Resenha Por Favor, Cuide da Mamãe

em 8 de setembro de 2013



Livro: Por Favor, Cuide da Mamãe
• Autor: Kyung-Sook Shin
• Editora: Intrínseca
• Páginas: 240


Park So-nyo, 69 anos, mãe de cinco filhos, desapareceu. Ao chegar a Seul para visitá-los, saindo de sua aldeia com o marido, com quem é casada há mais de 50 anos, ela é deixada para trás em meio à multidão em uma plataforma da estação de metrô. Como fez a vida toda, ele simplesmente supôs que a esposa o seguia. Essa é a última vez em que Park é vista. Começa então a procura, liderada pelos filhos e o marido, que se transforma em uma exploração emocional repleta de remorso e marcada pela triste descoberta de uma mulher que ninguém nunca conheceu. Narrado pelas vozes de uma filha, de um filho, do marido e da própria mulher desaparecida, Por favor, cuide da Mamãe é, ao mesmo tempo, um retrato da Coreia do Sul contemporânea e uma história universal sobre família e amor.



"Depois que a mãe de seus filhos sumiu, você percebeu que quem tinha sumido era sua esposa. Sua esposa, de quem você se esquecera durante cinquenta anos, estava presente em seu coração. Só depois de sumir ela voltou para você de modo tangível, como se fosse possível estender o braço e tocá-la."


Quando Park So-nyo, 69 anos, mãe de cinco filhos, desaparece enquanto estava acompanhada de seu marido no metrô, sua família começa uma busca incansável atrás de respostas para o paradeiro de sua matriarca.


Gosto muito da literatura oriental, li excelentes livros assim, e este não foi diferente. A autora consegue nos tocar com sua sensibilidade ao tocar num tema extremamente delicado, como o desaparecimento de um ente querido.

“Quase nada neste mundo acontece de forma inesperada quando refletimos com atenção. Mesmo o que alguém poderia considerar incomum, se pensarmos bem, é apenas que tinha probabilidade de acontecer. Deparar-se repetidas vezes com acontecimentos incomuns significa pouca reflexão sobre eles.”

Ao tentar encontrar Park So-nyo, tanto o marido quanto seus filhos, relembram todos os momentos vividos com ela ao longo de suas vidas, são histórias bem familiares, e que tocam o coração dos leitores, pois famílias são todas iguais, com suas alegrias e tristezas, e esta é uma leitura bem humana, sem cair na pieguice.

A tradução está ótima e a leitura flui com suavidade, ansiamos em cada página pela próxima, de tão bem escrito e instigante.

Impossível não recordarmos nossas próprias relações familiares, e principalmente com nossas mães, sendo uma reflexão de nossas atitudes, na importância de pararmos para aproveitar mais o presente, sem ansiar tanto pelo futuro, afinal, quem sabe o que nos espera amanhã?

Acredito que todos deveriam ler, confesso que me emocionei diversas vezes, e o livro me ajudou a mudar minhas atitudes e meu relacionamento com meus pais, o livro tocou mesmo o meu coração, e foi muito bom, bem positivo. Neste livro, entendi quando dizem que os livros é que nos escolhem, e foi um presente em minha vida.

“Você sai pela porta da basílica e contempla, atônita, a piazza circundada pelas altas colunas e envolta em luz brilhante. E só então as palavras que você não conseguiu dizer diante da estátua escapam de seus lábios.”

Só digo uma coisa, Filhos, Leiam! Dêem valor aos seus pais enquanto estão vivos, com saúde e perto de vocês, ler me dá esse prazer, de me surpreender com cada livro tocante que surge em minha vida, e o poder transformador que eles têm de fato, nos fazer melhorar, nos tornar pessoas melhores para o mundo e nós mesmos, e sim, é possível, basta querermos!



