Do Incrível ao Bizarro chegou em pré-venda!

em 6 de junho de 2019




Os livros antigos dos filmes, das fotografias e dos museus, reunidos em uma Enciclopédia vintage e inovadora, totalmente em português!

Quem nunca teve vontade de ter contato com um bestiário antigo, livros de alquimia, manuscritos e obras raras?

A enciclopédia Do Incrível ao Bizarro é um compêndio de inúmeras pesquisas realizadas nas mais diversas bibliotecas mundiais, e reúne um acervo rico em manuscritos, ilustrações e fotografias raras. Dentre eles, o manuscrito original de Lewis Carrol para Alice, a Bíblia de Gutemberg, um bestiário de criaturas reais e fantasiosas que parecem ter saído direto de filmes como Animais Fantásticos, além de ilustrações botânicas, do corpo humano e manuscritos medievais.


Capa Dura  |  288 páginas coloridas em couché  |  16x23  |  Sobrecapa  |  Edição limitada  |  Valor promocional de pré-venda


Lançamentos Junho | Editora Arqueiro

em 5 de junho de 2019



Ola meus amores, quanto tempo!


Como vocês estão?!


Hoje iremos conhecer as novidades da Editora Arqueiro.


Vem Comigo...



Ano Um
Nora Roberts

PRIMEIRO VOLUME DA TRILOGIA DISTÓPICA CRÔNICAS DA ESCOLHIDA.
Nora Roberts, que já vendeu mais de 500 milhões de livros no mundo, se aventura em um novo gênero!
Tudo começa na noite de Ano-Novo. A doença se alastra rapidamente. Em questão de semanas, a rede elétrica para de funcionar, as leis e o sistema de governo entram em colapso e mais da metade da população mundial é dizimada.
Onde existia ordem, agora só há caos. E conforme o poder da ciência e da tecnologia diminuíam, a magia crescia e tomava o seu lugar. Uma parte dessa magia é boa, como a feitiçaria praticada por Lana Bingham no apartamento que divide com o amante, Max. Outra parte dela, no entanto, é inimaginavelmente maligna, e pode se esconder em qualquer canto, numa esquina, nos fétidos túneis sob o rio ou dentro daqueles que você mais ama e conhece…

Espalham-se rumores de que nem os imunes nem os dotados estão a salvo das autoridades que patrulham as ruas devastadas, então Lana e Max resolvem deixar Nova York. Outros viajantes também seguem esperançosos para o oeste: Chuck, um gênio da tecnologia que mantém o bom humor em um mundo off-line; Arlys, uma jornalista que insiste em buscar e registrar a verdade; Fredinha, uma jovem com um otimismo que parece fora do lugar nessa paisagem desoladora; Rachel e Jonah, médica e paramédico, determinados a proteger uma jovem mãe e seus três bebês recém-nascidos.
Em um mundo em que cada estranho no caminho pode representar a morte ou a salvação, nenhum deles sabe o que encontrarão. Porém, um novo horizonte os aguarda, a concretização de uma profecia ancestral que transformará a vida de todos os sobreviventes.
O fim chegou. O início é o que vem agora.



Marionete
Daniel Cole


MARIONETE É A CONTINUAÇÃO DE BONECO DE PANO, QUE FOI ESCRITO ORIGINALMENTE COMO PILOTO PARA UMA SÉRIE DE TV.
A excelente coadjuvante do livro Boneco de pano, a detetive Emily Baxter, é a protagonista desta continuação em busca de um serial killer.
Muitos meses se passaram, mas a detetive Emily Baxter ainda lida com as cicatrizes do chocante caso Boneco de Pano e com o desaparecimento de seu amigo William Fawkes, o Wolf.
Apesar da relutância em se envolver em outra investigação horrenda, ela é convocada para uma reunião com o FBI e a CIA, onde é surpreendida com fotografias macabras de um corpo retorcido em uma pose familiar, pendurado na ponte do Brooklyn, com a palavra "isca" entalhada no peito.
Logo em seguida, uma nova vítima surge em condições idênticas. Só que, dessa vez, o corpo do assassino também se encontra na cena do crime, com a palavra "marionete" entalhada no tórax.
Quando a pressão da mídia e da opinião pública se intensifica, Baxter recebe a ordem de cruzar o Atlântico e ajudar na investigação. Enquanto as mortes se multiplicam tanto em Nova York quanto em Londres, a força-tarefa se vê impotente e Baxter precisa vencer o medo que a paralisou no último ano para impedir o sacrifício de mais vidas.



