Resenha Princesa de Gelo

em 16 de setembro de 2013


Thayane Gaspar Jorge - 147 páginas - Clube de Autores

"Eu não tenho coração. Acredite, é verdade. Até mesmo em momentos em que a adrenalina prevaleceu em meu sangue fazendo com que ele trabalhasse mais rápido. Eu deveria ouvi-lo bater ou ao menos senti-lo, mas é como se ele não fizesse mais nada além de pulsar. Não pulsar vida, mais apenas sangue para que o meu corpo, ligado a minha alma sempre mórbida, continue respirando.

Feitiço. Magia. Encanto. Poções. Bruxaria. Não, é apenas meu coração e a simplória e podre maldição."




Thayane Gaspar nos diz assim:

“Sou uma rebelde contida, uma utopia real. Para me conhecer, esqueça todas essas definições se apenas uma estiver bem clara: EU NASCI PARA ESCREVER.”

E nasceu mesmo, pois ao conhecer o mundo de Alessa, nos teletransportamos para dentro das páginas de seu livro, e você se sente como Alessa, vive todas as suas dores, derrotas, cada decepção.

Alessa não acredita no amor, ela diz que não tem um coração, pois para ela, os sentimentos não são nada, seu coração somente serve para bombear sangue para seu corpo.

Ela olha o mundo com outros olhos, vê a futilidade por trás da mascara, vê o relacionamento com o pacote completo de expectativas não cumpridas, traições desmascaradas, mentiras contadas, principalmente daquela pessoa que diz te amar, para depois ter que partir. Falsas promessas, abandono.

Apesar de tudo que Alessa representa você não a vê com maus olhos, ou uma pessoa doente, amarga, o leitor entende todas as suas frustrações e até pode ver um pouco de si nas suas experiências.

Eu nunca li um livro com este tema tão delicado, as pessoas tendem a torcer o nariz quando escutam a palavra Suicídio, há todo um preconceito, um rótulo que a sociedade colocou. Afinal porque será que um Suicida esconde suas cicatrizes, é vergonha do que as pessoas podem dizer ou pensar.

Com uma narrativa que chega a ser poética, a autora te transporta para dentro do livro, suas palavras tão profundas, a experiência de quase morte e todos os seus estágios que te faz até pensar que foi real.

Então você termina de ler o livro e se pergunta:

Quem é Alessa? Será ela real?
Emocionante, Maravilhoso!

Diagramação linda da Editora Modo, alguns erros de revisão, mais poucos, porém não me atrapalhou no entendimento do livro.

Beijos e Leiam este Livro!!


8 comentários

  1. Oi Mila! :)
    Nossa. Adorei a resenha! Não imaginava que o livro era assim. Fiquei com muita vontade de ler agora. Acho que vou me identificar com a Alessa. Muitas vezes também acho que meu coração só serve para bombear sangue.

    Tem uma Tag pra você no meu blog!
    http://hipercriativa.blogspot.com.br/2013/09/tag-se-eu-fosse.html
    Espero que goste!

    Beijusss;

    ResponderExcluir
  2. Amiga ameeeeeei sua resenha, eu não pensava que esse livro era tão interessante! Fiquei morrendo de vontade de ler! Ótima dica! ♥
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oie Mila
    nem em um milhão de anos imaginava que esse livro trazia uma história tão delicada ,e que a certo ponto chega até ser um tabu né?
    Nunca li nada nessa temática, e agora fiquei mega curiosa.
    Bem que a minha amiga falava que o livro é maravilhoso.
    Adorei a resenha, bem poética e instigando sem revelar muito.
    bjos

    ResponderExcluir
  4. Sua resenha ficou ótima. O livro parece ser lindo. Não me identifiquei pelo título, mas quando li o que você escreveu me interessei muito.
    Acho que o tema abordado realmente deveria deixar de ser um tabu, até para que possamos ajudar muitas pessoas.
    Beijos

    www.meumeiodevaneio.com.br

    ResponderExcluir
  5. A história não me animou muito, o que me deixou curiosa foi a sua recomendação enfática para ler o livro, rs.
    Bjus

    Rafa
    Rafaelando.com

    ResponderExcluir
  6. Oiii, linda!!! Eu amei a resenha! Engraçado é que desde o dia que você entrou em contato comigo eu pensei: é para pessoas como a Camila que eu escrevo.
    Você se entregou ao livro, a história. E acabou por mudá-la, interpretá-la do seu jeito e a fez existir.
    Te agradeço muito!!! Fico honrada de ter sido lida por você.
    Muitos beijos!
    Thay

    ResponderExcluir
  7. Parece ser um livro emocionante e é tão curtinho. Dá pra ler em um dia numa boa.
    Realmente suicídio é um tema delicado e muitas pessoas fogem ao falar do tema.
    Recentemente li Os 13 porquês e fiquei morrendo de vontade de ler outra obra que abordasse esse tema, então sua resenha veio em uma excelente hora pra mim. Vou aproveitar essa dica, com certeza.

    ResponderExcluir
  8. Caramba,como uma bonequinha como a Thayane conseguiu escrever um livro tão intenso??? Muito legal se surpreender assim,imagino que as pessoas olham para ela e veem ursinhos e laços cor de rosa,e ela vai e deixa a gente de queixo caído com a intensidade e drama da sua obra,eu ainda não li o livro,apesar dele estar morando já algum tempo aqui na minha estante,mas com toda certeza agora vou jogar ele mais para cima na pilha de leitura.

    bjsss

    Bianca

    ApaixonadasporLivros

    ResponderExcluir

Ola!
Agradeço pelo comentário!
Beijinhos Carinhosos!