Resenha Os Catadores de Conchas - Rosamunde Pilcher

em 3 de novembro de 2013




Os Catadores de Conchas´ conta a vida de Penelope: mulher parecida com milhares de outras mulheres. Penelope Keeling é filha de um pintor vitoriano idoso e de uma jovem francesa liberal e independente. E é exatamente a sua vida tão comum e igual a de qualquer mulher que torna este romance tão atraente. Com altos e baixos, Penelope, foi feliz por ter sido uma filha amada, e infeliz por ter se casado com o homem errado. Encontrou mais tarde o verdadeiro amor, mas as tragédias e problemas ocasionados por esse encontro deixaram marcas profundas. Teve três filhos, cada um com seu mundo estruturado, intransponível, com suas desilusões e alegrias. É nesse universo que o leitor vai penetrar, envolvendo-se com uma mulher vigorosa, firme e bela. Ao longo de 600 páginas, o mundo de Penelope arrebatará o leitor de tal maneira, que será impossível não se envolver com o destino da Família Keeling.






I.S.B.N.: 8528601110

Edição : 30 / 2004
Idioma : Português
Número de Paginas : 697


Eu li ótimas resenhas dos livros dessa autora, e fiquei curiosa para ler principalmente sua obra mais famosa, que é Os catadores de conchas.

Rosamunde publicou aos 63 anos, e durante a leitura nos deparamos com a história de uma família, escrita de uma maneira bem madura, ao mesmo tempo deliciosa de acompanhar. A gente não sente as 600 páginas pesarem, devido à maneira como ela aborda cada personagem como uma linda e envolvente colcha de retalhos. Não tem como não se identificar com os dramas dos personagens, eles são extremamente realistas.

Penelope é a filha de um pintor falecido, que só agora descobriu que seus quadros valiam milhares de dólares, e isso inicia uma disputa entre seus filhos, a deixando profundamente chateada e magoada pela falta de sensibilidade deles, pois só enxergam lucros e não tem nenhuma afinidade ou recordações que possam trazem essas obras em suas vidas.

“Olivia não se preocupou com isso. Não receava por Os catadores de conchas. Lawrence Stern dera o quadro para a filha como presente de casamento, sendo mais precioso para Penelope do que todo o dinheiro do mundo. Ela jamais o venderia. Nancy - e Noel também, por sinal - simplesmente teria de ficar esperando que a natureza seguisse seu curso, e Penelope finalmente morresse. Coisa que, segundo Olivia esperava devotamente, ainda levaria anos para acontecer.”

Escrito de maneira filosófica, Rosamund Pilcher nos leva numa viagem pela da vida de Penelope, desde sua infância, suas recordações, seu casamento, nascimento dos filhos e amizades que fez durante a caminhada.

O livro é bem romântico, para quem gosta de livros mais sossegados, sem grandes reviravoltas ou muita ação é um prato cheio. Às vezes precisamos de livros assim, mais realistas e calmos, mas não pensem que é monótono ou chato, é muito bem construído e de maneira nenhuma é enfadonho. É apenas um livro sobre pessoas que podem ser reais, tanto quanto nós mesmos, com nossas dores, provações, humanidades.

Adorei o estilo da autora e certamente lerei seus outros romances, li em algum lugar que Setembro seria continuação deste, vou pesquisar melhor e volto com as novidades.

Espero que gostem, até o próximo domingo!

Bjs,

Fernanda

12 comentários

  1. Amo!! Amo!! Amo!! Este livro é lindo, bem com os outros da autora, o meu preferido é O Dia da Tempestade, mas este aqui não deixa nada a desejar, uma pena o preço ser tão elevado, os que li foram todos da biblioteca.
    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  2. O livro parece ser uma graça, mas infelizmente eu gosto daqueles livros cheios de suspense, ação e tals sabe! Não tenho paciência para livros muito calminhos :P
    Quem sabe mais pro futuro, quando eu sossegar mais hahahaha!
    Mas valeu a dica

    Beijo
    http://heysisteraj.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Já li 2 livros da autora e gostei bastante. Espero poder ler esse livro em breve.

    Bjus!!!!
    http://infinitoparticulardoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Apesar de ter gostado da resenha, não sei se leria o livro, adoro histórias realistas também, mas no momento esta numa vibe de histórias com bastante ação. Quem sabe em outra época.

    bjs

    ResponderExcluir
  5. Olá Milla!
    Concordo com você, as vezes precisamos de um livro que nos dê 'sossego'. É sempre bom um livro emocionante, mas as vezes os sentimentos precisam descansar um pouco, rs.
    Esse livro parece ser realmente muito bom! Sua resenha me conquistou :)
    Beijos,
    Ana M.
    http://addictiononbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Gosto muito da escrita da Rosamunde.
    Tenho esse livro e ainda não li, pois é enoorme né, rsrs.

    Bjo!

    Te espero lá no meu cantinho, =D
    http://meuhobbyliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi! ^^
    Adorei sua resenha. Mas livros romântico e realistas são o posto do que eu gosto.
    Beijusss;
    http://hipercriativa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. caraca esse livro parece ser bem fofo
    e eu não conhecia,gostei. apesar de ser 600 página ssauhashushu ultimamente to fugindo de livro grande pra poder ler pelo menos uns 70 esse ano

    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  9. Olá Fernanda, tudo bem?
    Não conhecia este livro e não li nada da autora, mas adorei a resenha e gosto bastante de livros assim com tramas reais, e superação em relação aos personagens.
    Já inclui ele na minha lista de desejados, e adorei esta indicação.
    Beijos♥

    ResponderExcluir
  10. Um romance cheio de mensagens sublinhares e emocionais ao extremo, as vezes é uma boa pedida. Gosto disso e sempre que posso leio. Vou tentar ler este também. Não prometo quando, mas quem sabe seja logo? Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Não conhecia, mas parece ser um romance bem reflexivo, e é bom ler algo assim.
    Gostei bastante da dica... parece ser uma ´ótima leitura.

    ResponderExcluir

Ola!
Agradeço pelo comentário!
Beijinhos Carinhosos!