Uma loucura e nada mais
Mary Balogh

TERCEIRO VOLUME DA SÉRIE CLUBE DOS SOBREVIVENTES.
Mary Balogh já vendeu mais de 100 mil exemplares pela Arqueiro e é presença constante na lista de mais vendidos do The New York Times.
Depois de sobreviver às guerras napoleônicas, Sir Benedict Harper está lutando para seguir em frente e retomar as rédeas de sua vida. O que ele nunca imaginou era que essa esperança viesse na forma de uma bela mulher, que também já teve sua parcela de sofrimento.
Após a morte do marido, Samantha McKay está à mercê dos sogros opressores, até que planeja uma fuga para o distante País de Gales para reivindicar uma casa que herdou. Como o cavalheiro que é, Ben insiste em acompanhá-la em sua jornada.
Ben deseja Samantha tanto quanto ela o deseja, mas tenta ser prudente. Afinal, o que uma alma ferida pode oferecer a uma mulher? Já Samantha está disposta a ir aonde o destino a levar, a deixar para trás o convívio com a alta sociedade e até mesmo a propriedade que é sua por direito, por esse...



Mulher-Gato: ladra de almas
Sarah J. Maas

TERCEIRO VOLUME DA SÉRIE LENDAS DA DC.
A Mulher-Gato da autora best-seller Sarah J. Maas é o que os fãs da personagem amam: forte, independente e única.
No passado, Selina Kyle vivia no submundo de Gotham, cometendo pequenos delitos para sustentar a família. Quando a mãe a abandona, a jovem precisa tomar uma difícil decisão e entrega a irmã nas mãos de um casal que poderia cuidar bem melhor dela, longe da pobreza.
Dois anos depois, Selina retorna como a rica e misteriosa Holly Vanderhees. O que a trouxe de volta à cidade? E o que vai aprontar agora que tem como parceiras Arlequina e Hera Venenosa?
Com Batman fora em uma missão vital, Luke Fox quer provar que pode ajudar os habitantes de Gotham usando o disfarce de Batwing. Seu alvo é uma nova gatuna que se uniu às duas rainhas do crime. Juntas, as três instauram o caos.
Em meio a um jogo de segredos, mentiras e furtos, Selina se engalfinha à noite com Batwing, e se enrosca de dia com Luke Fox. Em uma trama que vai roubar o fôlego dos leitores, Sarah J. Maas mostra os primeiros momentos da ardilosa Mulher-Gato como uma das anti-heroínas mais ambíguas e amadas do mundo.



Eu quero muito ler Uma loucura e nada mais de Mary Balogh, e vocês?!



Beijos

Resenha: É mamífero que fala, né? - Vanessa de Abreu Barbosa Fernandes e Moisés Chencinskik

em 30 de maio de 2019


É mamífero que fala, né?
Autores: Vanessa de Abreu Barbosa Fernandes e Moisés Chencinski


Coleção: Sementinha
Formato: 20,0 X 23,0
Págs: 40
Editora: Paulinas
Ano: 2019


De forma lúdica, fortalecendo o vínculo da família (mãe, pai, avós, tios), que é a base da rede de apoio para a mãe que amamenta, e com uma linguagem carinhosa e acessível a todos, os autores contam uma história que se baseia nos hábitos dos mamíferos e explicam a importância do aleitamento materno. As ilustrações de Helena Cortez trazem conferem ainda mais leveza e poesia à obra.
O aleitamento materno é uma unanimidade mundial. Não há nenhuma dúvida sobre a importância e os benefícios do leite materno no crescimento, desenvolvimento e imunidade das crianças. Todos os profissionais de saúde reconhecem a amamentação como a principal fonte de alimentos dos bebês. A Organização Mundial de Saúde (OMS), o Ministério da Saúde (MS) e a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) recomendam o aleitamento materno desde a sala de parto, exclusivo e em livre demanda até o 6o mês, complementado com alimentação saudável até os 2 anos ou mais. No entanto, menos da metade das crianças aos 6 meses é ainda alimentada com o leite materno.
Muitos fatores influenciam nesse déficit: falta de informação ou informação inadequada de redes sociais, amigos e familiares e até de profissionais de saúde, falta de apoio, falta de espaço na mídia, licença-maternidade insuficiente, marketing abusivo das indústrias de fórmulas infantis, cultura de desmame e muitas outras questões.
Para melhorar esse cenário, os órgãos responsáveis estão tentando providências, como cursos e busca incessante de aprovação de leis que favoreçam a amamentação e a mulher trabalhadora que amamenta. A primeira semana de agosto, há mais de 25 anos, é dedicada à celebração da Semana Mundial de Aleitamento Materno, cada ano com um tema específico. Já comemoramos, no Brasil, o AGOSTO DOURADO - um mês inteirinho para informar, sensibilizar e apoiar a amamentação.
E para não ficar só esperando que "os outros" façam alguma coisa, o pediatra e homeopata Moises Chencinski e a nutricionista e consultora em aleitamento materno Vanessa de Abreu Barbosa Fernandes tiveram a ideia de agir onde tudo começa: na criança.


