em 10 de novembro de 2011
O Cemitério de Praga

 

Autor: Umberto Eco
Editora: Record
2011.

Durante o século XIX, entre Turim, Palermo e Paris, encontramos uma satanista histérica, um abade que morre duas vezes, alguns cadáveres num esgoto parisiense, um garibaldino que se chamava Ippolito Nievo, desaparecido no mar nas proximidades do Stromboli, o falso bordereau de Dreyfus para a embaixada alemã, o aumento gradual daquela falsificação conhecida como Os Protocolos dos Sábios Anciãos de Sião, que inspirará a Hitler os campos de extermínio, jesuítas que tramam contra os maçons, maçons, carbonários e mazzinianos que estrangulam os padres com as suas próprias tripas, um Garibaldi artrítico com as pernas tortas, os planos dos serviços secretos piemonteses, franceses, prussianos e russos, os massacres numa Paris da Comuna em que se comem os ratos, golpes de punhal, horrendas e fétidas reuniões por parte de criminosos que entre os vapores do absinto planeiam explosões e revoltas de rua, barbas falsas, falsos notários, testamentos enganosos, irmandades diabólicas e missas negras.

        O leitor também encontra nestas páginas intrigas que contrapõem jesuítas e maçons, a sociedade secreta dos carbonários e seguidores de Giuseppe Mazzini, filósofo e político italiano, os quais assassinavam padres estrangulando-os com suas próprias tripas, a figura de um Garibaldi com artrite nas pernas oblíquas, projetos elaborados por agentes secretos piemonteses, franceses, prussianos e russos, a carnificina provocada pela Comuna de Paris, quando as pessoas se alimentavam de ratazanas ou eram apunhaladas.
Nesta época eram comuns as terríveis assembleias de bandidos, os quais consumiam absinto enquanto planejavam motins públicos. Desfilam igualmente pelo livro homens com barbas postiças, tabeliões de mentira, falsos testamentos, fraternidades malignas e missas negras.
Nesta narrativa eletrizante e inteligente qualquer coisa é possível, principalmente quando estão envolvidos serviços de inteligência, agentes que trabalham para os dois lados, militares infiéis e sacerdotes pecadores. Há um pouco de tudo nessa história, o que certamente vai satisfazer mesmo os leitores mais exigentes.

Beijinhosss ^^





5 comentários

  1. Olá mila!
    Adoroo livros nesse gênero!
    Esse com certeza quero ler esse!!
    É a primeira vez que visito o seu blog, ficaríamos super felizes com a sua visita
    o nosso blog também, te convido para conhecê-lo ^^

    Beijos!
    Elidiane - Leitura entre amigas
    leituraentreamigas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Eiii Mila,

    Adorei a sua resenha, quero ler esse livro parece muito bom igual ao livro O Nome da Rosa o livro e o filme são otimos.

    Adorei a visita que você fez ao meu blog

    Bjocas

    http://www.amomuitolivrosefilmes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Retribuindo a visita e seguindo o blog Mila! Beijos!

    http://newsnessa.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Muito interessante teu blog....livros excelentes!!! Parabéns! Bjs
    http://amazoniaumcaminhoparaosonho.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Sou louca pra ler esse livros, vi muitas resenhas ótimas dele, inclusive a sua, vou ver se compro, mais um pra minha lista :)

    ResponderExcluir

Ola!
Agradeço pelo comentário!
Beijinhos Carinhosos!