Resenha Adeus, Facebook

em 9 de julho de 2013


Adeus, Facebook 
Jack London - 180 páginas - Valentina 


Parar e pensar sobre como as novas tecnologias transformarão o mundo parece algo impossível de se fazer. Sempre preocupadas em atualizar o status online, cada vez mais as pessoas têm menos tempo livre. Além disso, a natureza volátil das redes sociais permite que tudo nessas plataformas possa mudar de um dia para o outro. Este novo cenário já alterou a forma de empreender tanto no Brasil quanto no mundo. Empresas como o Google e o próprio Facebook surgiram do nada e hoje são gigantes no mercado, enquanto outras que eram consideradas quase infalíveis tiveram que se readaptar para não morrer. A forma de empreender mudou. Ao mesmo tempo, as marcas nunca estiveram tão conectadas com seu público e a criatividade não tem limite. Barreiras linguísticas e geográficas estão ficando sem importância, e aquele que deseja empreender deve saber que seu público alvo pode estar do outro lado do mundo, da mesma forma que seu concorrente direto. Surgiram startups com sucesso em um dia e desastre noutro. Quantas empresas conseguiram, de fato, se manter no mercado com mais de 1 ano de existência? Como aprender com elas para não cometer os mesmos erros? O escritor Jack London, considerado em um levantamento feito pelo site IDG NOW como um dos 10 nomes mais importantes da internet no Brasil, vem acompanhando de perto todos esses processos em sua coluna sobre empreendedorismo na revista Pequenas Empresas, Grandes Negócios e agora, com essa coletânea de seus mais instigantes artigos, aulas e palestras, podemos traçar com detalhes o panorama atual da nossa sociedade: digital, imprevisível e mutante. Adeus, Facebook – O Mundo Pós-Digital fala sobre o que está acontecendo no mundo digital, sobre o futuro das redes sociais e sua influência em nossas vidas, como o Brasil lida com essa nova realidade e como empresas e empreendedores podem usar isso em seu favor. O livro ainda nos remete a algumas perguntas essenciais e nos faz questionar: O que nos espera quando todo esse sistema entrar em crise? É possível imaginar o futuro?




Adeus, Facebook.



Como assim?



Lembro-me de quando estava na faculdade e me juntei a uns colegas para participar do projeto SEBRAE, então minha amiga Ana Telma nos apresenta o Orkut e suas maravilhas, fiquei admirada com a rede social e perguntei como eu poderia ter um perfil. Então ela me disse que eu poderia ter um, mais se fosse convidada por um membro do Orkut. E eu pensei que ideia genial, e pedi que ela me fizesse um convite, hoje em dia não tenho mais um Orkut e isso já tem tempo.

Hoje os queridinhos da vez são: Facebook, instagram tumblr que eu adoro, entre outros que ainda não me cadastrei. E ainda digo mais, se não fosse pelo meu blog eu já teria deletado meu Face. Mais isso é outra conversa, porém o que mais uso hoje em dia é o Facebook.

Agora, quem sabe o que virá amanha de inovador, quem irá criar, você? Eu? Não sei, sei que o mundo está aí de portas abertas para ideias inovadoras, só esperando ser criada e não falo somente de Redes Socais, são pensamentos malucos que podem revolucionar, sonhos que inspiram ótimos livros, o importante é criar algo novo, algo diferente, ou seja que faça a diferença. Mesmo que você não crie uma rede social, são inúmeras oportunidades para crescer.

E é essa a mensagem do autor, é como se fosse, cresça, apareça, seja diferente!

Poderia dizer até que é um livro Auto Ajuda, mais é muito gostoso de se ler, é sadio e inteligente.

Eu não imaginava que iria refletir ao ler este livro e ainda lembrar das memórias do passado, não imaginava que seria um livro tão bom. Leitura mais que recomendada, eu adorei!!

Agora, só uma pergunta, você vive em função da tecnologia até que ponto? Seu celular é conectado a internet 24 horas por dia? O que acontece quando seu celular lhe avisa que tem um novo e-mail?

Bom, eu vou correndo abrir, estou sempre conectada.


“Como em Missão Impossível, você tem apenas cinco minutos para refletir sobre as informações que partilhamos nas últimas duas horas. A partir daí, seu celular vai tocar, suas mensagens e e-mails vão cobrar sua atenção e tudo que fizermos aqui será autodestruído e se transformará num único bit ambulante vagando no espaço. Fim do contato.” Pg.45

São tantas coisas legais que foram criadas, cite uma que goste muito, eu por exemplo amei o NetFlix e gostaria muito que tivéssemos outros parecidos e de igual valor, porque inferiores nós temos alguns.

Outra coisa, o livro é dividido em partes, são cinco partes, algumas não me instigaram tanto, mais no geral eu gostei da mensagem do autor. Refleti um bocado, parava de ler certa parte e pensava, outras vezes me divertia um pouco. Leitura Agradável!!

A Editora Valentina fez um ótimo trabalho com a capa, um marketing foi ótimo, com páginas amarelas, narrativa rápida e instigante, eu recomendo para todos.



"Textos essenciais para compreender o futuro das mudanças e as mudanças do futuro."














7 comentários

  1. Não imaginava que fosse um livro interessante. Só lendo sua resenha que fiquei com vontade de ler.

    Beijos,
    Carissa
    www.carissavieira.com

    ResponderExcluir
  2. Esse livro é genial, la na faculdade os professores são divididos, os que incentivam você a ter tecnologia, e conhecer todos os meios da internet, pois isso dependendo do seu cargo vai te ajudar e outros que dizem para não ficarem conectados 24h nesse mundo, fiz até um teste que a professora fez com a sala e pelo teste não sou viciada. Adorei a resenha, me fez lembrar da época do orkut, que fiquei muito tempo procurando uma pessoa pra me mandar convite, hahaha.

    bjs

    http://www.loveebookss.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Achei o conteúdo do livro bem interessante, tecnologia esta sempre em evolução, o que hoje em dia é inovador, pode perder o valor rapidamente, novas ideias estão aí, prontas para serem efetivadas ou não, a fazerem sucesso ou ir para o abismo do esquecimento. Vou adicionar o livro na minha nada pequena lista de desejados.

    bjks

    ResponderExcluir
  4. Quando vi o lançamento desse livro confesso que não me empolgou. Sua resenha me mostrou uma outra perspectiva do livro. Você soube usar as palavras para transmitir bem as impressões que o livro te trouxe, e confesso que fiquei curiosa pra ler... Quem sabe eu não me aventure a lê-lo...
    bju
    Eykler

    ResponderExcluir
  5. Oi Camila, não conhecia o livro e confesso que a primeira vista, não me chamou a atenção. Sua resenha o fez mais interessante para mim, mas não sei se leria. Quem sabe um dia mudo de ideia e dou uma chance?
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  6. Não senti vontade de conferir o livro, não sei porque mais ele não me chamou tanta atenção assim.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Eu adoro Facebook, mas o livro não me chamou a atenção.
    Gostei da resenha, apesar disso, mas mesmo assim não coloquei na lista!
    Ufa, menos um hahaha

    Bjs

    ResponderExcluir

Ola!
Agradeço pelo comentário!
Beijinhos Carinhosos!