Não esqueçam do Top... ^^

Beijos Fernanda

18 comentários

  1. cara fiquei curiosa com o livro
    deve ser mt lindo, e vou tentar ler
    gostei da resenha amiga
    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  2. http://moove-onn.blogspot.com.br/
    seguindo ^^

    ResponderExcluir
  3. Oi amiga! Sempre que leio resenhas deste livro fico mexida, parece ser uma leitura que te faz refletir muito e mudar conceitos. Bom domingo,

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  4. Oie Milla
    esse livro é muito emocionante e tocante. Li como uma filha e também como mãe, pensando que este com certeza será o primeiro livro que irei apresentar aos meus filhos, pois possui uma história que ensina muitas lições.
    Bjos

    ResponderExcluir
  5. Adoro livros que trazem lições de vida, nos fazem refletir e nos ajudam a crescer como pessoas.
    Mas, infelizmente, esse foi um livro cuja resenha não conseguiu me conquistar.
    Relações familiares não são o meu forte, não me julgue. Simplesmente não me interesso por esse tipo de literatura.

    ResponderExcluir
  6. Oi Mila,
    nossa menina que resenha mais intensa!
    Confesso que não é o estilo de leitura que me agrade, não sei realmente se leria, mas você me deixou bem curiosa rs

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  7. Acho que só livros infantis da cultura oriental e realmente são livros tocantes.
    A dica já está devidamente anotada :)
    Bjus

    Rafa
    Rafaelando.com

    ResponderExcluir
  8. Eu tenho medo desses livros, tipo, tenho certeza que vou chorar litros e não vou me aguentar :S
    Ain, mas você recomenda tanto....acho que vou dar uma chance :P

    Beijo

    ResponderExcluir
  9. Quero muito ler esse livro, com certeza deve ser maravilhoso.
    Beijokas, Brubs
    Livros de Cabeceira
    @IWannaRuffles

    ResponderExcluir
  10. Oi Mila, tudo bem?
    Então, todas as resenhas que li sobre esse livro dizem que passamos por uma mudança de perspectiva qt aos nossos pais após a leitura do mesmo. Ainda não o li, mas está na minha lista tem um tempo, sua resenha me animou muito, gosto desse tipo de história que mexe com nossas emoções e comportamento.
    Beijos
    Vivi
    Razão e Resenhas

    ResponderExcluir
  11. Fiquei com muita vontade de ler esse livro, Mila. Eu nunca tinha visto resenha dele, nem nada, mas amei a sua. Também nunca li nenhum livro oriental, e esse me parece um bom começo.
    Beijos,

    Letícia
    http://www.odomdaescrita.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Adorei a resenha, agora fiquei louca pra ler! Comprei ele na Bienal, só que pra presente. Vou enviar ele pra pessoa e depois pedir emprestado... ahsuahsausa
    Parece ser daqueles livros que te fazem refletir sobre suas ações e melhorar como pessoa. Amei e aposto que vou me emocionar com ele *-*
    Beiiijos, Fê!

    ResponderExcluir
  13. Esse livro parece ser ótimo. A temática dele é muito prounda. Realmente a maioria de nós, só damos valor quando perdemos.
    Fiquei curios para saber o desfecho dessa história.
    Amei a resenha!

    Beijinhos

    As Leituras da Mila

    ResponderExcluir
  14. Ótima resenha, Fer.
    Deve ser lindo o livro!

    ResponderExcluir
  15. Muito boa essa resenha. Fiquei interessado nesse livro. Cada vez mais minha lista vai crescendo.

    ResponderExcluir
  16. Olá Fernanda!
    Nossa que livro profundo.Serio nunca li nada oriental(bom ao menos ate onde me lembro),e esta é a primeira resenha que vejo do gênero e do livro.E me peguei surpresa.
    Gostei muito da resenha,tanto que ja adicionei a minha listinha(que esta um pouco que exagerada.Hahahahahaha),e tenho certeza que irei me surpreender ao ler este livro.
    Parabéns pela resenha.Ela esta maravilhosa!

    Beijokas Ana Zuky

    Blog Sangue com Amor

    ResponderExcluir
  17. O livro parece ser muito lindo e emocionante, estou curiosa para conhecê-lo
    http://projetorevistaportugues.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Eu ainda não conhecia essa livro, tinha ouvido falar dele numa caixinha de correio de outro blog. Gostei da resenha, vou adicionar a minha lista de desejos.
    Beijos
    http://literaturaeeu.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Ola!
Agradeço pelo comentário!
Beijinhos Carinhosos!