Resenha Na Companhia das Estrelas

em 2 de setembro de 2013

Na Companhia das Estrelas 
Peter Heller - 408 páginas - Novo Conceito 



Em um mundo devastado pela doença, Hig conseguiu escapar à gripe que matou todo mundo que ele conhecia. Sua esposa e seus amigos estão mortos, e ele sobrevive no hangar de um pequeno aeroporto abandonado com seu cachorro, Jasper, e um único vizinho, que odeia a humanidade, ou o que restou dela.

Mas Hig não perde as esperanças. Enquanto sobrevoa a cidade em um avião dos anos 1950, ele sonha com a vida que poderia ter vivido não fosse pela fatalidade que dizimou todos que amava. Hig é um guerreiro sonhador. E tem uma imensa vontade de gente, apesar da desilusão que se abateu sobre ele. Por isso é capaz de arriscar todo seu futuro quando, um dia, o rádio de seu avião capta uma mensagem...

Voe com Hig e Jasper e se encante ao descobrir que um mundo melhor pode estar em cada um de nós.



“Quando estarei em casa? Não sei.
Nas montanhas, em meio à noite chuvosa,
O lago de outono inundou.
Algum dia estaremos juntos novamente.
E a luz de velas nos sentaremos à janela com visão para  o oeste.
Então lhe direi o quanto me lembrei de você.
Esta noite, nessa tormentosa montanha.”
Li Shang-Yin


Peter Heller nos apresenta um mundo pós-apocalíptico que eu nunca gostaria de viver, um mundo cruel, violento, muitas mortes na busca por sobrevivência.

Enquanto lia, ficava pensando assim, ou você morre com a epidemia, ou você morre por um tiro de alguma arma, ou você mata alguém.

Hig vive neste mundo devastado, ele é um sobrevivente, vive por lembranças de sua família e seu passado maravilhoso, seu único consolo talvez seja o cachorro Jasper que sobreviveu, o restante de sua família não resistiu.

Nesta jornada, Hig tem ajuda de um vizinho um tanto quando ranzinza, ele se chama Bangley, um cara que atira primeiro e depois faz uma pergunta, frio, calculista, não é de mostrar sentimentos, e assim um ajuda ao outro a sobreviver neste novo mundo.

Hig sobrevoa a cidade em seu avião à procura de possíveis invasores e Bangley fica à espreita com sua arma, pronto para abater alguma vítima. Seja uma criança ou um adulto.

Conhecemos o que é dormir ao relento com medo de uma embosca na noite escura, pois ficar em casa pode ser cruel. Vivendo com medo, da doença, de uma emboscada.

Hig tem um bom coração, boas intenções, bem diferente de seu amigo Bangley, porém são amigos, tanta dor e ajuda os aproximou.



"Não quero ficar confuso: estamos há nove anos assim. A gripe matou quase todos, depois a doença sanguínea matou mais. Os que sobraram são na maioria Nada Legais."


Infelizmente o livro não me agradou muito, muita crueldade, violência, e a narrativa também não ajudou, muitas lembranças, divagações, os pensamentos de Hig vagavam pelas páginas afora, o que achei um pouco maçante.

Senti que metade do livro foi recordação do passado e a outra metade morte, sobrevivência e alguma esperança.

Quanto a capa, é linda, me fez viajar, talvez se tivesse no lugar de Hig também daria nomes as constelações, uma forma de aproximação seja de algumas pessoas que se foram ou do que sentiria mais falta.

Está é minha opinião, talvez a sua seja diferente.

E você já leu?! Me diga o que achou...
Beijos Mila


8 comentários

  1. Que pena que você não gostou...ainda não li, mas pretendo =D

    www.resenhasealgomais.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oie Mila,
    menina tb acho que não vou gostar mto desse livro, só pelo que você escreveu estou vendo que não é muito meu estilo.

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi Mila!
    Que pena que não te agradou tanto. :/
    Estou com as expectativas altíssimas quanto a esse livro. Já imaginava que ele fosse como você o descreveu e espero que a minha leitura não seja massante.
    Gostei de saber sua opinião. (:
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Mila! Eu fazia uma ideia bem diferente do livro, sei lá, parece ser meio depressivo, mas mesmo assim fiquei interessada, por causa da questão de um mundo pós apocalíptico.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  5. Realmente a capa é linda, uma pena que o conteúdo não agradou. Já li alguns livros assim, bonitos por fora e chatinhos por dentro, rs.
    Bjus,

    Rafa
    Rafaelando.com

    ResponderExcluir
  6. Eu já não tinha ido muito com a cara desse livro, e agra sua resenha me deixou ainda menos com vontade de ler :P
    Obrigada pela dica tá :D

    Beijo

    ResponderExcluir
  7. Quero muito ler esse livro, acho a capa maravilhosa, parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  8. que pena q vc não curtiu muito o livro. Se ele é maçante, então nao sei se irei ler, fiquei meio assim agora. Nem sempre os livros nos agradam, né.

    http://www.lostgirlygirl.com

    bjos

    ResponderExcluir

Ola!
Agradeço pelo comentário!
Beijinhos Carinhosos!