Resenha


Obra do pediatra Moises Chencinski e da nutricionista Vanessa Abreu fala 
sobre a importância do aleitamento materno


Neste lançamento lindo da Paulinas Editora para o mês das mães, temos este livro feito com muito carinho pelos autores visando o incentivo a amamentação dos bebês, sinalizando a sua importância para o desenvolvimento e imunidade.

Com ilustrações coloridas e muito bonitas feitas pela ilustradora Vanessa Cortez.



O livro apresenta uma linguagem carinhosa, cuidadosa e acessível a todos, ilustrando a importância do aleitamento materno para o crescimento, desenvolvimento e imunidade das crianças.

Resenha Mamãe Bruxa – a história da vilã da Rapunzel

em 22 de abril de 2019



Mamãe Bruxa – a história da vilã da Rapunzel
Vilãs da Disney # 5
Serena Valentino

ISBN-13: 9788550303772
ISBN-10: 8550303771
Ano: 2019 / Páginas: 336
Idioma: português
Editora: Universo dos Livros

Neste livro, o leitor conhecerá uma história sobre mães e filhas, sobre juventude e magia. É a história da vilã da Rapunzel, a Mamãe Gothel.
A história da legendária flor dourada é muito popular, tendo sido contada de diversas maneiras e ao longo de gerações. No entanto, todas as versões concordam em um aspecto: a flor é sempre o objeto de desejo de uma velha bruxa, cuja ambição é se manter bela e jovem.
A flor, por sua vez, sempre é usada para salvar uma rainha à beira da morte, que dá à luz uma princesa com cabelos mágicos: Rapunzel. Por isso, a fim de evitar a perda de sua fonte da juventude, a feiticeira sequestra a princesa, tranca-a em uma torre distante e passa a criá-la como sua filha. Anos depois, Rapunzel descobre sua verdadeira identidade e dá um jeito de derrotar a velha bruxa.
Entretanto, esta é apenas a metade da história. O que houve com a velha bruxa, conhecida como Mamãe Gothel? Qual é a sua origem e qual foi o caminho que a levou a encontrar a flor mágica, tornando-se obcecada pela juventude eterna? Toda história tem dois pontos de vista.


Resenha


Conhecendo Gothel, Primrose e Hazel, as três irmãs bruxas, ascendendo aos poucos a sua magia, aprendendo o que se deve aprender antes da mamãe bruxa ir para o limbo.


Gerações de bruxas que passaram pela mesma situação, cuidar da Floresta dos Mortos, cuidar para que os mortos sejam todos entregues a floresta, cuidar da flor lendária rapunzel, a que tem o poder da beleza, da juventude, porém existe muito mais por trás da flor, por trás da história que tão bem conhecemos, existe também o lado sombrio, ou nem tanto assim. O que houve com Gothel e suas irmãs?!


"A floresta das bruxas não era meramente preenchida por árvores sem vida. Era onde os mortos descansavam — ou era o que os vilarejos vizinhos gostavam de dizer. Eles escolheram pensar na floresta como um cemitério cuja visita não era permitida, e as bruxas eram suas cuidadoras, apesar de, no fundo do coração, eles saberem que seus entes queridos falecidos tinham pouquíssima paz no lugar que deveria ser sua morada de descanso eterno."