente o vício em drogas, é um problema sério na nossa sociedade, e parece que as autoridades pouco fazem para isso mudar.
    Quem sabe um dia eu leio o livro. Ótima resenha!

    Bjks

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Eu vi o filme e gostei muito. Morro de vontade de ler o livro, acredito que é bem interessante.

    Beijos,
    Carissa
    www.carissavieira.com

    ResponderExcluir
  12. Ei Mila

    Eu amei este livro quando li na adolescência e quero muito comprar para ter na estante e reler para postar no blog, mas ai ter tempo ja viu ne rsrs.
    Ah não sabia q tinha outro livro dela, vou procurar saber mais.
    bjs

    ResponderExcluir
  13. Já li o livro e vi o filme. O que posso te dizer é que ele me abalou muito. Uma história forte e triste. Cheio de passagens comoventes. Gostei de muito de ler. Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Li há tanto tempo este livro, ainda era adolescente. Lembro que fiquei bem impressionada com ele. Fiquei sabendo do segundo livro dela, e espero que consiga ler e saber o depois...
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  15. Oi!
    Já tinha ouvido falar, mas ainda não li. O livro parece ser bom e vai entrar para minha lista...
    Beeijos, Driih! (:

    ResponderExcluir
  16. Eu li esse livro esse ano e confesso que foi meio chocante ver a realidade (que ainda podera hoje) da drogas em um livro, mas gostei muito dele tanto que quero compra-lo. Nao vejoa hora de poder ler a continuação.



    xx

    ResponderExcluir

Ola!
Agradeço pelo comentário!
Beijinhos Carinhosos!